2 Guns – 2 Tiros (2013)

2 Tiros - Poster 2

Buddy-Buddy Movie ao estilo 80s.

 

Dois agentes de organizações diferentes (DEA e Serviços Secretos da Marinha) fazem parceria para destruir um cartel de droga. O problema é que nenhum deles sabe quem é o outro. Quando descobrem, dá-se uma guerra de egos para ver quem tem a acção heróica mais decisiva. Mas são muitos os jogos de traição que os envolvem. O melhor mesmo é refazer a parceria inicial.

 

As buddy-buddy (action) movies foram um dos grandes hits cinematográficos dos 80s e vários são os títulos que elevaram o género e até definiram as regras, tornando-se clássicos (“48 HRS.”, “Lethal Weapon”, “Red Heat”).

O género perdeu vitalidade na década seguinte, com o cinema de acção a ceder lugar a uma parada de efeitos visuais (desnecessários) e a (ocos) efeitos de som, acompanhados por (irritantes) temas de rap e hip hop.

Este ano já tivemos um glorioso momento de revivalismo desse género, como o hilariante “The Heat” (Sandra Bullock e Melissa McCarthy davam-nos uma versão feminina desse género).

Com este fantástico “2 Guns” regressamos à versão masculina do género, que também retoma a sua melhor forma.

Temos um argumento, que apesar não querer “descobrir a roda” (nem isso lhe era pedido), tem uma competente estrutura, cheia de ritmo, peripécias, surpresas e humor.

O realizador Baltasar Kormákur dirige com grande eficácia, dando ao filme um ritmo imparável, com as adequadas doses de acção, humor, intriga e violência.

Nenhuma buddy-buddy movie funciona bem sem uma boa dupla. Denzel Washington e Mark Wahlberg mostram ter uma imensa química e partem a loiça toda a divertirem-se à grande. O espectador sai recompensado e deseja mais trabalhos em conjunto, interrogando-se mesmo porque não os juntaram há mais tempo.

Um grande filme de acção, uma grande surpresa, uma verdadeira lição de como fazer um filme deste género nos dias de hoje.

“2 Guns” já saiu das salas, mas já “dispara” noutros locais.

 

Site – http://www.2guns.net/

 

O filme adapta uma bd de Steven Grant, editada pelos Boom! Studios.

O comic – http://www.comicbooktherapy.com/boom-studios-spotlight-steven-grant-talks-2-guns-158330

Entrevistas com Grant

http://www.comicsbulletin.com/interviews/3615/steven-grant-hitting-on-target-with-2-guns/

http://www.lasvegasweekly.com/as-we-see-it/weekly-qa/2013/aug/01/veteran-vegas-based-comics-writer-steven-grant-mak/

 

Inicialmente, o realizador escolhido era David O. Russell (que já tinha dirigido Wahlberg em “The Fighter”; o realizador de “Silver Linings Playbook” surgirá no final do ano com o esperado “American Hustler”, novamente com Jennifer Lawrence e Bradley Cooper). Mas sabe-se que Russell tem um feitio difícil (em “Three Kings”, também com Wahlberg, ficou célebre um momento das filmagens em que George Clooney e Russell quase andaram ao murro) e surgiram (enormes) diferenças criativas entre Wahlberg e Russell. Resultado? Russell sai de cena e Wahlberg convoca os serviços de Kormákur (com quem trabalhou em “Contraband”).

Quando Russell ainda estava indigitado, queria-se Owen Wilson ou Vince Vaughn para contracenar com Wahlberg. Quando Kormákur entra em cena, cancela tal ideia e convoca Denzel Washington.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s