Orgulho e Paixão (1957)

The Pride and the Passion - Poster 8

 

Título original – The Pride and the Passion

 

Um grande cineasta (sempre a fazer reflexões políticas) e um luxuoso trio de actores.

Haja orgulho em ver esta paixão de Cinema.

Continuar a ler

Anúncios

O Príncipe Lendário (1957)

Dangerous Exile - Poster 1

 

Título original – Dangerous Exile

 

Drama Swashbuckler sobre um possível twist num importante evento da História.

Continuar a ler

No Reinado do Terror (1949)

Reign of Terror - Poster 5

 

Título original – Reign of Terror

Título alternativo – The Black Book

 

Anthony Mann era grande realizador para grandes Westerns (ahhhh, aquele uso da paisagem, tão bem fotografada e filmada…), mas sabia abordar outros géneros, com igual qualidade.

Ei-lo no épico histórico.

Continuar a ler

A Ilha dos Trinta Caixões (1979)

L`Ile au Trente Cercuils - Poster 2

 

Título original – L’Île aux Trente Cercueils

 

Uma série que marcou o seu tempo e deixou boa memória de (muitos e bons) calafrios em quem a viu.

Continuar a ler

Não Digas a Ninguém (2006)

Ne le dis à Personne - Poster 2

 

Título original – Ne le Dis à Personne

 

Durante muitas décadas, o Polar foi um dos géneros de eleição do cinema francês.

Aliado à excelência de muitos títulos, está a igual excelência dos nomes envolvidos – realizadores (Jean-Pierre Melville, Henri Verneuil, Jacques Deray, Jules Dassin, Henri-Georges Clouzot) e actores (Alain Delon, Lino Ventura, Jean Gabin, Philippe Noiret).

O género já não tem o fulgor de outrora (já não há realizadores e actores ao nível dos mencionados), mas (felizmente) vão surgindo excepções.

Eis uma.

Continuar a ler

Dois Homens em Manhattan (1959)

Deux Hommes dans Manhattan - Poster 3

 

Título original – Deux Hommes dans Manhattan

 

Jean-Pierre Melville pega no seu sentido de Cinema e olhar sobre a cidade e mete-se pelo mundo do jornalismo.

Continuar a ler

O Meu Tio da América (1980)

Mon Oncle d`Amerique - Poster 2

 

Título original – Mon Oncle d’Amérique

 

É um dos grandes sucessos de Alain Resnais.

(no Porto chegou a estar largas semanas no Sala Bebé)

Continuar a ler