Assalto à Casa Branca (2013)

Olympus Has Fallen - Poster 15
Título Original – Olympus Has Fallen

 

2013 é um verdadeiro armageddon para a casa do poder americano. Isto porque a dita “casinha” vai ser alvo de dois brutais ataques terroristas.

O primeiro é este “Olympus Has Fallen” de Antoine Fuqua.

Nos USA já estreou (mas ainda sem agenda para Portugal) “White House Down” (ahh, agora parece que a casa vem mesmo abaixo) do destrutivo Roland Emmerich (“Independence Day”, “2012”), com Channing Tatum e Jamie Foxx.

(já agora, adiante-se que o filme de Emmerich, bem mais caro, com mais do dobro do orçamento, está a ser um flop; o filme de Fuqua, mais “baratinho”, foi um sucesso).

 

Mike Banning é um dos mais importantes operacionais dos Serviços Secretos, na função à protecção do Presidente. Depois de um azar na noite de Natal (onde a Primeira Dama faleceu), Banning vê-se banido para trabalhos de secretária. Mas quando a Casa Branca é atacada por um grupo extremista norte-coreano, Banning revela-se como sendo o único homem capaz de salvar o pilar da nação americana.

Olympus Has Fallen - screenshot 1

Olympus Has Fallen - screenshot 9

É um “`Die Hard`in the White House”? Sim. Mas o filme está longe do banal rip-off.

Estamos perante um muito competente, eficaz e entretido actioner na senda do melhor da Série B.

Muitos dos méritos estão na competência de Antoine Fuqua (“The Replacement Killers”, “Training Day”, “Shooter”, “Brooklyn`s Finest”) que se diverte como uma criança na criação de fantásticas cenas de acção (a sequência do assalto resulta em mais de 10 arrasadores minutos de ferro & fogo) e na forma como gere o ritmo e o espaço.

Olympus Has Fallen - screenshot 3

Olympus Has Fallen - screenshot 4

O elenco é cativante, mas ninguém deve esperar (pois não é isso que se exige) notáveis performances.

Angela Bassett e Morgan Freeman dão-nos a sua habitual segurança (até porque os seus personagens obrigam a tal).

Rick Yune compõe um vilão a preceito.

Aaron Eckhart tem pinta para Presidente.

Gerard Butler convence como action hero (até porque, mais do que interessado em salvar a nação, o seu personagem quer é salvar o seu amigo, o petiz do Presidente),  mas não tem a presença, destreza, o sentido de humor e drama dos grandes do género (Stallone, Neeson, Ford, Gibson, Willis).

Olympus Has Fallen - screenshot 6

Olympus Has Fallen - screenshot 7

Produzido pela Millennium Films (a saga “The Expendables” – o terceiro já inicia filmagens no final do Verão) que se revela, cada vez mais, como a Cannon do Século XXI, mostrando que tem o estofo necessário para criação de entretenimentos fáceis, rápidos, despretensiosos, baratos e eficazes, sabendo-se rodear (à frente e atrás das câmaras) dos adequados talentos.

Olympus Has Fallen - screenshot 8

Olympus caiu, mas “Olympus Has Fallen” levanta o entretenimento.

 

Vê-se muito bem.

 

“Olympus Has Fallen” já anda pelo mercado doméstico, a preço “caído”.

Olympus Has Fallen - screenshot 11

 

Realizador: Antoine Fuqua

Argumentistas: Creighton Rothenberger, Katrin Benedikt

Elenco: Gerard Butler, Aaron Eckhart, Finley Jacobsen, Dylan McDermott, Rick Yune, Morgan Freeman, Angela Bassett, Melissa Leo, Radha Mitchell, Cole Hauser, Robert Forster

 

Site – http://olympusmovie.com/

 

Orçamento – 70 milhões de Dólares

Bilheteira – 98 milhões de Dólares (USA); 161 (mundial)

 

Olympus Has Fallen - Poster 1

Gerard Butler chegou a ser considerado para interpretar o protagonista de vários livros de Vince Flynn, o operacional da CIA Mitch Rapp. Numa das histórias, Rapp tem levar o Presidente dos USA até a um bunker de segurança, na consequência de um assalto à Casa Branca.

 

Antoine Fuqua não queria repetir o cliché dos vilões serem do Médio-Oriente, achando que tal ideia já tinha sido explorada até à exaustão. Como na época havia uma certa tensão entre os USA e a Coreia do Norte, decidiu-se tornar os vilões como oriundos desse país.

 

Para uma maior autenticidade, Fuqua pediu ajuda aos Serviços Secretos, ao FBI, à CIA e à Polícia.

A Casa Branca foi reconstruída numa zona da Louisiana. Fuqua queria pouca dependência de efeitos visuais para a sua visualização e destruição.

Contudo, algumas cenas no exterior foram filmadas em espaços abertos, com os efeitos digitais a criarem pessoas, paisagem e a fachada da White House.

O personagem do Director dos Serviços Secretos ia ser um homem. Fuqua conseguiu convencer Angela Bassett a ser a personagem.

Bassett aceitou pois sempre quis trabalhar com Morgan Freeman. Os dois têm várias cenas em conjunto.

 

Dylan McDermott interpreta pela segunda vez um agente dos Serviços Secretos, ao serviço da Casa Branca – a primeira foi em “In The Line of Fire” (1993), de Wolfgang Petersen, com Clint Eastwood, John Malkovich e Rene Russo.

Freeman regressa à Casa Branca, depois de “Deep Impact” (1998).

Winona Ryder era a primeira escolha do estúdio para ser a Primeira Dama.

Rick Yune, o vilão, é nascido em Washington D.C.

Quarto encontro entre Morgan Freeman e Ashley Judd, depois de “Kiss The Girls” (1997), “High Crimes”(2002) e “Dolphin Tale” (2011). Mas este é o único filme onde não aparecem juntos no ecran.

Reencontro entre Aaron Eckhart e Morgan Freeman, depois de “The DArk Knight” (2008).

Reencontro entre Dylan McDermott e Angela Bassett, depois de “American Horror Story”.

Reencontro entre Radha Mitchell e Cole Hauser, depois de “Pitch Black”. Neste novo filme, os dois não têm cenas juntos.

 

O título original vem da Mitolgia Grega. O Monte Olimpo era o domínio dos deuses. Derrubar ou conquistar tal monte seria a ruína de tal reino, o do poder absoluto.

 

O filme vai ter sequela – “London Has Fallen”. Estreia em Fevereiro de 2016. Gerard Butler, Morgan Freeman, Aaron Eckhart, Angela Bassett e Radha Mitchell regressam. A história fala de um ataque terrorista à capital britânica, durante uma reunião de vários líderes mundiais. Babak Najafi é o realizador.

Olympus Has Fallen - Poster 10

Anúncios

One comment on “Assalto à Casa Branca (2013)

  1. […] 2013 surgia “Olympus Has Fallen” (já aqui visto), que nos mostrou o campo de batalha que pode ser a Casa […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s