Os Anjos de Charlie (2019)

 

Título original – Charlie’s Angels

 

São uns anjinhos muito lindos e protectores.

Já andaram pela Televisão (numa série bem popular – actualmente a ser exibida na RTP Memória), já tiveram adaptação cinematográfica (que deu direito a sequela).

Eis o reboot.

Continuar a ler

A Guerra das Estrelas: Episódio IX – A Ascensão de Skywalker (2019)

 

Título original – Star Wars: Episode IX – The Rise of Skywalker

 

A mais famosa saga do Cinema chega ao fim.

Bom, ao fim desta terceira trilogia.

Continuar a ler

Parker (2013)

Parker - Poster 1

 

Parker, a grande criação de Donald Westlake (com o pseudónimo de Richard Stark), volta ao Cinema.

Agora com o nome criado pelo seu autor, no que se esperava ser uma nova saga cinematográfica.

The Stath” dá-lhe rosto.

Continuar a ler

Apanha-me Esse Gringo (2012)

Get the Gringo - Poster 1

 

Título original – Get the Gringo

Título UK – How I Spent My Summer Vacation

 

Mel Gibson passou por tempos muito maus.

Outrora uma das mais bankable stars de Hollywood, Gibson resolveu abandonar a interpretação (em 2002 com “Signs”, um dos seus maiores sucessos e uma das suas melhores interpretações) e dedicar-se à realização (“The Passion of the Christ” e “Apocalypto” – 2004 e 2006, respectivamente).

Fez um comeback em 2010 (com o intenso “Edge of Darkness”, onde nos brindou com outra das suas melhores interpretações) e manteve a excelente forma com o doloroso “The Beaver” (2011, de e com Jodie Foster; onde teve, talvez, a sua melhor interpretação).

Alguns desaires (tornados públicos) da sua vida privada levaram-no a um duro julgamento de algum público e da indústria (que confundem juízo sobre a privacidade com análise à área profissional) e a carreira de Gibson sofreu um revés nas bilheteiras (“Edge of Darkness” e “The Beaver” foram dois imensos, mas injustos, flops).

Este “Get the Gringo” trazia o Big Mel de volta ao género que lhe deu fama e glória – o cinema de acção, com laivos de comédia.

E, como seria de esperar, Mel está em grande.

Continuar a ler

Projeto Gemini (2019)

 

Título original – Gemini Man

 

Jerry Bruckheimer, que já foi o mais poderoso produtor de Hollywood (“Beverly Hills Cop”, “Top Gun”, “The Rock”, “Gone in 60 Seconds”, “Pirates of the Caribbean”), regressa ao blockbuster de grande action & spectacle.

Ang Lee é um talentoso realizador, que procura sempre qualidade (“Sense and Sensibility”), arte (“Crouching Tiger, Hidden Dragon”) e entretenimento (“Hulk”).

Will Smith, outrora uma das grandes movie stars dos 90s, procura reencontrar a glória perdida.

Eis um filme que os junta.

Continuar a ler

Assalto ao Poder (2019)

 

Título original – Angel Has Fallen

 

“Olympus Has Fallen” (2013) e “London Has Fallen” (2016) levaram muita action para os corredores do poder político americano e internacional.

Os dois filmes foram sucesso e falou-se em trilogia.

Eis o capítulo final.

Continuar a ler

Exterminador Implacável – Destino Sombrio (2019)

 

Título original – Terminator: Dark Fate

 

“The Terminator” é uma das melhores sagas do Cinema.

Verdadeiro prodígio de action & stunts, é também notável no uso de efeitos visuais (desde practical effects de uma incrível eficácia até uns visual effects inovadores e impressionantes) e de robótica (há grandes achievements nessa área), aliado a uma poderosa narrativa sobre os males da Tecnologia e o facto do Homem ser o criador da sua destruição.

 

Tudo começou em 1984 (numa produção modesta), com sequelas em 1991 (na época, o filme mais caro de sempre, com uns impressionantes e inovadores efeitos visuais que tudo mudaram no Cinema; é ainda a “Capela Sistina” das sequelas e do Sci-Fi Actioner), 2003, 2009 e 2015 (um misto de reboot, remake e homenagem aos dois primeiros episódios).

 

James Cameron ficou com o seu (bom) nome ligado à saga (escreveu, produziu e realizou os dois primeiros episódios) e não parou de inovar, tecnologicamente, o Cinema.

Arnold Schwarzenegger encontrou uma segunda pela que lhe assentou na perfeição – criar uma máquina assassina indestrutível e imparável, sem emoções ou remorsos.

Schwarzie só esteve de fora no episódio 4, Jim limitou-se aos primeiros dois.

 

Eis o episódio que retoma a saga a partir do episódio 2.

James Cameron, Arnold Schwarzenegger e Linda Hamilton estão de volta.

Continuar a ler