Rutger Hauer (1944-2019) – RIP

Rutger Hauer - Blade Runner - 2

 

Mais um Long Goodbye em Cinema.

Agora ao grande Rutger Hauer, distinto actor de culto.

 

Rutger Oelsen Hauer nasce em Breukelen, Utrecht, Holanda, a 23 de Janeiro.

 

Os seus pais eram actores e trabalhavam numa escola de actores.

Sente o apelo do mar, com a ajuda do seu avô. Mas o seu daltonismo impede-o de fazer carreira marítima.

Segue a via da representação, muito por incentivo dos pais.

Rutger Hauer - Turkish Delights

A sua carreira no audiovisual começa em Televisão.

Tudo muda quando capta a atenção de Paul Verhoeven e fazem “Turkish Delights” (1973). Escândalo, sucesso e culto pela Europa, conseguindo ser nomeado para “Melhor Filme Estrangeiro” nos Oscars 1974.

E assim se inicia uma parceria que está entre as mais relevantes do Cinema – Hauer & Verhoeven reencontram-se em “Keetje Tippel” (1975), “Soldier of Orange” (1977), “Spetters” (1980) e “Flesh +Blood” (1985, já em ambientes anglo-saxónicos).

Rutger Hauer - Nighthawks

A sua primeira aparição num filme anglo-saxónico é em 1975, com “The Wilby Conspiracy”, ao lado de gente ilustre como Sidney Poitier, Michael Caine e Nicol Williamson.

Em 1980, o seu primeiro filme em Hollywood – “Nighthawks”, ao lado de Sylvester Stallone e Billy Dee Williams. Hauer é o vilão e mostra magnífico talento para tal.

Em 1982, o seu momento maior em Cinema – “Blade Runner” (de Ridley Scott, com Harrison Ford). Hauer interpreta Roy Batty, o replicant em busca do seu Criador e do sentido da sua existência. O filme é culto e clássico, o seu personagem idem. Na memória e História também fica o seu discurso final.

Rutger Hauer - Blade Runner

Em 1983 protagoniza o último filme de Sam Peckinpah, “The Osterman Weekend” e volta a estar bem rodeado – John Hurt e Burt Lancaster.

Rutger Hauer - LadyHawke

Em 1985, outro momento maior – herói romântico (Rutger mostra assim que não se limita a grandes vilões) em “LadyHawke”, ao lado dos jovens Matthew Broderick e Michelle Pfeiffer. O filme ganhou culto.

Em 1986, outro momento gigantesco – “The Hitcher”. Hauer é John Ryder, um psicopata que é a encarnação total do Mal. O filme incomoda e choca, Hauer perturba e o filme ganha culto, sucesso, prémios e torna-se um clássico.

Rutger Hauer - The Hitcher

Hauer passa a participar em actioners B (“Wanted Dead or Alive”, “Blind Fury”, “The Blood of Heroes”, “Split Second”, “Wedlock”), conciliando com títulos mais dramáticos e artísticos.

Rutger Hauer - Batman Begins

Em 2005, regresso fulgurante – “Sin City” (de Robert Rodriguez) e “Batman Begins” (de Christopher Nolan).

Rutger Hauer - Hobo with a Shotgun

Em 2011, dois títulos marcantes, de formas diferentes – o actioner Z (“Hobo With a Shotgun”) e arte & ensaio (“The Mill and The Cross”).

Rutger Hauer - The Mill and The Cross

Continuou activo em Cinema e Televisão, filmes A, B e Z, comerciais e alternativos.

Um dos últimos foi “Valerian and the City of a Thousand Planets”, de Luc Besson.

Rutger Hauer - Split Second

Rutger Hauer - Blind Fury

Era a escolha preferida por Anne Rice para a adaptação cinematográfica de “Interview With The Vampire”, mas Tom Cruise foi preferido.

Foi a primeira escolha de Paul Verhoeven para ser “Robocop”.

Ia ser o vilão em “LadyHawke”, mas insistiu em ser o herói.

Foi professor de actores em Roterdão.

Era grande fã de motos.

Chegou a ser considerado para protagonista de “Lethal Weapon”.

Para ele, pouco importava ser herói ou vilão, a essência estava na riqueza do personagem.

O seu monólogo final em “Blade Runner” foi escrito por ele.

Rutger Hauer - Flesh + Blood - 2

Rutger Hauer era um actor imenso e intenso.

Conseguia ser herói ou vilão, ser divertido ou perigoso, sedutor ou inquietante, pacífico ou violento.

Perde-se um incrível talento.

Rutger Hauer - Photo 1

So Long, Rutger.

Ficam muitos personagens e filmes de culto, que assegurarão a memória eterna.

 

Tributo

 

Rutger Hauer sobre “Blade Runner”

 

Os seus spots publicitários para a cerveja Guiness

 

A sua análise aos seus melhores personagens:

https://www.empireonline.com/movies/features/rutger-hauer-role-role/

 

O seu monólogo final em “Blade Runner”

 

Trailers de alguns dos seus filmes

 

Turkish Delights

 

Soldier of Orange

 

Flesh and Blood

 

Nighthawks

 

Blade Runner

 

The Osterman Weekend

 

The Hitcher

 

LadyHawke

 

Blind Fury

 

Split Second

 

Wanted Dead or Alive

 

Wedlock

 

Hobo with a Shotgun

 

The Mill and The Cross

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s