Robot & Frank

Robot & Frank - Poster 1

É com enorme simpatia (robótica e humana) que termina o Fantas 2013.

Eis uma daquelas pérolas que o cinema nos brinda, de vez em quando.

Sci-Fi, mas de tese e forte sentido emocional e humano. Continuar a ler

Anúncios

Tulpa

tulpa_poster

E eis que o giallo chega ao Fantas. É certo que já estamos (bem) longe dos tempos áureos (e já não temos realizadores de vulto – até Argento já anda perdido), mas o género tem sempre a sua piada e o seus fiéis nerds. Continuar a ler

The Tall Man

The Tall Man - Poster 1

Variação da lenda do “Homem do Saco”, assinada por um dos mais interessantes realizadores do género fantástico/terror/shocker da actualidade – o francês Pascal Laugier.  Continuar a ler

La Planète Sauvage

La Planete Sauvage. - Poster 1jpg

Mais um título em retrospectiva.

“La Planète Sauvage” é um título de animação, feito em 1973 por René Laloux, em regime de co-produção entre a França e a Checoslováquia (yup, hello àquele estilo de animação – tão “animada” – que Vasco Granja tanto divulgou, energética e euforicamente, a partir de certa altura), que chegou a ganhar o Prémio Especial do Júri em Cannes 1974. Teve honras de estreia nos USA com o patrocínio do lendário Roger Corman.  Continuar a ler

Otro Verano

Otro Verano - Poster 1

O cinema espanhol regressa ao Fantas, o que suscita sempre boas expectativas, com um título de grande minimalismo narrativo (apenas 3 personagens), geográfico (passado numa casa) e financeiro (custou 40 mil Euros), de grande intimidade emocional.  Continuar a ler

The Grand Heist

The Grand Heist - Poster 1

Heist movie vindo da Coreia do Sul.

Coreia, tempos ancestrais. Numa pequena e pobre povoação, um grupo de (bons) malandros decide assaltar o covil de um déspota local e roubar-lhe o gelo (produto muito desejado) e até mesmo o ouro (que pertence ao reino). Muitas (e hilariantes) vão ser as peripécias.  Continuar a ler

The Deep Blue Sea

The Deep Blue Sea - Poster 2

Nem tudo o que vem ao Fantas é para dar sustos.

Também por lá surge cinema emocional. Eis um caso. Continuar a ler