Iron Man 3 – Homem de Ferro 3 (2013)

Iron Man 3 - Poster 1

 Em 2008, chegava às salas “Iron Man” (e iniciava-se um projecto cinematográfico ambicioso por parte da Marvel, que visava cruzar vários filmes, várias sagas, vários heróis – Iron Man, Hulk, Thor, Captain America, Nick Fury, Hawkeye, Black Widow – que resultaria nesse ensemble super-heróico que é “The Avengers”).

Fresco, divertido e espectacular, “Iron Man” até dava uma imagem engraçada do mais egocêntrico herói da Marvel. Para tal muito contribuiu a irreverente interpretação de um renascido Robert Downey Jr. (que teria direito a mais uma franchise de sucesso com “Sherlock Holmes” – o episódio 3 já está em agenda), ajudado por um argumento que dava as suas “piadas” sobre as ligações perigosas entre governos americanos e produtores de armas, sempre assente nas emoções e motivações do protagonista.

Em 2010 surgiu “Iron Man 2”, mas que desilusão!!! Vilão de pacotilha (um Mickey Rourke tão desperdiçado), “argumento” banal, metragem excessiva, ritmo lento e chato, Downey Jr. a dar a sensação de estar a fazer frete, ausência de espectáculo (que foi confundido com vácua estridência e desfile de CGI).

Para este “Iron Man 3”, nada a temer. O herói regressa em forma num título bem recomendável.

Tony Stark ainda não se recuperou emocionalmente dos eventos vistos em “The Avengers”. Um novo vilão (de nome Mandarim) assola os EUA com violentos e misteriosos atentados. A coisa torna-se pessoal quando Mandarim ataca Stark e os seus próximos, destrói-lhe o império tecnológico e dá-lhe uma pesada humilhação. Para Stark, a old fashioned revenge passa por um back to the basics na reconstrução do seu exército de “homens metálicos”, mas também por uma atitude humilde face ao mundo.

Jon Favreau (realizador dos dois episódios anteriores) sai de cena (estava ocupado com outro projecto), ficando apenas como actor.

Em cena entra Shane Black, nome glorioso do cinema de acção dos 80s (“Lethal Weapon”) e 90s (“The Last Boy Scout”). Black assina a realização e divide a meias a autoria do argumento.

E todo o filme ganha com tal.

Fiel ao estilo que Black nos habituou, o heroísmo não vem de tecnologia, mas das personagens. Tony Stark tem a sua finest hour graças ao seu engenho, inteligência e acção como pessoa e está menos dependente de ter um fato metálico a vesti-lo.

Fiel ao estilo de Black, temos também a presença do mundo infantil (a importância de uma criança na atitude de Stark) e tom de buddy-buddy movie (a relação entre Stark e o petiz).

Como grande parte da narrativa centra-se em Stark, os restantes personagens ganham pouco relevo. Robert Downey Jr. reconcilia-se com o herói e volta a mostrar a sua mais-valia para tal. Os restantes actores saem algo eclipsados pois não chegam a ter personagens sólidos (Ben Kinglsey diverte-se à brava e Gwyneth Paltrow sabe sempre defender uma personagem sua, por muito curto que seja o tempo de antena).

O argumento devolve a carga humana e emocional que vinha do primeiro filme, com Stark a voltar a descobrir que tem um coração e uma responsabilidade perante o mundo, ainda que demore o seu tempo (veja-se a forma superior, fria e arrogante com que trata o menino – ora aí está algo que Spider-Man nunca faria).

Mas estamos perante “Iron Man 3” e não queremos só “introspecção”. Pois bem, o filme reserva para o final um grande momento de acção/confrontação/espectáculo, bem recheado de efeitos visuais.

Robert Downey Jr. termina, com este filme, o seu contrato com a Marvel e com o personagem. Mas como “The Avengers 2” já anda em pré-produção e a saga do milionário heróico é um sucesso (“Iron Man 3” custou mais de 200 milhões de Dólares e já vai em cerca de 700 a nível mundial), não se admirem se voltarem a ver Downey Jr. “vestido” de ferro.

Até porque, dada a forma como acaba “Iron Man 3”, muita coisa vai mudar no império e no coração Tony Stark.

Um grande entretenimento.

P.S.: fiquem na sala para assistirem ao divertido genérico final e à habitual cena que surge no final deste.

Site – http://marvel.com/ironman3

Sobre Iron Man no universo Marvel – http://marvel.com/universe/Iron_Man_(Anthony_Stark)

Segredos e ideias de “Iron Man 3”, segundo Drew Pearce e Shane Black (os argumentistas) – http://www.empireonline.com/features/iron-man-3-spoilers/p1

(quem ainda não viu o filme, só deve ver isto depois)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s