Duelo ao Sol (1946)

Duel in the Sun - Poster 3

 

Título original – Duel in the Sun

 

Jennifer Jones reencontra-se com David O. Selznick (futuro marido) e com Joseph Cotten (era o segundo, de quatro filmes).

Um verdadeiro duelo ao sol, com calor abrasador de tanta paixão, num dos filmes mais escaldantes de sempre.

E a culpa é de… Jennie.

Continuar a ler

Desde Que Tu Partiste (1944)

Since You Went Away - Poster 7

 

Título original – Since You Went Away

 

David O. Selznick reúne um magnífico elenco e volta a produzir um épico melodrama familiar.

Continuar a ler

FantasPorto 2015 – A Jornada do Medo (1943)

A Jornada do Medo - Poster 1

Título Original – Journey Into Fear

 

Orson Welles regressa ao Fantas.

Agora com um título algo “fugido” dele.

Continuar a ler

FantasPorto 2015 – O Mundo a Seus Pés (1941)

Citizen Kane - O Mundo a Seus Pés - Poster 2 (1)

Título Original – Citizen Kane

 

O Fantas 2015 começa (ainda que em sessões de restrospectiva e não na competição oficial) da melhor maneira.

A reposição de um clássico absoluto do Cinema.

Continuar a ler

O Retrato de Jennie (1948)

Portrait of Jennie - Poster 1
Título original – Portrait of Jennie

Mais um “retrato” de Jennie.

E este é mesmo o seu “retrato” definitivo.

Um retrato do que Jennie significa e inspira.

E é mais uma “pintura” perfeita do “quadro” que Jennie & Joe sabem fazer.

Mais uma vez, o amor, o fascínio, o mistério e o sonho.

Continuar a ler

Love Letters – Cartas de Amor (1945)

Cartas de Amor

Jennifer Jones é uma das minhas grandes Deusas, Divas e Paixões do Cinema.

Era eu ainda criança e vi-a em “Cluny Brown” ou em “Madame Bovary” (sei que foram estes os primeiros filmes que vi com Jennie, mas não me recordo da ordem) e fiquei imediatamente arrebatado.

Jennie tem uma beleza algo intemporal e permanentemente cativante (e muitos filmes assentam no mistério desta sua aura), o seu sorriso é feliz e infantil, interpretava sempre mulheres delicadamente ardentes e apaixonadas, em busca do amor supremo.

Essa imagem (visual e emocional) logo me fascinou e tal poder será eterno dentro de mim.

As arrumações na prateleira permitiram-me recordar que tenho lá um conjunto de meia-dúzia de títulos com Jennie.

Excelente motivo para rever uma eterna old flame.

Continuar a ler