Foge (2017)

Get Out - Poster 2

 

Título original – Get Out

 

Terror com toques raciais, pelo produtor de “Ouija”, “Paranormal Activity”, “Insidious”, “Sinister”, “The Purge” e “The Visit”.

Ou seja, boa experiência e resultados no campo do terror.

 

Um jovem afro-americano parte com a sua namorada (branca) para um fim-de-semana na propriedade dos pais dela.

A recepção até parece amigável, mas tudo descamba no medo quando o rapaz descobre uma verdade sobre o local e os anfitriões.

Get Out - screenshot 1

Get Out - screenshot 2

Versão terror de “Guess Who`s Coming to Dinner”, o filme procura conciliar o susto (o protagonista a descobrir uma verdade assassina num cenário que prometia paz e simpatia) e uma certa denúncia racial (afinal, há brancos a fazer mal aos negros, com uma “lógica” sulista de outrora).

Get Out - screenshot 3

Get Out - screenshot 4

A ideia é interessante.

O mix resulta.

Get Out - screenshot 5

Temos alguma tensão, algum susto, algum impacto.

 

Não está ao nível dos mestres que o género tem na actualidade (M. Night Shyamalan, James Wan, Mike Flanagan), mas cumpre a sua agenda – entreter e pregar uns sustos.

Get Out - screenshot 7

Nada de novo no género, mas consegue o seu objectivo.

 

Vê-se bem.

 

“Get Out” já está nas salas portuguesas.

Get Out - screenshot 8

Realizador: Jordan Peele

Argumentista: Jordan Peele

Elenco: Daniel Kaluuya, Allison Williams, Catherine Keener, Bradley Whitford, Caleb Landry Jones

 

Site – https://www.uphe.com/movies/get-out

 

Orçamento – 4.5 milhões de Dólares

Bilheteira (até agora) – 175 milhões de Dólares (USA); 241 (mundial)

 

Get Out - Poster 4

Primeiro filme de Jordan Peele.

Primeiro filme de Allison Williams.

 

Peele inspirou-se numa anedota de Eddie Murphy, quando ele falava sobre conhecer os pais da namorada.

Murphy iria ser o protagonista, mas Jordan Peele considerou-o demasiado velho para tal.

Peele usou como inspiração o filme de George A. Romero, “The Night of the Living Dead” (1968 – o protagonista era afro-americano).

Peele escreveu o filme na era Obama, pois acreditava que tal marcaria o fim do racismo nos USA. Mas devido aos crescentes actos violentos e racistas ocorridos no país, Peele decidiu retomar o projecto.

Filmado em 28 dias, no Alabama.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s