Cowboys e Aliens (2011)

Cowboys & Aliens - Poster 5

 

Título original – Cowboys & Aliens

 

Steven Spielberg, Ron Howard, o realizador de “Iron Man”, os argumentistas de “Star Trek” e “Transformers”, o novo James Bond, o eterno Indiana Jones, uma beldade em ascensão e uma combinação (insólita) de Sci-Fi e Western. Quem dá mai$?

Bons ingredientes para aquele que prometia ser um dos maiores blockbusters de 2011. Mas que se revelou um dos maiores flops desse ano, da década e de sempre.

 

Arizona, 1873.

Uma pacata cidade do faroeste depara-se com um novo tipo de perigo – extra-terrestres, com o objectivo de raptar todos os humanos da zona.

Um grupo de aguerridos cowboys decide enfrentá-los, comandados por um misterioso estranho que parece saber muito sobre o que se está a passar e a raça invasora, tendo nas suas mãos uma arma muito simples e eficaz que pode favorecer os humanos.

Cowboys & Aliens - Screenshot 1

Cowboys & Aliens - Screenshot 2

Pelo título poderia-se supor uma idiotice.

A ideia poderia ser uma ofensa aos puristas (de ambos os géneros).

Pelo trailer, acredita-se num bom bom espectáculo, que parece assentar no carisma dos seus protagonistas.

Cowboys & Aliens - Screenshot 3

Cowboys & Aliens - Screenshot 4

Visto o filme, confirma-se a (boa) surpresa.

“Cowboys & Aliens” é uma feliz combinação de dois géneros autónomos e bem opostos – o Western e a Sci-Fi.

(embora, hoje em dia e já desde há muitas décadas, o Western está em muitos géneros – policial, actioner, a fantasia e até mesmo a Sci-Fi – com muitos cineastas a saberem passar os arquétipos, estrutura e estilização do Western para a actualidade – Don “Dirty Harry” Siegel, Sam “The Getaway” Peckinpah, John “Dillinger” Milius, Walter “Streets of Fire” Hill, John “Escape From New York” Carpenter)

Cowboys & Aliens - Screenshot 5

Cowboys & Aliens - Screenshot 6

Isto é “The Searchers” e “The Unforgiven” em cruzamento com “The War of the Worlds”, com pitadas de “Aliens” e “Predator”.

Cowboys & Aliens - Screenshot 7

Cowboys & Aliens - Screenshot 8

Tal como na obra-prima de John Ford, há uma missão de resgate, onde o protagonista evolui face aos eventos.

Tal como na obra-prima de Clint Eastwood, há uma viagem à violência de um homem violento, como forma de ver um fim ao seu destino violento.

Cowboys & Aliens - Screenshot 9

Cowboys & Aliens - Screenshot 10

Tal como na obra-prima de H.G. Wells, há um embate entre humanos e alienígenas, em final do Século XIX, com os humanos a procurarem o melhor de si para derrotarem um inimigo de superior poder.

Tal como nessas obras-primas de Monster Movie, há um mix de géneros e aparição (mortífera) de criaturas extra-terrestres.

Cowboys & Aliens - Screenshot 11

Cowboys & Aliens - Screenshot 12

Cowboys & Aliens - Screenshot 14

Cowboys & Aliens - Screenshot 13

Cowboys & Aliens - Screenshot 17

O argumento é simples, mas lá consegue dar a sua devida densidade e jornada emocional/moral ao protagonista.

O argumento dá tempo aos actores para exibirem carisma e para o desenvolvimento de personagens – temos o pistoleiro que procura esquecer o seu passado violento e redimir-se com uma boa acção, o barão do gado a querer melhorar como pai e pessoa, a criança em busca de aventuras, o pacifista em busca de um acto heróico, o “filho adoptivo” em busca da admiração do seu “pai”, o pároco que vê o Bem em todos, uma mulher que inspira a redenção do protagonista e um cão que consegue unir alguns personagens.

No meio da simplicidade, ideias all-american.

Cowboys & Aliens - Screenshot 21

Cowboys & Aliens - Screenshot 23

Cowboys & Aliens - Screenshot 24

Jon Favreau merece elogios. Favreau nunca desliga o tom de Western ao longo de toda a metragem. O look, o feel, a recriação de ambientes, o tom, o estilo, tudo aponta para a mais pura das coboiadas (só muda o facto do inimigo ser alienígena).

