Clifford, o Cão Vermelho (2021)

 

 

Título original – Clifford the Big Red Dog

 

Uma ternurenta história sobre “o melhor amigo do Homem”.

 

Clifford é um adorável cãozinho vermelho que anda perdido.

Emily é uma menina que procura ajustar-se um novo ciclo de vida.

Emily e Clifford cruzam-se. O afecto de ela a ele leva Clifford a crescer. Muito.

Se o cão é mesmo o melhor amigo do Homem e o cão precisa de muito carinho e tal faz aumentar a relação entre ambos, então eis o filme adequado.

Estamos no campo da fantasia (um cãozinho que cresce enormemente devido ao carinho que a sua dona lhe dá), que é uma desculpa para um conto sobre afectos (aqui entre uma criança e um “cãozinho”), um conjunto de peripécias caninas (e que as proporções do canídeo ainda tornam maiores), algumas questões da agenda verde actual (aborda-se a comida sintética, as acções dúbias de certas empresas ligadas à alimentação), a história sobre o indivíduo (aqui, uma menina) e a descoberta, afirmação e saber lidar com a sua diferença.

O resultado é simpático e divertido.

Os efeitos visuais são muito competentes (Clifford parece mesmo real).

O elenco tem a prestação correcta e devida para este tipo de filme.

Um puro family movie com um adorável cãozinho.

 

“Clifford, The Big Red Dog” andou pelas nossas salas. Nalguns países move-se em streaming, via Amazon Prime e Paramount+.

Realizador: Walt Becker

Argumentistas: Jay Scherick, David Ronn, Blaise Hemingway, Justin Malen, Ellen Rapoport, a partir dos romances de Norman Bridwell

Elenco: Darby Camp, Jack Whitehall, Izaac Wang, John Cleese, Sienna Guillory, David Alan Grier

 

Site – https://www.cliffordmovie.com

 

Nomeado para “Melhor Filme de Família”, nos Sunset Film Circle 2021. Perdeu para “Free Guy”.

Os romances de Norman Bridwell começaram a ser editados em 1963.

Já foram adaptados em séries de animação e num filme (“Clifford’s Really Big Movie”, em 2004).

 

Filmado em Manhattan.

John Cleese volta a fazer um filme para a Paramount, adaptado de um livro infantil, depois de “Charlotte`s Webb” (2006).

Nos livros, Emily tem 6 anos. No filme, é uma adolescente.

O personagem de John Cleese não existe nos livros. Foi criado de propósito para o filme. O seu nome é Mr. Bridwell, como homenagem a Norman Bridwell.

 

Quando Clifford é enorme, ele é uma criação CGI. Para que os actores tivessem algo real ao qual reagir, a produção recorria a uma marioneta de Clifford.

Ao contrário das outras adaptações, Clifford não fala. Clifford não fala nos livros.

Sobre Norman Bridwell
https://www.goodreads.com/author/show/73337.Norman_Bridwell

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s