Tragam-me a Cabeça de Alfredo Garcia (1974)

 

 

Título original – Bring Me the Head of Alfredo Garcia

 

Sam Peckinpah assina aqui o seu filme mais estranho e um dos seus mais complexos.

Continuar a ler

Hatari! (1962)

 

 

Howard Hawks é um genial realizador. Sabia fazer de tudo e por essa variedade de géneros por onde se metia fazia sempre grande Cinema e obras-primas.

Eis uma incursão pelo campo da aventura exótica, mas filiada no seu estilo de Cinema.

Como era por vezes habitual, Hawks faz o filme como uma réplica a outro – aqui o visado é “Mogambo” (1953, do “rival” John Ford”; “por acaso”, esse filme é um remake de “Red Dust”, feito em 1932, que “por acaso” teve uma réplica de Hawks em 1939, que é o belíssimo “Only Angels Have Wings”).

Continuar a ler

O Agente Oculto (2022)

 

 

Título original – The Gray Man

 

Bons nomes populares, num actioner sobre os operacionais dos serviços secretos.

Continuar a ler

Carter (2022)

 

 

Da Coreia do Sul surge este imparável actioner.

Continuar a ler

Não Fazemos Prisioneiros (2021)

 

 

Título original – Copshop

 

Joe Carnahan mostrou ser um valor interessante no campo do actioner com os delirantes “Smokin` Aces” e “The A-Team”.

Ainda recentemente vimos o seu louco “Boss Level”.

Ei-lo de volta.

Continuar a ler

Interceptor (2022)

 

 

Elsa Pataky já tinha mostrado como sabia ser uma aguerrida action woman num par de episódios de “Fast & Furious” (“F&F 5”, “F&F 6”).

Ei-la novamente em tal registo, mas como total protagonista.

Continuar a ler

Kate (2021)

 

 

A habitualmente cativante Mary Elizabeth Winstead torna-se uma hitgirl.

Continuar a ler

A Protegida (2021)

 

 

Título original – The Protégé

 

Do realizador de “Casino Royale” surge este actioner feminino, que procura manter viva a (boa) tradição da hitgirl.

Continuar a ler

The Villainess (2017)

 

The Villainess - Poster 1

 

Título original – Ak-Nyeo

 

Da Coreia do Sul surge este estonteante actioner feminino.

Continuar a ler

48 Horas – Parte II (1990)

 

 

Título original – Another 48 Hrs.

 

“48 Hrs.” (1982, já aqui visto) tinha sido um enorme sucesso e tinha feito escola.

Parecia ser boa ideia retomar a equipa.

Continuar a ler