Lendas do Macaco Dourado (1982-1983)

Tales of the Gold Monkey - Poster 6

 

 Título original – Tales of the Gold Monkey

 

Perante o (estrondoso) sucesso de “Raiders of the Lost Ark” (1981), Hollywood não tardou em explorar tal filão em diversos rip-offs.

Um dos mais bem conseguidos foi esta série.

 

1938.

Numa ilha do Pacífico, Boragora, o “Gold Monkey Bar” é local de visita, lazer e vivência de diversas pessoas.

Jake Cutter é um intrépido piloto de transportes, Corky é o seu leal e trapalhão mecânico, Sarah Stickney White é uma mulher plena de surpresas e Bon Chance Louie é o cavalheiresco dono do bar.

Cruzam-se regularmente com o misterioso Reverendo Willie Tenboom, a bela e estratega Princesa Koji e o seu rigoroso guardião Todo.

Jack é o dedicado cãozinho de Jake, sempre disposto a brincadeiras e peripécias, com plena determinação em ajudar o dono e os seus amigos.

Todos se metem em diversas e imensas aventuras, onde todos se tornam aliados de todos.

 

Criador: Donald P. Bellisario

Elenco: Stephen Collins, Jeff MacKay, Caitlin O’Heaney, Marta DuBois, John Calvin, John Fujioka, Roddy McDowall, Leo the Dog

 

Intros

 

Previews

 

Clips

 

Fan sites

http://www.goldmonkey.com

https://tvtropes.org/pmwiki/pmwiki.php/Series/TalesOfTheGoldMonkey

 

Tales of the Gold Monkey - Screenshot 1

Anos 30, cenários exóticos, inimigos nazis, soviéticos e orientais, aventuras dinâmicas, companheiros de aventura, romance, beldades, femmes fatales e um cãozinho adorável.

 

Sim, ingredientes da pura aventura clássica, que tanto recordam Indiana Jones como os Serials e B Movies dos 30`s e 40`s.

Tales of the Gold Monkey - Screenshot 5

“Tales of the Gold Monkey” traz esse espírito de volta, em moldes televisivos, mas plenos de humor, simpatia, nostalgia, cinefilia, acção e aventura, capacidade de sonho, fantasia e evasão.

Tales of the Gold Monkey - Screenshot 6

Mas, e à boa maneira de Howard Hawks (a inspiração é bem visível – principalmente de “Only Angels Have Wings” e “To Have and Have Not”), é também uma saga de relações humanas entre personagens cativantes, diversificados, plenos de personalidade.

Não temos diálogos à Leigh Brackett, mas eles conseguem filiação com a screwball (a relação entre Jake e Sarah).

Não é um produto do autor de “Rio Bravo”, mas temos amizades fortes (Jake & Corky, Jake & Louie).

Entre a aventura clássica e o film noir, há uma história de fascínio e sedução (os jogos entre Koji e Jake).

Tales of the Gold Monkey - Stephen Colllins & Leo - 1

A grande amizade é mesmo a de Jake & Jack. É perfeita a química, entendimento e cumplicidade entre ambos e a facilidade com que Jack “fala”.

Tales of the Gold Monkey - Screenshot 4

Bons valores de produção (fotografia, cenografia e guarda-roupa levam-nos mesmo para aquele tipo de ambientes e filmes).

Música de carácter bem aventureiro.

Tales of the Gold Monkey - Screenshot 2

Excelente prestação de todo o elenco, todos bem empenhados nos seus personagens e em perfeita sintonia entre todos, nunca deixando de mostrar o quanto se estão a divertir.

Tales of the Gold Monkey - Screenshot 3

Leo/Jack, o cãozinho, é adorável, prestável, divertido e sempre com perfeitos timings.

Tales of the Gold Monkey - Screenshot 7

Uma maravilhosa viagem à uma boa essência da action/adventure clássica.

 

Obrigatório.

 

“Tales of the Gold Monkey” já passou há muitos anos (que bem que sabia uma reposição). Durou (infelizmente) apenas uma Season (de 21 episódios), mas (felizmente) continua na (boa) memória de muitos fãs.

