George A. Romero – RIP (1940-2017)

George A. Romero - Photo 2

 

Mais um Long Goodbye em Cinema.

Agora ao lendário George A. Romero, o Rei do Zombie Terror.

 

George nasce no Bronx, em Fevereiro de 1940, com o nome de George Andrew Romero.

 

Ganha gosto pela arte de filmar e começa a fazer curtas-metragens e spots publicitários.

Ele e uns amigos fundam a “Image Ten Productions”.

Reúnem 100.000 Dólares e usam tal para fazer um filme emblemático, mítico, referencial, influente, clássico e de culto – “Night of the Living Dead”, em 1968.

Continua ligado a terror e faz mais dois títulos dignos de referência – “Hungry Wives” (1972) e “The Crazies” (1973).

 

Em 1978 assina a sua obra máxima – “Martin”, um vampire film muito atípico (é, afinal, uma crónica sobre o desespero da solidão).

 

Regressa ao tema zombie com o bem gory “Dawn of the Dead” (1978).

Termina a trilogia com “Day of the Dead”, em 1985.

George A. Romero - Photo 4

Adapta Stephen King em “Creepshow” (1982) e “The Dark Half” (1993).

Adapta Edgar Allan Poe em “Two Evil Eyes” (1990; na companhia de outro Mestre – Dario Argento).

Em 1988, aborda terror clínico com o perturbante “Monkey Shines” (e ganha o FantasPorto 1989).

 

Retoma o tema zombie com uma nova trilogia, mas com menos impacto – “Land of the Dead” (2005), “Diary of the Dead” (2007) e “Island of the Dead” (2009).

 

Recusa realizar a adaptação cinematográfica do videogame “Resident Evil” – Romero não gostou do argumento. Tinha-se gerado muito hype nos fans, pois Romero tinha feito um trailer para o jogo.

Tinha como projecto realizar a adaptação cinematográfica da obra de Stephen King, “The Stand”, mas o projecto falha.

Ia realizar “Pet Sematary” (também a partir de um romance de King), mas atrasos na produção colocam-no fora de cena.

George A. Romero - Photo 5

Os seus filmes eram de terror, mas sempre com uma forte crítica social.

O gore era sempre intenso a algo insuportável por alguns (eram frequentemente da autoria do Mestre Tom Savini).

 

A sua filmografia é curta, mas de grande qualidade, com muitos títulos clássicos e de culto.

 

Era uma lenda viva entre os fãs e o género.

 

Perde-se, portanto, um grande nome do Cinema.

George A. Romero - Photo 1

So Long, George.

Fica um punhado de filmes bem referenciais e influentes no campo do Terror.

 

 

Evocação

 

 

Trailers de alguns dos seus filmes

 

Night of the Living Dead

 

Dawn of the Dead

 

Monkey Shines

 

Martin

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s