Ela é Fácil (2010)

Easy A - Poster 1
Título Original – Easy A

 

Emma Stone é uma das meninas mais talentosas, simpáticas, bonitas e incontornáveis do cinema actual.

Eis o filme que a colocou no mapa, onde confirmou o seu talento e a sua capacidade de carregar um filme.

 

Olive é uma adolescente que tem uma vida certinha na escola.

Devido a uma mentira criada em conjunto com um amigo, no sentido de o ajudar, Olive vê-se alvo de uma campanha de má reputação à volta da sua imagem.

Mas em vez de se dar ao trabalho de negar os rumores, Olive resolve usá-los para ganhar estatuto na escola e até para ganhar dinheiro.

Será Olive uma rapariga assim tão fácil?

Easy A - screenshot 1

A escola é um verdadeiro universo para reputações e imagens.

“Easy A” fala disso.

Com muito (e inteligente) humor, “Easy A” foca o “drama” da necessidade de “mediatização” na adolescência, do despertar da sexualidade, da reputação sexual dos intervenientes, das amizade e das suas fragilidades.

Easy A - screenshot 3

Easy A - screenshot 5

Easy A - screenshot 7

Easy A - screenshot 4

Easy A - screenshot 6

Pelo meio, há uma muito bem conseguida abordagem literária e cinéfila – “The Scarlett Letter”, o grande clássico de Nathaniel Hawthorne (“Easy A” tem uma intriga com alguns paralelismos) é focado nas aulas; as adaptações cinematográficas também são alvo de comentários (o original, mudo, é venerado; a versão feita com Demi Moore é um bombo de festa).

 

Destaque para três aspectos, que são muito bem tratatos, com inteligência, humor e delicadeza – a homossexualidade (de um amigo de Olive), os pais de Olive (de atitude muito cool, com grande abertura no diálogo e na sua mentalidade) e o recurso às redes sociais no mundo adolescente e a forma como são usadas para criação/destruição de reputações.

Easy A - screenshot 12

Emma Stone é brilha como uma esmeralda, com grande presença e carisma, dotada de grande sentido de comicidade e dramatismo.

 

O (óptimo) elenco que a acompanha porta-se ao mesmo nível.

 

Will Gluck dirige com eficácia, ritmo, bom gosto e criatividade visual, equilibrando muito bem comédia, drama, ilustração do mundo adolescente e escolar, dando sempre realce aos personagens, emoções e relações.

 

Excelente banda sonora.

(e o melhor uso dado, em filme, ao clássico “Don`t You Forget About Me”, dos Simple Minds – até então usado e revelado em “The Breakfast Club”, de John Hughes)

Easy A - screenshot 10

Uma verdadeira pérola do género e um instant classic.

Seguindo a avaliação do sistema de ensino americano, “Easy A” merece um A++.

“Easy A” mostra que a herança do grande e saudoso John Hughes está (bem) viva.

 

Muito recomendável.

 

“Easy A” não teve (uma decisão bem infeliz, diga-se) estreia nas nossas salas, mas está editado para o mercado doméstico. O preço já anda “fácil”.

Easy A - screenshot 13

 

Realizador: Will Gluck

Argumentista: Bert V. Royal

Elenco: Emma Stone, Aly Michalka, Penn Badgley, Amanda Bynes, Dan Byrd, Thomas Haden Church, Patricia Clarkson, Stanley Tucci, Lisa Kudrow, Cam Gigandet, Malcolm McDowell

 

Site – http://www.sonypictures.com/movies/easya/

 

Orçamento – 8 milhões de Dólares

Bilheteira – 58 (USA); 74 (mundial)

 

Easy_A_movie_image_Emma_Stone

Emma Stone esteve nomeada para “Melhor Actriz – Comédia ou Musical”, nos Globos de Ouro 2011. Perdeu para Annette Bening em “The Kids Are All Right”.

Nomeado para “Melhor Comédia”, nos Prémios Empire 2011. Perdeu para “Four Lions”.

 

“Melhor Comédia”, nos Prémios Broadcast Film Critics 2011.

“Melhor Performance em Comédia” (Emma Stone), nos Prémio MTV Movie 2011.

“Melhor Performance – Feminina” (Emma Stone), “Melhor Argumento”, “Melhor Música”, pela Online Film & Television Association 2011.

“Melhor Actriz – Comédia Romântica” (Emma Stone), nos Prémios Teen Choice 2011.

Easy A - screenshot 2

O filme preferido de Will Gluck (o realizador) é “Ferris Bueller’s Day Off” (uma das obras máximas do teen cinema dos 80s e de John Hughes). “Easy A” faz-lhe várias referências, bem como a muitos filmes de Hughes.

 

O argumento chegou a estar blacklisted em 2008.

O argumentista Bert V. Royal nunca frequentou a escola secundária, pois sempre teve aulas em casa.

O argumento foi escrito em 5 dias.

 

Numa versão inicial do argumento, a escola tinha o nome de Barbara Bush High School.

O uso de algum calão teve de ser diminuído, para que o filme recebesse uma classificação PG-13 em vez de R.

Emma Stone - Easy A - audition

Emma recusou “Sucker Punch” para fazer “Easy A”.

A audition a Emma Stone foi a sua interpretação da cena inicial, captada por uma webcam, na sua casa.

Ei-la

 

O irmão de Emma tem um cameo – é na festa, onde ocorre a “primeira vez”.

A mulher e as crianças na gelataria são a esposa e filhos do realizador Will Gluck.

Easy A - screenshot 8

Enviado para as salas com o título “Major Cities”.

 

Filmado em Ojai, California.

A escola é a Nordhoff High School, em Ojai.

Easy A - screenshot 9

“Easy A” teve a sua world première no Festival de Toronto 2010, onde foi muito elogiado.

Emma e Gluck reecontra-se-iam em “Friends with Benefits”, onde Emma faz um cameo (a cena inicial).

 

Simple Minds – “Don`t You Forget About Me”

 

A forma como é usado no filme

(a ver só por quem já conhece o filme)

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s