Halloween II (2009)

Halloween II - 2009 - Poster 4

 

“Halloween” (2007, o de Rob Zombie) foi mal recebido pela crítica, pelos fãs da saga (original) e pelo próprio John Carpenter (autor do original de 1978).

Mesmo assim, o filme foi um sucesso.

Sem espanto, eis a sequela.

Bom, a continuação.

 

Depois dos eventos do filme anterior, Laurie Strode procura normalizar a sua vida e lidar com o facto que tem um irmão homicida.

Apesar de derrotado no primeiro round, Michael Myers prepara-se para um novo ataque à sua irmã.

Afinal, a família tem de estar unida.

Halloween II - 2009 - screenshot 1

Halloween II - 2009 - screenshot 3

“Halloween II” não é um remake do homónimo da saga original.

Mas tal como o título de 1981, o filme de Zombie também propõe uma continuidade face ao original (neste caso, o remake do “Halloween” original).

Halloween II - 2009 - screenshot 4

Halloween II - 2009 - screenshot 6

Começamos logo no final de “Halloween” (o de 2007, claro).

Tal como o “H2” original, seguimos para um hospital, com Laurie a ser tratada e Michael no seu encaço.

Novamente hospital escuro, praticamente deserto, um prodígio de medo num local que se quer de vida.

Sustos, terror e muito body count enquanto Michael se aproxima do local. Laurie em sobressalto constante.

Ao fim de 20 minutos Zombie puxa-nos o tapete, num efeito forçado (a tentar ser Shyamalan). Perdemos 20 minutos de tempo e ainda faltam 100.

(pois, mais um “Halloween” de 2 horas – na versão Director`s Cut)

Halloween II - 2009 - screenshot 7

Halloween II - 2009 - screenshot 11

O filme carrega em simbolismos visuais (à Kubrick ou à Lynch) que são engraçados, mas não se pode dizer que funcionem devidamente.

Halloween II - 2009 - screenshot 9

Já tínhamos visto (no episódio anterior) que a família Myers era disfuncional e uma aberração.

Zombie carrega nisso nesta continuidade, procurando mostrar que o Mal está mesmo na família e que Laurie também o carrega dentro de si.

O argumento é algo oco (Zombie agarra-se mais aos simbolismos que à narrativa).

Zombie dá um ritmo lento, chato e arrastado (ora aí está algo que John Carpenter nunca é capaz).

Halloween II - 2009 - screenshot 10

Body count elevado e violento, mas frequentemene supérfluo.

Halloween II - 2009 - screenshot 15

Halloween II - 2009 - screenshot 16

O Dr. Sam Loomis mostra-se um idiota (destruindo assim a imagem protectora e científica criada por Donald Pleasance na saga original).

Laurie passa mais tempo a berrar e a estar numa de fuck para tudo e todos, pelo que nunca ganha a nossa simpatia.

Halloween II - 2009 - screenshot 2

Halloween II - 2009 - screenshot 13

Halloween II - 2009 - screenshot 8

Trabalho mínimo do elenco.

(lamenta-se, pois no filme anterior esse aspecto até foi muito capaz)

Halloween II - 2009 - screenshot 19

Final com ligeiro impacto, onde se procura pôr um fim à saga ou (consoante a forma como o interpretamos) a tentar o efeito surpresa de “H4” (a renovação geracional do Mal).

A primeira opção resulta (sentimos um alívio por ver um fim aos eventos e àqueles personagens), a segunda nem por isso.

Halloween II - 2009 - screenshot 20

Rob Zombie falha em todas a vertentes que pretende para este “H2”.

Apesar dos erros, o seu “Halloween” era bem superior.

 

“Halloween II” é uma ofensa – ao Terror, à saga, ao filme original de John Carpenter, a Carpenter e até ao filme inicial de Zombie.

Halloween II - 2009 - screenshot 17

A evitar.

Halloween II - 2009 - screenshot 18

Tal como “Halloween” (2007), “Halloween II” tem dois cuts – o Theatrical e o Director`s.

A versão de Zombie é mais violenta, mostra Laurie mais devastada psicologicamente (o cut para a salas mostra-a mais aberta a um novo começo de vida), tendo finais diferentes.

Halloween II - 2009 - screenshot 21

“Halloween II” não tem edição portuguesa. Existe noutros mercados (nos dois cuts), a bom preço.

Halloween II - 2009 - screenshot 14

Realizador: Rob Zombie

Argumentista: Rob Zombie, a partir de personagens criados por John Carpenter & Debra Hill

Elenco: Scout Taylor-Compton, Tyler Mane, Malcolm McDowell, Sheri Moon Zombie, Brad Dourif, Chase Wright Vanek, Danielle Harris, Margot Kidder

 

Trailer

 

Site – http://halloweenmovies.com

 

Orçamento – 15 milhões de Dólares

Bilheteira – 33 milhões de Dólares (USA); 39 (mundial)

 

Body count – 20

 

Halloween II - 2009 - Poster 1

“Melhor Colecção DVD/Blu-Ray (“Halloween”), nos Saturn 2015.

Nomeado para “Pior Filme”, nos Fangoria Chainsaw 2010. Perdeu para “Friday the 13th”.

Halloween II - 2009 - Poster 2

Theatrical Cut – 105 minutos

Director’s Cut – 119 minutos

Halloween II - 2009 - Poster 3

Rob Zombie não queria fazer uma sequela ao seu “Halloween”. Mas perante a insistência do estúdio, Zombie acedeu pois não queria que alguém (outro argumentista ou realizador) lhe estragasse o trabalho feito.

A dupla Julien Maury & Alexandre Bustillo (“À L`Intérieur”) chegou a ser sondada para a realização.

 

O original “Halloween II” (1981, escrito e produzido por Carpenter) passa-se num hospital. Este novo “Halloween II” também tem uma parte passada num hospital, mas Zombie nega a homenagem ao original “H2” pois não gostou dele.

Zombie quis focar-se na relação Laurie-Michael e nas semelhanças entre ambos.

Zombie quis também um filme mais real e violento.

Zombie filmou em 16mm e em 1.85:1 aspect ratio. O filme anterior foi 2.39:1 aspect ratio e em 35mm.

 

John Carpenter foi chamado para um cameo, mas recusou.

Tyler Mane torna-se o único actor a interpretar Michael Myers de forma seguida. George P. Wilbur interpretou Michael por duas vezes, mas com interrupção – “Halloween 4” (1988) e “Halloween 6” (1995).

Danielle Harris junta-se a Jamie Lee Curtis, ambas com quatro presenças na saga (ainda que Harris venha da saga original e agora no remake; Curtis andou sempre pela original). Donald Pleasence tem o recorde de cinco presenças, sempre na saga original.

Primeiro filme de Zombie sem os seus habituais Sid Haig, Bill Moseley e Tom Towles.

Daeg Faerch voltou a interpretar o jovem Michael Myers (já o tinha feito no filme anterior). Filmou várias cenas, mas como Faerch já tinha um ar mais velho que no filme anterior (na adolescência, o crescimento é rápido), foi substituído por outro actor (Chase Wright Vanek).

 

É o único Halloween movie que mostra Michael a “passear” sem a sua máscara.

É o único Halloween movie onde Michael (adulto) fala.

No momento em que Laurie e amigos chegam ao concerto, ouve-se a canção “Terror Train”. “Terror Train” era um filme de terror (de 1980) com Jamie Lee Curtis, a Laurie original.

 

Zombie filmou um final alternativo – Loomis e Michael têm um acidente e Michael mata Loomis.

Um outro final mostra os protagonistas a serem todos mortos.

Halloween II - 2009 - Poster 5

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s