Mad Max (1979) – 40 Anos

Mad Max - Poster 9

 

Num futuro apocalíptico onde a Polícia tem de ser tão ou mais selvagem que os fora-da-lei, um jovem agente procura a fuga à violência com a sua família.

Com a constante perseguição do mal, de criminosos e de violência, o agente tem de recorrer ao que de mais selvagem há em si para impor a ordem.

 

Com um (incrível) minimalismo de meios e de (notável) simplicidade narrativa, George Miller mostra-nos um futuro onde Ordem & Caos / Polícia & Criminoso não parecem ter fronteiras nem possibilidade de vitória de um sobre o outro.

Extraordinárias stunts automóveis que se tornaram referenciais.

Um retrato de um futuro que já está (desde há muito) presente.

 

George Miller ficou sobre atenção.

Mel Gibson (numa interpretação carregada de dor e raiva) começa o seu estrelato.

 

E assim começava a descoberta do Cinema Australiano.

 

A saga originaria duas sequelas (a primeira ainda supera o original, sendo ainda mais espectacular e referencial), com um recente (e estonteante – uma obra que faz do caos e da action verdadeira Arte) reboot.

 

Obra-prima, cult movie, clássico, título referencial e influente.

Continuar a ler

Mad Max: Estrada da Fúria (2015)

Mad Max - Estrada da Fúria - Poster 15

 

Título Original – Mad Max: Fury Road

 

Mad Max regressa.

30 anos depois.

Com novidades, constantes e upgrade.

Valeu a pena a espera pelo Road Warrior?

SIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIM.

Continuar a ler

Mad Max – A Primeira Trilogia

Mad Max - Logo

 

Mad Max está de regresso ao Cinema.

Figura e saga relevante do género e do Cinema, “Mad” Max (Rockatansky) teve direito a três (notáveis, personalizados e diferentes) filmes.

Tornou Mel Gibson numa estrela.

Mostrou George Miller como um cineasta a ter em atenção.

Chamou a atenção sobre o Cinema vindo da Austrália.

 

Aceleremos até aos três filmes que compõem esta (primeira) saga.

Continuar a ler