Não existe no nosso mercado, mas existe noutros, a preços jeitosos.

Tales of the Gold Monkey - Cast

Tales of the Gold Monkey - Stephen Colllins & Leo - 2

“Melhor Cenografia”, nos Primetime Emmy 1983.

Tales of the Gold Monkey - Poster 2

Donald P. Bellisario já tinha a ideia há alguns anos, mas ela era sempre rejeitada pelos estúdios que ele sondava. Só depois do (enorme) sucesso de “Raiders of the Lost Ark” é que Bellisario conseguiu encontrar interesse nos estúdios. Estes queriam um “´Raiders of the Lost Ark` de Televisão”. Bellisario teve de lutar constantemente contra este conceito, pois ele tinha uma visão totalmente oposta para a série.

Tales of the Gold Monkey - Poster 3

Bellisario inspirou-se no Cinema de Howard Hawks, nomeadamente em “Only Angels Have Wings” (1939, de Howard Hawks, com Cary Grant, Jean Arthur, Rita Hayworth e Thomas Mitchell – também a envolver aviação, também sobre relações/amizades fortes entre homens, presença de mulheres fortes e tudo ambientado no mesmo local).

“Tales of the Brass Monkey” era o título inicial, mas teve de ser alterado para ser o mesmo título de um magazine da Heublein.

Tales of the Gold Monkey - Poster 7

Tales of the Gold Monkey - Stephen Colllins & Leo - 3

Leo foi encontrado num abrigo para cães. O cão estava previsto na série. Leo foi treinado no set por um treinador de cães. Leo teve um comportamento algo rebelde no início, mas depois comportou-se como um actor experiente e disciplinado.

Tales of the Gold Monkey - Roddy McDowall & Stephen Colllins

Bon Chance Louis começou por ser interpretado por Ron Moody no Pilot, sendo depois interpretado por Roddy McDowall. Tudo aponta que o difícil temperamento de Moody foi a causa da substituição.

Jeff MacKay interpretava um personagem secundário na série “Magnum, P.I.” (1980-1988, com Tom Selleck e também criada por Donald P. Bellisario). Para participar em “Tales of the Gold Monkey”, o seu personagem teve de ser “despachado”. Com o cancelamento de “Tales of the Gold Monkey”, MacKay regressou a “Magnum, P.I.”, mas com um novo personagem.

Les Jankey interpreta Gushie. Jankey não tinha as duas pernas. Foi um dos primeiros casos em Televisão onde se deu trabalho (ainda que secundário) a um actor com deficiência motora.

Faye Grant surge no episódio 17. Faye e Stephen Collins entenderam-se tão bem que casariam em 1985.

A série recorre a muitos actores que trabalhariam/trabalhavam em série criadas por Bellisario – John Hillerman (o Higgins de “Magnum, P.I.”) participa no Pilot; William Lucking interpretava um personagem semelhante em “Magnum, P.I.”; Jeff MacKay participava em “Magnum, P.I.” e depois andaria em “JAG” (1995-2005); Marta DuBois andaria por “Magnum, P.I.”; MacKay e John Calvin andariam por “Airwolf” (1984-1986); Roddy McDowall, MacKay e Calvin andariam por “Quantum Leap” (1989-1993).

Tales of the Gold Monkey - Jeff MacKay, Donald P. Bellisario, Caitlin O'Heaney Stephen Collins

Filmado em estúdio e no Hawai.

O Pilot foi o mais caro em Televisão até à data de então.

Numa cena do Pilot, quando os personagens de Stephen Collins e John Hillerman caem pela cascata até ao lago, são mesmo eles que caem e não stuntmen. Hillerman não sabia nadar e agarrou-se a Collins.

Tales of the Gold Monkey - Poster 4

A série teve boa recepção pelo público e crítica, mas o estúdio considerou que os números das audiências não justificavam os (elevados) custos de produção. Assim sendo, não houve Season 2. Ela chegou a ser ponderada, mas os muitos conflitos criativos entre Bellisario e os studio executives (que insistiam num produto televisivo que fizesse rip-off às aventuras de Indiana Jones) não permitiram tal.

O “Gold Monkey Bar” ainda existe nos estúdios da Universal.

