Sala Oculta (2016)

The Disappointments Room - Poster 1

 

Título original – The Disappointments Room

 

Terror com fantasmas à solta numa casa.

Kate Beckinsale enfrenta-os.

 

Uma família muda-se para uma nova casa.

Mas esta está ligada a um evento violento do passado.

Algumas das almas (penadas) andam pela casa.

Como as acalmar?

The Disappointments Room - screenshot 1

The Disappointments Room - screenshot 3

THE DISAPPOINTMENTS ROOM

Uma clássica ghost house story, a envolver uma família em busca de um novo começo de vida.

É um tema clássico do género, que já deu origem a diversos resultados.

The Disappointments Room - screenshot 4

Aqui, o resultado é (excessivamente mediano), carregado (permanentemente) por uma (grande) sensação de déjà vu.

 

A trama sobrenatural adivinha-se rapidamente sobre do que trata e como vai terminar.

O drama familiar é demasiado ligeiro.

 

Ou seja, nem susto nem emoção.

The Disappointments Room - screenshot 5

Kate Beckinsale (sempre linda; aqui de penteado loiro) defende-se bem, até com mais intensidade que a narrativa e a realização.

O petiz Duncan Joiner é muito natural.

 

A realização é meramente ilustrativa, sem rasgos nem capacidade de tensão. O que é pena – D.J. Caruso até já mostrou jeito para o suspense (“Disturbia”, em 2007).

James Wan dava muito jeito por aqui.

The Disappointments Room - screenshot 6

Nada de novo no género.

Apenas um (muito, mesmo) ligeiro entretenimento.

 

Vê-se…

 

“The Disappointments Room” está (por incrível que pareça) nas salas portuguesas.

(sim, porque isto é o típico telefilme ou produto para vídeo on demand)

 

THE DISAPPOINTMENTS ROOM

 

Realizador: D.J. Caruso

Argumentistas: D.J. Caruso, Wentworth Miller

Elenco: Kate Beckinsale, Mel Raido, Lucas Till, Duncan Joiner

 

Orçamento – 15 milhões de Dólares

Bilheteira – 2.4 milhões de Dólares (USA)

 

Trailer

 

The Disappointments Room - Poster 2

O filme tem filmagens nos mesmos locais (em Greensboro) onde se deram as de “Hellraiser 3”, “Children of the Corn 2” e “Cabin Fever”.

 

Lucas Till participa no segundo filme escrito por Wentworth Miller, depois de “Stoker” (2013).

Reencontro entre Miller (mas agora apenas como argumentista) e Kate Beckinsale, depois de “Underworld” (2003).

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s