Han Solo: Uma História de Star Wars (2018)

Solo - A Star Wars Story - Poster 17

 

Título original – Solo: A Star Wars Story

 

A saga “Star Wars” não pára.

Em paralelo com a terceira trilogia (ela conclui-se em 2019), surgem histórias que explicam eventos anteriores.

Este é sobre os early days do mais carismático personagem da saga – Han Solo (vímo-lo nos Episodes IV, V, VI e VII).

Harrison Ford não está em cena (lamenta-se, de facto). Alden Ehrenreich dá-lhe o rosto.

 

Han Solo é um jovem rebelde, ansioso pelo seu momento heróico como piloto de uma grande nave.

O seu percurso leva-o a conhecer Chewbacca, Lando Calrissian e outros personagens.

Seguem-se aventuras e golpadas, onde Han vai pôr à prova as suas capacidade, descobrir como se mover naquele mundo, por que causas lutar e em quem confiar.

Solo - A Star Wars Story - screenshot 1

Nerds de “Star Wars”:

(principalmente aqueles que já passaram os 40s)

 

Lembram-se do que sentiram quando viram o Episode IV (“A New Hope”) em 1977?

Pois bem, “Solo: A Star Wars Story” dá-vos, extactamente, o mesmo feel (da Force da saga).

Solo - A Star Wars Story - screenshot 4

Solo - A Star Wars Story - screenshot 6

Solo - A Star Wars Story - screenshot 25

Comecemos pelo argumento.

Lawrence & Jonathan Kasdan (Larry já é um conhecedor da saga – escreveu os Episodes V, VI e VII) souberam analisar os episódios onde Han Solo aparece (com o rosto de Harrison Ford), pegar em diversos aspectos da personalidade do personagem e criaram eventos de origem que alinham perfeitamente com aquilo que já sabemos pelos episódios seguintes/anteriores. Está lá a origem do nome, da chegada do Millennium Falcon, a sua emblemática pistola, o encontro com Cheewbacca, o encontro com Lando, a sua atitude – tudo tem a sua pertinência, há criatividade na criação dos porquês, sincronia impecável com o que já se conhece nos episódios já vistos.

A narrativa é plena de peripécias, acção, humor, diálogos que reflectem personalidades e relações, rico em personagens, com lugar para muitas surpresas (há a chegada de um personagem inesperado) e reviravoltas (os últimos 20 minutos são cheios de twists).

Solo - A Star Wars Story - screenshot 21

Solo - A Star Wars Story - screenshot 22

Solo - A Star Wars Story - screenshot 23

Solo - A Star Wars Story - screenshot 30

Solo - A Star Wars Story - screenshot 31

Solo - A Star Wars Story - screenshot 32

O tom.

“Star Wars”, quando começou, promovia-se como “o grande Western do Espaço”. Era, de facto, uma fusão perfeita de Western com Space Opera.

Han Solo é alguém entre o pirata e o pistoleiro.

“Solo: A Star Wars Story” regressa a esse tom, sendo igualmente uma fusão entusiasmante entre Western e Space Opera, vendo-se perfeitamente como uma coboiada (o protagonista é o outlaw de bom coração, os aliados são verdadeiros outlaws, a amizade entre Han e Chewie recorda as amizades das coboiadas de Howard Hawks, algumas cenas de acção derivam de Westerns – o assalto ao comboio é bem paradigmático).

Ritmo imparável e coeso, brilhantes e galvanizantes cenas de acção (o ataque ao comboio de combustível é um prodigioso morceau de bravoure), efeitos visuais (da ILM) ao seu melhor, equilíbrio entre drama (a afirmação do herói, o seu problema sentimental), acção (é peripécias quase de 10 em 10 minutos), humor (a forma descontraída com que os protagonistas enfrentam os problemas) e fantasia (sentimos estar num outro mundo).

Solo - A Star Wars Story - screenshot 3

Solo - A Star Wars Story - screenshot 28

Fiel à saga, a presença de simpáticos e divertidos Robots – não temos aqui os nossos queridos R2-D2 e C-3PO, mas somos aprensentados a L3, uma Robota bem irreverente, com atitude firme e de língua afiada.

Solo - A Star Wars Story - screenshot 24

Solo - A Star Wars Story - screenshot 9

Solo - A Star Wars Story - screenshot 10

Solo - A Star Wars Story - screenshot 14

Fiel ao universo de Han Solo, temos o Millennium Falcon a brilhar (e a ter estatuto de personagem) com toda a sua pujança (as suas capacidades e truques) e as inevitáveis persesuições, fugas e duelos com os caças do Império.

Solo - A Star Wars Story - screenshot 7

Mas o filme é, acima de tudo, uma Love Story.

Não, não é a entre Han e Qi`ra.

