Dunkirk (2017)

Dunkirk - Poster 10

 

Eis o (sempre ansiado) regresso de Christopher Nolan, o que é sempre um evento cinematográfico.

Agora em tom mais real e na reconstrução de um importante acontecimento da História do mundo.

 

Junho de 1940. A Segunda Guerra Mundial já mexe.

Um batalhão de tropas Aliadas fica cercada no Norte de França.

A nação inglesa move-se no sentido de salvar aqueles militares.

Dunkirk - screenshot 1

Christopher Nolan lança-se ao “cinema histórico” e pega num relevante evento para a História do Mundo Livre.

Dunkirk - screenshot 2

Dunkirk - screenshot 3

E faz um evento cinematográfico.

E Cinema de grande nível.

Em diversas áreas – dentro do seu Cinema, dentro do Cinema, dentro do género e como blockbuster de Verão.

Dunkirk - screenshot 4

Como “arrasa bilheteiras”, Nolan sabe como fazer um magnífico espectáculo visual (o IMAX não está lá de forma gratuita – Nolan é MESMO o melhor cineasta actual a saber usar esse formato), encenado de forma clássica mas apelativo às massas modernas, criando um falso action film (no fundo, é uma acção heróica de resgate).

Dunkirk - screenshot 5

Como war film, o filme carrega um incrível realismo (Nolan procura sempre o mínimo de efeitos visuais; eles estão lá, mas são discretos – ninguém acha que inundaram o mar da costa francesa com petróleo? ou que afogaram aquelas centenas de pessoas? ou que afundaram tantos aviões e barcos no Atlântico?), muito próximo do documentário, sempre “intimista” (a câmara anda frequentemente próximas aos personagens), de ritmo “calmo” mas sempre tenso, fazendo-nos sentir plenamente a urgência da situação.

Bodega Bay

Como obra cinematográfica, o filme é um verdadeiro achievement, precisamente pela forma como Nolan conjuga espectáculo, entretenimento, realismo, classicismo e grande poder de encenação.

Dunkirk - screenshot 7

Fiel ao seu Cinema, Nolan faz uma narrativa fragmentada (vemos o mesmo evento, pelo ângulo de visão de diversos intervenientes, nos três locais em cena – terra, mar e ar), mas nunca confusa.

Dunkirk - screenshot 8

Bom trabalho do elenco.

Excelente fotografia.

Igual excelência no campo do som.

Dunkirk - screenshot 9

“Dunkirk” é um magnífico tributo a todos os que participaram em tal (grandioso) feito, sendo o “terceiro violino” nos melhores filmes de guerra recentes (“Saving Private Ryan”, “Hacksaw Ridge”).

 

Um dos melhores filmes de 2017, da década e de sempre.

 

Obrigatório.

 

“Dunkirk” ainda está nas salas portuguesas.

On the set of new film 'Dunkirk'

Dunkirk - screenshot 11

Dunkirk - screenshot 12

Realizador: Christopher Nolan

Argumentista: Christopher Nolan

Elenco: Tom Hardy, Cillian Murphy, Kenneth Branagh, Mark Rylance, Harry Styles, James D’Arcy

 

Site – http://www.dunkirkmovie.com

 

Orçamento – 100 milhões de Dólares

Bilheteira (até agora) – 165 milhões de Dólares (USA); 392 (mundial)

 

Dunkirk - Poster 6

“Bodega Bay” – título durante as filmagens.

 

Era um projecto já há muito na mente de Christopher Nolan, mas ele aguardava por experiência no campo de filmes de grande orçamento.

 

Como é norma no Cinema de Nolan, uso de película (Nolan recusa o digital, bem como o 3-D), filmagem com câmaras IMAX (em 70mm) e o mínimo de efeitos digitais (os navios e aviões vistos no filme são mesmo reais).

Foram usados mais de 6000 extras.

Nolan estudou diversos filmes mudos, no sentido de criar suspense apenas através da imagem.

Harry Styles estava rodeado de grande segurança, para evitar excessos das fãs.

Filmado em França, Holanda e Inglaterra.

Dunkirk - Poster 11

É o primeiro filme de Nolan inspirado por factos verídicos.

É o filme de Nolan mais curto desde “Following” (o seu filme de estreia) – 107 minutos.

Nolan recebeu um salário de 20 milhões de Dólares. Só Peter Jackson igualou tal valor (foi em 2005, com “King Kong”).

Dunkirk - Poster 9

É o primeiro filme de Nolan, desde “Insomnia” (2002), sem Michael Caine.

Vários reencontros entre Nolan e alguns dos seus habituais:

  • quinta colaboração com Cillian Murphy.
  • terceira colaboração com Tom Hardy.
  • sexta colaboração com Hans Zimmer (o autor do score).
  • segunda colaboração entre Hoyte Van Hoytema (o Director of Photography).
  • Lee Smith (montagem), Nathan Crowley (production designer) e John Papsidera (casting).

 

Para Nolan, este evento é decisivo no rumo da guerra. Se as tropas não conseguissem ser evacuadas, a Inglaterra teria de se render e o mundo poderia ter caído nas mãos do nazismo.

Nolan quis fazer um filme que ilustrasse a brutalidade da guerra, mas procurou evitar a violência explícita.

 

As filmagens injectaram cerca de 7 milhões de Euros na economia de Dunkirk.

Dunkirk - Event

Sobre o evento:

https://www.britannica.com/event/Dunkirk-evacuation

http://www.historylearningsite.co.uk/world-war-two/world-war-two-in-western-europe/the-attack-on-western-europe/dunkirk/

https://www.secondworldwarhistory.com/rescue-at-dunkirk.asp

http://www.bbc.co.uk/history/worldwars/wwtwo/ff2_dunkirk.shtml

 

 

Dunkirk - Poster 1

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s