Michael Apted (1941–2021) – RIP

 

E mais um Long Goodbye em Cinema.

Agora ao prestigiado Michael Apted.

 

Michael David Apted nasce em Fevereiro de 1941, em Aylesbury, Buckinghamshire, Inglaterra.

 

Forma-se em Direito e em História, em Cambridge.

Trabalha como historiador na Granada Television, e envolve-se num projecto que muda a sua carreira – a série “Up”.

 

Apted cria uma série de documentários e vai ganhando (bom) nome.

Continua em Televisão, mas agora ao serviço do audio-visual de ficção, em diversas séries.

No pequeno ecran deixa o seu nome em séries relevantes como “Coronation Street”, “Play For Today”, “Rome”, “Ray Donovan”, “Masters of Sex”.

 

A sua estreia no grande ecran é em 1972, com “The Triple Echo”, e rodeia-se de dois monstros sagrados – Oliver Reed e Glenda Jackson.

E assim se inicia a (boa) tradição da filmografia de Apted – filmes com excelentes actores.

O seu curriculum é vasto, versátil, com diversos géneros, e sempre rodeado de grandes actores.

“The Squeeze” (1977, com Stacy Keach, David Hemmings, Edward Fox e Stephen Boyd), “Agatha” (1979, com Dustin Hoffman, Vanessa Redgrave e Timothy Dalton), “Coal Miner’s Daughter” (1980, que dá o Oscar a Sissy Spacek; a seu lado está Tommy Lee Jones), “Gorky Park” (1983, com William Hurt, Lee Marvin, Brian Dennehy, Ian Bannen e Joanna Pacula), “Gorillas In The Mist” (1988, que dá uma nomeação aos Oscars a Sigourney Weaver), “Class Action” (1991, com Gene Hackman e Mary Elizabeth Mastrantonio), “Thunderheart” (1992, com Val Kilmer e Sam Shepard), “Blink” (1993, com Madeleine Stowe), “Nell” (1994, com mais uma nomeação para Jodie Foster; a seu lado estão Liam Neeson e Natasha Richardson – é o filme onde se conhecem, casando algum tempo depois), “Extreme Measures” (1996, com Hugh Grant e Gene Hackman), “The World Is Not Enough” (1999, uma aventura de 007, onde se procurava uma certa dimensão emocional), “Enigma” (2001, com Kate Winslet), “The Chronicles of Narnia: The Voyage of The Dawn Treader” (2010) – títulos de boa qualidade narrativa e interpretativa, que atestam esse cuidado de Apted em procurar sempre bons actores.

O seu último filme é de 2017 – “Unlocked”, com Noomi Rapace.

Procurou fazer filmes que suscitassem o interesse do público.

Muitos dos seus filmes tiveram nomeações, prémios e muitos elogios.

Foi Presidente do Director’s Guild of America.

Ganhou prémios nos BAFTA e em diversos festivais de Cinema.

 

Michael Apted era um realizador versátil, que procurava sempre qualidade nos elencos, relevo emocional e humano nos argumentos.

 

Perde-se um bom realizador.

 

So Long, Michael.

 

Fica uma carreira diversificada e marcada pela qualidade humana.

 

Evocação

 

 

Trailers de alguns dos seus filmes

 

Seven-Up

 

The Chronicles of Narnia: The Voyage of the Dawn Treader

 

Enigma

 

The World is Not Enough

 

Extreme Measures

 

Nell

 

Blink

 

Thunderheart

 

Class Action

 

Gorillas in the Mist

 

Gorky Park

 

Coal Miner’s Daughter

 

Agatha

 

The Squeeze

 

The Triple Echo

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s