(tem a sua importância, mas é bem secundária)

Solo - A Star Wars Story - screenshot 27

Yup. A relação entre Han e Chewbacca.

No meio de tanto evento que ambos vivem, no meio de tantos personagens que ambos conhecem, no meio de tanta traição que ambos sofrem, estes dois “moçoilos” dão, um ao outro, provas de carinho, amor, fidelidade, lealdade e amizade – veja-se a troca de olhares entre Han e Chewie quando este abandona a missão conjunta para salvar os da sua espécie; a expressão e atitude de Chewie quando “abandona” os seus para salvar Han.

É esta a essência de “Solo: A Star Wars Story” – a construção da relação de amizade entre Han & Chewie, mostrando-os como best of friends, com uma amizade que nunca será abalada, traída ou destruída, sendo vital para a sobrevivência de ambos face a todo o tipo de hostilidade.

(mérito do argumento, mas também dos actores)

Solo - A Star Wars Story - screenshot 20

John Williams (o genial compositor dos scores da saga oficial) não está presente. Alguns momentos do tema que ele compôs para Han Solo são audíveis.

John Powell (talentoso compositor – “Rio”, “Happy Feet”, “Shrek”, “Chicken Run”, “Mr. & Mrs. Smith”, a saga“Jason Bourne”, “Face Off”) assina uma banda sonora adequada em termos de espectáculo, romantismo e à personalidade de Han Solo.

Solo - A Star Wars Story - screenshot 5

Solo - A Star Wars Story - screenshot 2

Solo - A Star Wars Story - screenshot 26

Solo - A Star Wars Story - screenshot 29

“Solo: A Star Wars Story” vive de diversos méritos narrativos e técnicos, mas nada disso vale sem talento nos corpos que o interpretam.

Pois bem, o filme é uma mina de ouro em matéria de casting.

 

Emilia Clarke é uma querida e convence como o love interest de Han, reservando até (muitas) surpresas.

Woody Harrelson, Donald Glover e Paul Bettany divertem-se como vilões (em diferentes categorias).

Joonas Suotamo é magnífico como Chewie, sabendo dar-lhe heroísmo, imponência e sensibilidade, mostrando que o personagem está bem entregue (o habitual Peter Mayhew já tinha falecido).

Solo - A Star Wars Story - screenshot 8

Alden Ehrenreich.

É sobre ele que caem as expectativas e exigências. Não só pela relevância do personagem, mas porque lhe cabia interpretar (bem) um personagem criado (em todos os sentidos) por Harrison Ford (e quem iguala ou supera Ford nos seus personagens???).

Pois bem, Ehrenreich é perfeito como Han Solo. Sabe criar o lado jovem, rebelde e ainda imberbe do personagem, sabe dar-lhe personalidade, sabendo alinhá-lo com os tiques que Ford imortalizou. Um exercício de casting tão perfeito como foi o de Ford em 1977.

Solo - A Star Wars Story - screenshot 12

Ron Howard não é um estranho aos universos criativos de George Lucas – é dele o muito simpático “Willow” (1988). Howard é um tarefeiro versátil, capaz de todo o género, tanto caindo no medíocre (“The Da Vinci Code” e sequelas, “Far and Away”) como na elevada qualidade (“Splash”, “Cocoon”, “Parenthood”, “Backdraft”, “Ransom”, “Cinderella Man”).

Ei-lo de volta ao seu melhor (ficava-lhe muito mal falhar este material), fazendo grande e espectacular entretenimento, perfeitamente inserido no melhor espírito da saga e género.

(embora, se tivéssemos Edgar Wright na realização, teríamos um exercício mais criativo e não tão tarefeiro)

Solo - A Star Wars Story - screenshot 13

Solo - A Star Wars Story - screenshot 19

“Solo: A Star Wars Story” dá explicações sobre algumas questões à volta de Han Solo, alinha-se perfeitamente com o que já conhecemos e abre portas para uma promissora e autónoma saga.

O final encerra os eventos, mas deixa umas pontinhas soltas que podem ser desenvolvidas em sequelas (uma trilogia é bem merecida).

Solo - A Star Wars Story - screenshot 18

É a saga de volta ao seu melhor, fazendo que os “velhos” fãs se sintam tão crianças como em 1977, sendo igualmente apetecível às novas gerações no sentido de compreenderem o que é isto de Cinema-Entretenimento.

“Solo: A Star Wars Story” é, “apenas”, o episódio de “Star Wars” mais entretido desde “A New Hope” (1977, o Episode IV, mas que foi o “início” – cinematograficamente falando – da saga)e o melhor argumento desde “The Empire Strikes Back” (1980, o Episode V).

Solo - A Star Wars Story - screenshot 15

Solo - A Star Wars Story - screenshot 17

Venham às salas.

Embarquem no Millennium Falcon.

