The Sea Hawk (1940) – 80 Anos

 

Um corsário da Rainha Elizabeth I descobre uma conspiração entre Inglaterra e Espanha no sentido de abalar os dois reinos.

 

Thriller conspirativo e Swashbuckler combinam-se, com algo da História (o confronto Inglaterra-Espanha nos mares, a supremacia da Armada inglesa, a desgraça da “Armada Invencível”), para entertainment spectacle de grande nível.

 

Generosos meios de produção e todo o savoire faire dos artífices maiores do género – a Warner Bros. (o estúdio máximo para tal), Michael Curtiz (o cineasta que soube fazer o género Arte) e Errol Flynn (ainda e sempre o ícone máximo do género).

E aquele score sempre perfeito e inspirador.

Acção, humor, ritmo, romance (não temos a adorável Olivia de Havilland – ela já vinha de vários romances com Flynn e ainda regressaria para mais aventuras ao lado dele – mas Brenda Marshall sai-se muito bem) e incríveis duelos de capa-e-espada (o final é um dos melhores do Cinema).

 

Um momento alto no Swashbuckler e no Cinema.

 

 

Trailer

 

 

Clips

 

 

O Score

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s