Laura Antonelli – RIP (1941-2015)

Laura Antonelli - Photo 2

Mais outro Long Goodbye.

Agora à grande Laura Antonelli, grande símbolo erótico do cinema dos 60s e 70s.

 

Nascida em Pola, Istria, Laura começou por ser professora de Educação Física e depois de Matemática.

Acaba por sentir uma paixão pela representação e chega à televisão.

A sua beleza e elegância logo desperta a atenção do Cinema.

 

Para além de ter protagonizado filmes populares e picantes, Laura também soube estar à altura de filmes de prestígios e esteve às ordens de grandes cineastas.

“Malizia” é um dos seus títulos mais célebres, onde marca a sua imagem e estilo.

Seguem-se outros títulos como “Le Malizie di Venere”, “A Man Called Sledge”, “La Rivoluzione Sessuale”, “Incontro d’Amore”, “Les Mariés de l’An Deux” (ao lado de Jean-Paul Belmondo), “Sans Mobile Apparent”, “Il Merlo Maschio”, “Nonostante le Apparenze… e Purchè la Nazione non lo Sappia”, “Docteur Popaul” (novamente com Belmondo), “Sessomatto”, “Peccato Veniale”, “Simona”, “Mogliamante” (ao lado de Marcello Matroianni), “Letti Selvaggi” (ao lado de outras sex bombs – Ursula Andress, Sylvia Kristel e Monica Vitti), “Mi Faccio la Barca”, “Il Turno” (ao lado de Vittorio Gassman), “Sesso e Volentieri” (ao lado de outra bomba da época – Gloria Guida).

Laura Antonelli - Photo 9

Um dos momentos máximos da actriz surge em 1976, pela mão de Luchino Visconti, com “L’Innocente”, ao lado de Giancarlo Giannini e Jennifer O’Neill.

Em 1981, junta-se a outro grande cineasta italiano, Ettore Scola, e protagoniza “Passione d`Amore”.

 

O seu último filme é de 1991 e é a sequela e “Malizia”, “Malizia 2000”.

 

Foi companheira de Jean-Paul Belmondo, ao longo de nove anos.

 

Chegou a ser acusada e condenada por tráfico e uso de cocaína. Após sucessivos apelos consegue ganhar a causa.

Na consequência deste evento, Laura é posta de lado pela indústria.

 

Laura vivia sozinha desde há muitos anos, num regime de quase total solidão a abandono (alguém disse que Laura vivia com 510 Euros por mês). É um amigo que consegue interceder junto do Ministério da Cultura, para que seja dada ajuda à actriz.

Laura Antonelli - Photo 1

Laura era uma actriz de grande beleza, verdadeiramente italiana, sabendo dar delicadeza e sensualidade às suas personagens.

Converteu-se num mito, símbolo, sonho e desejo de muito homem.

 

Para além da imagem que criou, também se perde um talento de uma actriz que marca a História do Cinema Italiano, Europeu e Mundial na segunda metade do Século XX.

 

Addio, Laura.

O sonho, a sedução e o desejo continuarão vivos.

Laura Antonelli - Photo 6

Evocação:

 

Momentos:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s