Deixem que Han e Chewie vos levem a uma galáxia de huge fun, onde todos podemos voltar a ser crianças.

The Force está no filme.

The Force está connosco.

 

Obrigatório.

 

“Solo: A Star Wars Story” já está nas nossas salas.

Solo - A Star Wars Story - screenshot 11

Solo - A Star Wars Story - screenshot 33

Solo - A Star Wars Story - screenshot 34

Realizador: Ron Howard

Argumentistas: Lawrence Kasdan, Jonathan Kasdan, a partir de personagens criados por George Lucas

Elenco: Alden Ehrenreich, Emilia Clarke, Woody Harrelson, Joonas Suotamo, Donald Glover, Paul Bettany, Thandie Newton, Jon Favreau, Warwick Davis, Erin Kellyman, Linda Hunt, Phoebe Waller-Bridge

 

Site – https://www.starwars.com/films/solo

 

Orçamento – 250 milhões de Dólares

Bilheteira (até agora) – 103 milhões de Dólares (USA); 172 (mundial)

 

Solo - A Star Wars Story - Poster 29

Josh Trank (“Chronicle”) ia ser o realizador, mas desistiu do projecto devido às más reacções dadas ao reboot de “Fantastic Four” (2015).

Phil Lord e Christopher Miller (“The LEGO Movie”, “21 Jump Street”, “22 Jump Street”) eram os realizadores iniciais. Entraram em grandes conflitos criativos com produtores e argumentistas e saíram de cena, três semanas antes da conclusão de principal photography. O duo queria um tom paródico e incentivava a improvisação dos actores.

Nesta fase, ponderaram-se realizadores como Joe Johnston e Lawrence Kasdan.

Ron Howard foi chamado, regressando assim a universos de George Lucas. Howard já tinha realizado “Willow” (1988), a partir de uma história de Lucas.

Howard refilmou cerca de 70% do filme.

Howard chegou a ser considerado como realizador do Episode I (“The Phantom Menace”, em 1999), mas recusou.

 

Lawrence Kasdan regressa à saga “Star Wars”, depois de ter escrito os Episodes V, VI e VII (“The Empire Strikes Back”, “Return of the Jedi” e “The Force Awakens”, em 1980, 1983 e 2015). Kasdan afirmou que “Solo: A Star Wars Story” será o seu último contributo para a saga “Star Wars”.

 

Woody Harrelson substituiu Christian Bale.

Joonas Suotamo substituiu Peter Mayhew (entretanto falecido) como Chewbacca. Suotamo chegou a escrever uma carta, dizendo que fazia este trabalho não apenas para os fãs da saga, mas por carinho a Mayhew.

Dave Franco, Aaron Taylor-Johnson, Miles Teller, Nick Robinson, Leo Howard, Tony Oller, Chandler Riggs, Hunter Parrish, Rami Malek, Landon Liboiron, Ed Westwick, Tom Felton, Joshua Sasse, Logan Lerman, Ansel Elgort, Jack Reynor, Colton Haynes, Max Thieriot, Scott Eastwood, Chris Pratt, Emory Cohen, Alden Ehrenreich, Taron Egerton, Jack O’Connell e Blake Jenner foram sondados para interpretar Han Solo.

Teller, Elgort, Franco, Reynor, Eastwood, Lerman, Cohen, Ehrenreich, Egerton, O’Connell e Jenner foram os finalistas.

Ehrenreich foi o primeiro actor a fazer a audition para Han Solo. Agradou imediatamente a Lord e a Miller.

Ehrenreich tem uma vasta colecção de brinquedos ligados a… Han Solo.

 

Reencontro entre Warwick Davis e Howard, depois de “Willow” (1988).

Reencontro entre Harrelson e Howard, depois de “Edtv” (1999).

É o primeiro filme da saga “Star Wars” realizado por um realizador Oscarizado (Howard ganhou por “A Beautiful Mind”, em 2002).

Solo - A Star Wars Story - Poster 19

Um jovem Han Solo já ia aparecer no Episode III (“Revenge of the Sith”, em 2005) – mostrava-o com 10 anos, a ser adoptado por Chewbacca.

Pela primeira vez na saga, não temos a presença de R2-D2 e C-3PO.

O filme passa-se 10 anos antes do Episode IV.

 

O filme estreou a 25 de Maio de 2018, nos USA.

A 25 de Maio de 1977 estreava, nos USA, “Star Wars: Episode IV – A New Hope”.

A 25 de Maio de 1983 estreava, nos USA, “Star Wars: Episode VI – “Return of the Jedi”.

 

Perguntas que ficam sem resposta:

(a ler só por quem já viu o filme)

https://www.gamesradar.com/solo-a-star-wars-story-ending/

 

Solo - A Star Wars Story - Poster 20

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s