(fica entregue à imaginação do cinéfilo o que John Carpenter faria com este material; afinal, The Master sempre sonhou em fazer um Western puro e a sua filmografia está cheia de “coboiadas disfarçadas” – “Assault on Precinct 13”, “Escape from New York”, “Escape from L.A.”, “Starman”, “They Live”, “Vampires”, “Ghosts of Mars”)

 

Sci-Fi (quase) pura, e até com laivos de terror, só mesmo nos 20 minutos finais.

Cowboys & Aliens - Screenshot 19

Cowboys & Aliens - Screenshot 20

O embate entre “James Bond” e “Indiana Jones” não atinge todo o seu potencial, mas consegue ser um bom sorriso ao cinéfilo e recorda os good old days do Western clássico.

Daniel Craig brinca à Steve McQueen (os tiques com o chapéu lembram os que o “King of Cool” fazia em “The Magnificent Seven”) e quase faz do seu personagem a versão Cowboy do seu James Bond.

Harrison Ford assume uma postura à John Wayne, que funciona muito bem. Pena que não tenham dado ao lendário actor uma oportunidade de brilhar mais como action hero (acaba por parecer todo um star vehicle para Craig).

Cowboys & Aliens - Screenshot 16

Cowboys & Aliens - Screenshot 18

Trabalho escorreito do restante elenco.

Cowboys & Aliens - Screenshot 25

Cowboys & Aliens - Screenshot 26

Cowboys & Aliens - Screenshot 31

Nota (bem) alta (altíssima, mesmo) para a (lindíssima, brilhante e detalhada) fotografia e o uso da paisagem (embora sem o poder de deslumbramento que se atingiu no “True Grit” dos Irmãos Coen).

A música de Harry Gregson-Williams evoca algo das velhas coboiadas (embora nos momentos de cavalgada tenhamos vontade de ouvir um tema à Elmer Bernstein).

Cowboys & Aliens - Screenshot 32

Cowboys & Aliens - Screenshot 33

Faltou um pouco mais de desenvolvimento emocional nos protagonistas (para eles e entre eles), uma mais consistente motivação aos alieníegenas e um melhor aproveitamento deles (não conseguem ser tão icónicos como os seus “rivais” de outros filmes).

Cowboys & Aliens - Screenshot 34

Feitas as contas, temos um óptimo exemplo não só de filme de Verão, com boa ilustração de espectáculo, profissionalismo e competência, mas também um exemplo correcto de como conciliar a nostalgia de um cinema “old school” com as exigências do cinema “moderno”.

 

Uma muito entretida fusão de géneros, que resulta num entretenimento puro e espectacular.

 

Recomendável.

 

“Cowboys & Aliens” tem edição portuguesa e anda a bom preço.

Cowboys & Aliens - Screenshot 35

Obs.: O filme tem um Extended Cut. São quase mais 20 minutos de metragem. São mais momentos de diálogos entre personagens, o que muito ajuda na melhor definição destes e das relações em causa; alargam-se também alguns momentos, no sentido de um pouco mais de tensão.

 

O Extended Cut não tem edição portuguesa. Existe noutros mercados, a bom preço.

Cowboys & Aliens - Screenshot 36

Realizador: Jon Favreau

Argumentistas: Roberto Orci, Alex Kurtzman, Damon Lindelof, Mark Fergus, Hawk Ostby, Steve Oedekerk, a partir do comic criado por Scott Mitchell Rosenberg

Elenco: Daniel Craig, Harrison Ford, Olivia Wilde, Abigail Spencer, Clancy Brown, Paul Dano, Adam Beach, Sam Rockwell, Ana de la Reguera, Noah Ringer, Keith Carradine, Walton Goggins

 

Trailer

 

Orçamento – 163 milhões de Dólares

Bilheteira – 100 milhões de Dólares (USA); 174 (mundial)

 

Cowboys & Aliens - Poster 1

Harrison Ford foi nomeado como “Melhor Actor Secundário”, nos Saturn 2012. Andy Serkis foi preferido, em “Rise of the Planet of the Apes”.

Nomeado para “Melhor Adaptação Cinematográfica de um Comic”, nos IGN Summer Movie 2011. “X: First Class” foi preferido.

Harrison Ford foi considerado o “Melhor Actor Estrangeiro”, nos Yoga 2012.

