Bill Paxton – RIP (1955-2017)

Bill Paxton - Photo 1

 

Mais um Long Goodbye em Cinema.

Agora ao simpático Bill Paxton.

 

Bill nasce no Texas e move-se para Los Angeles aos 18 anos.

Arranja emprego na New World Pictures (gerida por Roger Corman) como set dresser.

Em 1975 faz a sua primeira aparição como actor – “Crazy Mama”, de Jonathan Demme.

 

Bill muda-se para Nova Iorque e estuda representação.

Bill Paxton - Aliens

Faz uma pequena aparição em “Stripes” (1981, de Ivan Reitman, com Bill Murray, John Candy, Harold Ramis, Warren Oates, P.J. Soles e Sean Young).

Em 1984, uma nova curta aparição, mas aqui tudo muda na sua carreira. O filme é “The Terminator” (de James Cameron, com Arnold Schwarzenegger).

Cameron fica com Bill debaixo de olho e logo o convida para um personagem central em “Aliens” (1986).

A partir daqui, a carreira de Bill vai subindo. Os títulos sucedem-se (muitos de sucesso) e, por vezes, pela mão de excelentes realizadores.

“Streets of Fire” (1984, de Walter Hill), “Weird Science” (1985, de John Hughes), “Near Dark” (1987, de Kathryn Bigelow), “The Last of the Finest” (1990), “Navy SEALs” (1990), “Predador 2” (1990),“Trespass” (1992, de Walter Hill), “One False Move” (1992), “Tombstone” (1993), “Apollo 13” (1995), “True Lies” (1994 – reencontro com Cameron e Schwarzenegger), “Twister” (1996), “Titanic” (1997 – reencontro com Cameron), “Mighty Joe Young (1998), “A Simple Plan” (1998, de Sam Raimi), “U-571” (2000), “Vertical Limit” (2000), “2 Guns” (2013), “Nightcrawler” (2014), “Edge of Tomorrow” (2014), são alguns dos seus filmes, muitos deles são grandes sucessos nas bilheteiras e na crítica.

 

Também andou por televisão – “Training Day”, “Agents of S.H.I.E.L.D.”, “Hatfields & McCoys”.

 

Em 2001 estreia-se como realizador no muito interessante e trágico “Frailty”.

 

Entre amigos e colegas tinha o nickname de “Wild Bill”, devido ao seu sentido de humor destravado e às muitas partidas que pregava.

Foi a primeira escolha para ser o personagem Robert Langdon em “The Da Vinci Code”, mas teve de recusar por conflitos de agenda.

Foi também a primeira escolha para “Godzilla”, “Jumanji”, “Jurassic Park” e “The Rocketeer”.

Quase que ficou com o protagonismo de “Darkman”. Mas Bill deu a dica a Liam Neeson e este foi preferido. Bill ficou meses sem falar a Neeson.

Bill Paxton - Photo 2

Bill Paxton era um actor capaz e versátil, que dava sempre simpatia e humor aos seus personagens (bons ou maus).

Perde-se um bom talento.

 

So Long, Bill.

Fica uma filmografia plena de muito bom entretenimento, animado pela alegria da tua simpatia.

 

Evocação:

 

Bill em “Aliens”

 

Bill em “True Lies”

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s