Óculos Escuros (2022)

 

 

Título original – Occhiali Neri

Título internacional – Dark Glasses

 

Dario Argento é O Maestro do Giallo.

O cineasta tem andado algo parado e frouxo no género.

Eis o seu regresso em grande.

 

Diana é um call girl de luxo.

Numa noite, é vítima de um acidente e fica cega. A seu cargo fica Chin, um rapaz chinês, órfão do acidente que vitimou Diana.

Diana parece estar a adaptar-se à sua nova condição, com as ajudas de Chin, Rita, uma assistente para invisuais, e uma dedicada cadela especialmente treinada.

Mas Diana começa a ser perseguida por um assassino.

Giallo que recupera um modelo de terror “cego”, por ser centrado nos sustos vividos por uma protagonista invisual.

A história é simples e vai directa ao assunto.

Como sempre neste género, não se deve procurar lógica no porquê dos actos do assassino.

O género vive, sim, do ritmo, da atmosfera e da capacidade em gerar medo.

Música é bem creepy, a recordar os bons tempos dos Goblin (grupo que assinou a música de muitos giallo de Argento).

Bons momentos de gore (os efeitos são do grande Sergio Stivaleti – nome bem relevante no Giallo, que trabalhou com muitos dos seus Maestros).

Ilenia Pastorelli tem o que é necessário para ser uma heroína do giallo – bela, curvilínea, lábios carnudos e de um profondo rosso.

Asia Argento (filha de Dario) faz a sua perninha.

Dario Argento regressa ao género em óptima forma. Não faz um filme ao nível dos seus melhores, mas o autor de “Suspiria” (refiro-me ao original, como é óbvio) mostra que ainda sabe como mexer com a tensão cardíaca do espectador e criar medo (os últimos 30 minutos e um non-stop de peripécias assustadoras). O filme é um “trabalho de casa” certinho e bem feito, que serve para o cineasta mostrar que ainda tem (boa) mão no género e que ainda podemos contar com ele.

Argento pode estar fora de moda, mas não está fora de prazo.

Um Giallo bem entretido, com boas doses e medo e sangue, que nos reconcilia com o grandes Maestro do género (e assim se redime das lamentáveis mediocridades que foram “Giallo” e “La Terza Madre”).

 

“Occhiali Neri” teve ante-estreia no MotelX 2022. O Maestro ia estar presente, mas surgiu um imprevisto. Contou-se (e não foi pouco) com a simpatia de Ilenia Pastorelli.

O filme estreia em Portugal esta semana.

Realizador: Dario Argento

Argumentistas: Dario Argento, Franco Ferrini

Elenco: Ilenia Pastorelli, Asia Argento, Andrea Gherpelli, Mario Pirrello, Maria Rosaria Russo, Gennaro Iaccarino, Andrea Zhang

 

Trailer

 

O filme é a conclusão de um projecto antigo que já data de 2002. Dario Argento deixou-o parado devido à falência da Cecchi Gori, que ia ser a companhia produtora.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s