John G. Avildsen – RIP (1935-2017)

John G. Avildsen - Photo 1

 

E é mais um Long Goodbye no Cinema.

Agora a John G. Avildsen, o King dos Underdogs.

 

Nascido em Illinois, em Dezembro de 1935, Avildsen chega ao mundo do Cinema como assistant director.

Chega a trabalhar com realizadores de renome como Arthur Penn e Otto Preminger.

 

Torna-se realizador em 1969 e tem o seu primeiro sucesso em 1970 com “Joe” (protagonizado por Peter Boyle), que recebe também excelente reacção da crítica.

Em 1973, mais um sucesso (público e crítico) – “Save the Tiger” permite a Jack Lemmon uma das suas maiores interpretações (e até ganha um Oscar por isso).

Com estes dois filmes, Avildsen começa a ser um realizador de filmes sobre pessoas em busca de uma vitória perante si, os outros e a Vida.

 

Isso confirmar-se-ia em 1976, quando Avildsen assina o seu filme maior, aquele por que é recordado e com o qual deixou o seu nome na História do Cinema.

John G. Avildsen - Photo 2

“Rocky” (escrito e protagonizado por Sylvester Stallone, que ganha aqui o seu star vehicle, saindo de uma carreira que o tinha como secundário e o lançaria para a living legend que é hoje) consegue um brutal sucesso nas bilheteiras e junto da crítica, ganhando vários Oscars (Filme, Realizador e Montagem) e estando a concurso noutros (Actor, Actriz, dois para Actor Secundário, Som, Música, Argumento Original).

O filme originaria uma saga de mais cinco filmes (e um spin-off recente – “Creed”, pelo qual Stallone voltou a receber nomeações e prémios).

Avildsen regressaria à saga, ao assinar o quinto filme (“Rocky 5”, em 1990), que se julgaria ser o último (Stallone concluiria a saga em 2006 com “Rocky Balboa”).

Curiosamente, Avildsen achava o boxe como um desporto idiota.

 

Avildsen continuaria a sua carreira com outros filmes (“Cry Uncle!” em 1971, ”Neighbors” em 1981, “A Night in Heaven” em 1983, “Lean on Me” em 1989), mas sem a visibilidade e notoriedade destes três títulos mencionados.

Em 1980 assina um filme que ganha algum marketing e expectativa pelos dois “monstros” que junta – George C. Scott e Marlon Brando. O filme era “The Formula”, mas a fórmula não resulta.

John G. Avildsen - Photo 4

Em 1984, regressa ao tema do underdog, mas no mundo adolescente – “The Karate Kid”.

O filme é um (enorme) sucesso e conquista o coração de uma geração.

Gera duas sequelas (“The Karate Kid – Part II” em 1986, “The Karate Kid – Part III” em 1989), todos realizados pro Avildsen.

 

Avildsen quase que assinaria “Serpico” (1973, de Sidney Lumet, com Al Pacino) e “Saturday Night Fever” (1977, de John Badham, com John Travolta), mas teve problemas criativos com os respectivos produtores.

 

Tem um documentário sobre a sua vida e carreira em final de produção. Chamar-se-á “John G. Avildsen: King of the Underdogs”. Realizado por Derek Wayne Johnson, vai contar com as participações de Sylvester Stallone, Ralph Macchio, Martin Scorsese, Jerry Weintraub, Burt Reynolds.

Em paralelo, será editado um livro chamado “The Films of John G. Avildsen: Rocky, The Karate Kid, and other Underdogs”, de Larry Powell e Tom Garrett.

John G. Avildsen - Photo 3

John G. Avildsen sabia (mesmo) filmar histórias sobre underdogs, em busca da derradeira vitória e afirmação.

Sempre com realismo humano, social e emocional, sabendo extrair o melhor dos actores.

John G. Avildsen - Photo 5

So Long John.

Fica um bom punhado de filmes dignos e clássicos sobre o tema e capazes de tocarem em sucessivas gerações.

 

Evocações

 

Avildsen a ganhar o Oscar

 

Entrevista

 

Trailers

 

Rocky

 

The Karate Kid

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s