Um Homem Sem Passado (1995-1996)

Nowhere Man - Poster 1

 

Título original – Nowhere Man

 

Numa época áurea para séries televisivas sobre conspirações e paranóias, eis a série suprema.

Pena que só durou uma Season.

 

Tom Veil é um homem com razões para estar feliz. Tem uma belíssima esposa (Allyson), é um fotógrafo de sucesso e tem um vasto leque de amigos.

Uma noite, eles desaparecem e até deixam de o conhecer. Todo o mundo de Tom deixa de existir.

Internado num hospital psiquiátrico, Tom começa a questionar a realidade, mas mantém-se firme nas suas convicções de quem é, do que viveu e das suas memórias.

Até que Tom descobre que tudo não passa de uma tenebrosa conspiração. Uma conspiração que o levará a ser perseguido por todo o país, à medida que ele procura a verdade.

Que se revelará mais destrutiva do que ele imaginava.

 

Criador: Lawrence Hertzog

Elenco: Bruce Greenwood

 

Promo

 

Intro

 

Nowhere Man - screenshot 1

Talvez seja um dos terrores máximos do ser humano – ver todo o seu mundo a desaparecer e a não reconhecê-lo como pessoa.

Nowhere Man - screenshot 2

Nowhere Man - screenshot 4

“Nowhere Man” pega nessa ideia e desenvolve-a de uma forma engenhosa, onde tudo vale no campo da conspiração e da paranóia (lavagens a cérebro, manipulação da verdade, soap operas que recriam a nossa vida, criação de close encounters, criação de duplos, juventude eterna, uso dos media para conseguir votos).

O resultado é um conspiracy thriller de primeiríssima qualidade, valendo-se das excelentes ideias do argumento, da enorme quantidade de surpresas permanentes, os muitos twists & turns e de uma verdade final absolutamente inesperada (que nos leva a rever a série por outro ponto de vista).

Nowhere Man - screenshot 5

Nowhere Man - screenshot 6

O título é perfeito – “Nowhere Man” é uma odisseia de um homem, que fruto dos eventos que são criados a ele e pela sua vontade em continuar em busca da verdade, torna-se um homem que nunca pode pertencer a here ou somewhere; o seu destino é mover-se sempre, pois parece ser nowhere o seu lugar, dado que é em nowhere que a verdade vive.

Nowhere Man - screenshot 9

Bruce Greenwood domina (ele está sempre em cena), com uma prodigiosa interpretação, expressando bem a paranóia, ira, vazio, medo e determinação do seu personagem.

 

Muito boa prestação do restante elenco, com destaque para uma sensual, manipuladora, e letal Megan Gallagher (a futura Catherine Black de “Millennium”).

 

Argumento e realização plenos de ideias, ao nível do que de melhor se faz em Cinema dentro do género.

Nowhere Man - screenshot 7

Um culto total.

Infelizmente, nunca saberemos o que Tom faria depois do cliffhanger/verdade no final da Season.

A cada um a verdade final.

Nowhere Man - screenshot 8

Depois de vermos “Nowhere Man”, acreditem, os nossos níveis de paranóia vão aumentar exponencialmente.

 

Obrigatório.

 

“Nowhere Man” passou (por duas vezes) num canal português, há muitos anos. É inédito no nosso mercado doméstico. A edição americana não tem legendas, mas traz bons extras. Dado o culto, o preço anda em sintonia com tal.

Nowhere Man - screenshot 10

A música é de Mark Snow (autor da música de outro must dentro dos conspiracy thrillers – “The X-Files). Snow volta a compor um emblemático score.

 

Nos guest stars, presença de gente ilustre do Cinema e Televisão, alguns mesmo a dar primeiros passos – Ted Levine, Mimi Craven, Carrie-Anne Moss, Saxon Trainor, Richard Kind, Dean Stockwell, Dean Jones, Maria Bello, Bryan Cranston, James Tolkan, Cliff DeYoung, Dwight Schultz, Jamie Rose.

 

Lawrence Hertzog inspirou-se na sua visão do mundo e em duas séries marcantes – “The Prisoner” (com Patrick MacGoohan) e “The Fugitive” (com David Janssen).

Hertzog tinha ideias para a Season 2, mas os ratings não foram números estimulantes e os executives do canal produtor decidiram cancelar uma nova Season.

 

As críticas foram fenomenais.

Apesar do “flop” nas audiências, a série ganhou um enorme culto.

Chegaram a surgir pedidos para um special episode onde se resolvesse o cliffhanger final.

 

Filmado em Portland, Oregon.

 

A série completa

 

Nowhere Man - Promo Photo

2 comments on “Um Homem Sem Passado (1995-1996)

  1. Luiz Montenegro diz:

    Excelente seriado. Via toda semana, pena que a dona Globo só comprou uma temporada. Como sempre.

    • hussardo diz:

      De facto. Uma magnífica série, de uma época onde tudo voltava a mudar em Televisão, sendo muitos produtos dela ao nível do que melhor que havia em Cinema.
      Incrível twist final, que daria para muita reviravolta numa Season 2.
      Mas tudo durou apenas uma Season.
      O que seguiria fica na imaginação do espectador.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s