Dean Stockwell (1936-2021) – RIP

 

 

Mais um Long Goodbye em Cinema.

Agora ao excelente Dean Stockwell.

 

Robert Dean Stockwell nasce em Los Angeles, em Março de 1936.

Os pais eram actores da Broadway.

Aos 7 anos, Dean já está no palco do Theater Guild em “The Innocent Voyage”, ao lado do irmão Guy.

Aparece no grande ecran – “Anchors Aweigh” (1945, ao lado de Frank Sinatra e Gene Kelly), “Gentleman’s Agreement” (1947, ao lado de Gregory Peck e John Garfield; Dean ganha um Globo de Ouro), “Kim” (1950, ao lado de Errol Flynn).

“Compulsion” (1959) já o tem adulto e a fazer frente a Orson Welles. “Long Day’s Journey Into Night” (1962) junta-o a Katharine Hepburn, Ralph Richardson e Jason Robards.

 

Move-se pela Televisão, em séries bem populares – “Dr. Kildare”, “The Twilight Zone”, “Burke`s Law”, “The Defenders”, “Combat!”, “The Alfred Hitchcock Hour”, “Bonanza”, “Columbo”.

Os 80s mostram-no em filmes e realizadores de prestígio – “Paris, Texas” (1984, de Wim Wenders, ao lado de Natassja Kinsli e do falecido Harry Dean Stanton), “Dune” (1984, de David Lynch), “To Live and Die in L.A.” (1985, de William Friedkin), “Blue Velvet” (1986, de David Lynch), “Gardens of Stone” (1987, de Francis Ford Coppola), “Married to the Mob” (1988, de Jonathan Demme; Dean tem nomeações para vários prémios).

 

Continua a mover-se em Cinema e Televisão (onde retoma estrelato na popular série “Quantum of Leap”, de 1989 a 1993).

Dá o seu passo na realização, ao lado de Neil Young, em “Human Highway” (1982).

 

Tem um curriculum de mais de 200 títulos.

Esteve nomeado para Oscars e Globos de Ouro, Ganhou Globos de Ouro, em Cannes, prémios da crítica e em diversos festivais.

Foi o primeiro actor a ser premiado duas vezes em Cannes (ainda que os prémios fossem divididos).

Era visto frequentemente a fumar charuto.

Recebeu o seu Hollywood Walk of Fame em Fevereiro de 1992.

Tentou ser Michael Corleone em “The Godfather” (1972).

Deu a Neil Young o título de um dos seus álbuns – “After the Gold Rush”.

Dedicava-se à fotografia.

Era o padrinho de Amber Tamblyn.

 

Tinha Errol Flynn e Frank Sinatra como mentores no campo da representação.

Era grande amigo de Russ Tamblyn.  Trabalharam juntos várias vezes quando crianças. Ambos trabalharam com David Lynch.

Era grande amigo de Dennis Hopper. Ambos trabalharam com David Lynch.

Dean Stockwell era um verdadeiro character actor.

Entregava imenso carisma e personalidade aos seus personagens e interpretações.

Trabalhou com grandes actores, realizadores e cineastas.

 

É o suficiente para deixar o seu (bom) nome no Cinema.

 

So Long, Dean.

Ficam muitos e bons personagens, tão impecavelmente criados.

 

Evocação

 

Trailers de alguns dos seus filmes e séries

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s