Cowboys & Aliens - Poster 8

O projecto já data de 1997, quando a Universal Pictures e a DreamWorks Pictures compram os direitos de uma ideia para um comic por parte de Scott Mitchell Rosenberg, ainda presidente da Malibu Comics. Steve Oedekerk (“Ace Ventura 2”, “The Nutty Professor II”) é contratado como argumentista e realizador, mas sai de cena algum tempo depois. O comic é editado em 2006, o projecto avança e Jon Favreau é escolhido como realizador em 2009.

O filme andou em desenvolvimento durante 10 anos. Vários actores (Jackie Chan, Robert Downey Jr., Brendan Fraser, Chuck Norris, Kurt Russell, Mr. T, Bruce Willis) e realizadores (Joe Johnston, Steve Oedekerk, Ron Underwood) foram sondados.

Cowboys & Aliens - Backstage - Daniel Craig and Jon Favreau

É Downey Jr. que fala a Favreau sobre o projecto durante as filmagens de “Iron Man 2” (2010).

Robert Downey Jr. foi a primeira escolha para protagonista, mas desistiu devido a conflitos de agenda (“Sherlock Holmes 2”).

Cowboys & Aliens - Poster 4

Daniel Craig foi escolhido, pois os produtores viram nele uma semelhança com Steve McQueen. O personagem mudou – de ex-soldado sulista passou a fora-da-lei.

Steven Spielberg convidou realizador e argumentistas a verem “The Searchers”, “Stagecoach”, “My Darling Clementine”, “Destry Rides Again” e “Close Encounters of the Third Kind”, para que compreendessem qual o tom a ser dado ao filme.

Cowboys & Aliens - Poster 9

Craig recomendou Eva Green (trabalhou com ela em “Casino Royale”, a estreia de Craig como James Bond, em 2006), mas ela recusou. Olivia Wilde foi preferida. Curiosamente, Olivia tentou ser Vesper Lynd em “Casino Royale”, mas Eva foi (correctissimamente) preferida.

Favreau teve de se impor para impedir que o filme fosse filmado em 3-D e em suporte digital. Para Favreau, um Western só deve ser filmado em película.

Cowboys & Aliens - Poster 3

Depois de ter contracenado com Sean Connery em “Indiana Jones and the Last Crusade” (1989), Harrison Ford volta a contracenar com um actor que interpretou James Bond.

Regresso de Ford ao Western, depois de “The Frisco Kid” (1979, de Robert Aldrich, com Gene Wilder).

Cowboys & Aliens - Backstage - Harrison Ford and Jon Favreau

Os argumentistas descrevem “Cowboys & Aliens” como um “´Unforgiven` com extra-terrestres”.

O aspecto dos alienígenas é inspirado nas criaturas Alien e Predator.

O guarda-roupa de Wilde era o inicialmente pensado para Hailee Steinfeld em “True Grit” (2010), mas foi considerado demasiado feminino.

Filmado em New Mexico e California.

 

O filme homenageia “Raiders of the Lost Ark” (o salto de Jake do cavalo para o spacecraft), “Close Encounters of the Third Kin” (as aparições e as luzes dos spacecrafts), “Alien” (os encontros imediatos no barco).

O filme foca uma raça de nativos americanos chamada de Chiricahua. Foram dos últimos resistentes aos avanços dos brancos e quase levados ao extermínio.

Cowboys & Aliens - Backstage - Harrison Ford, Daniel Craig, Jon Favreau

Depois de “Road to Perdition” (2002) e “Over the Hedge” (2006), é a terceira adaptação cinematográfica de um comic por parte da DreamWorks.

 

Não era a primeria vez que Hollywood fazia fusões dentro do Western – “Westworld” (1973, de Michael Crichton – fusão com Sci-Fi e algo de Terror), “Back to the Future – Part III” (1990, de Robert Zemeckis – fusão com Sci-Fi e Comédia),”Wild Wild West” (1999, de Barry Sonnenfeld – fusão com Sci-Fi e Comédia), “Jonah Hex” (2010, também vinda da BD – fusão com Sci-Fi, com algo de sobrenatural). Nem todos re$ultaram.

 

O filme foi um dos maiores flops do ano e da década.

Dado o flop, a sequela ficou cancelada.

Cowboys & Aliens - Poster 2

Sobre “Cowboys & Aliens” – o Comic

http://fullcomic.pro/comic-cowboys-aliens

https://www.bleedingcool.com/2010/11/20/the-great-cowboys-aliens-scam-has-unexpected-result/

https://www.goodreads.com/book/show/9171326-cowboys-and-aliens

https://www.platinumstudios.com/cowboys-aliens/

 

Cowboys & Aliens - Poster 10

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s