“Tales of the Gold Monkey” inspirou uma série da Disney, “TaleSpin”, bem como a Season 9 de “Archer”.

Tales of the Gold Monkey - Poster 1

3 comments on “Lendas do Macaco Dourado (1982-1983)

  1. magobard diz:

    https://www.facebook.com/Memoria-TV-Cinema-915112058525444/

    contato (PEÇA CATALOGO ILUSTRADO) magobardo@yahoo.com

    filmes nacionais como O CARA DE FOGO, QUELÉ DO PAJEÚ, RITMO JOVEM (Marcio Greick) GREGORIO 38, ESQUERDINHA O BRAÇO FORTE DA LEI.. E MUITOS OUTROS rarissimos ;NOVELAS RARAS COMO DE CORPO E ALMA (DANIELA PEREZ), ZAZÁ, ANJO DE MIM, GRACHI e novelas mexixanas, PECADO CAPITAL,CORAÇÃO SELVAGEM, BETTY A FEIA …E MUIIITO MAIS (Programas da TV,auditorio,humor,MPB etc..)SITIO DO PICA-PAU AMARELO, MALHAÇÃO, Ficção rara como “TURISTA ESPACIAL”.. PERRY RHODAN legendado ;serie como CENTENNIAL LEGENDADA, …;desenhos como BRUCUTU, PINÓQUIO, JEM E AS HOLOGRAMAS, JORNADA NAS ESTRELAS, PINOQUIO JAPONES, dublados…
    FILMES e series (desde 1940) ,fora-de-catalogo,todos os generos.. Dublagens antigas (AiC-SP, CineCastro,BKS, DublaSom..)

    Desenhos animados raríssimos (e séries) com a 1a. dublagem-Peça Catalogo:magobardo@yahoo.com
    exemplos:
    Homem-de Ferro -episódio O Verdadeiro Capitão América – dublagem original telecinado – Rio Som
    Fantomas – episódio A Mulher de Neve – dublagem original telecinado – Cinecastro
    Merrie Melodies (dub rara CineCastro. Nenhum tem a redublagem atual da Herbert Richers): 18 dvds
    A Formiga e o Tamanduá -episódio Fricção Científica – dublagem original com imagem remasterizada – Cinecastro
    Transmissão Original: de 5 de Março de 1969 a 16 de maio de 1971.Cores.Companhias Produtoras: DePatie-Freleng Enterprises.
    Homem-de Ferro -episódio O Verdadeiro Capitão América – dublagem original telecinado – Rio Som
    Fantomas – episódio A Mulher de Neve – dublagem original telecinado – Cinecastro
    Merrie Melodies (dub rara CineCastro. Nenhum tem a redublagem atual da Herbert Richers):18 dvds 157 epis
    Jhonny Cypher – episódio O Mundo Estranho – dublagem original telecinado (Rio Som)

    em breve:
    Pinóquio Japonês (desenho) – dublagem da BKS telecinagem 16mm (preto e branco):3 episódios
    Mulher Elétrica e Garota Dínamo – digitalizado de fita Betamax com comerciais da época preservados da TVS: 2 episódios
    Flash Gordon Filmation (Herbert Richers) bônus grande trecho do Balão Mágico de 1983. 1 episódio
    Speed Racer dublagem da Televox – telecinado imagem ruim, som bom – 1 episódio duplo completo e metade de um outro
    Milton o Monstro, Mosco Heroico e Polegar e Cara de China. (Dublasom Guanabara)
    Digitalizado da Record ano 82: 1 episódio de cada

    JOSE CARLOS NEVES – MESTRE HONORIS CAUSA ARTES MARCIAIS , BODYBUILDER, PERSONAL TRAINER…(VEJA MEU PERFIL)

    NOSSA “LOJA VIRTUAL” : https://memoria-tv-cinema.loja2.com.br/

  2. Série bem interessante, com ótimos atores e também pelo Jack, o famoso cãozinho.

    • hussardo diz:

      De facto, Jack é dos cãezinhos que fica na boa memória do espectador.
      E ele era metade da série, dado o seu divertido, irreverente, heróico e simpático comportamento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s