A Estratégia da Aranha (1970)

Strategia del Ragno - Poster 4
Título original – Strategia del Ragno

 

Bernardo Bertolucci é um dos grandes Maestros del Cinema.

Eis um dos seus títulos com melhor reputação.

 

Athos Magnani regressa a Tara, terra de origem do seu pai, assassinado antes do nacimento de Athos.

À medida que Athos procura saber a verdade sobre o evento, descobre toda uma teia de mentiras.

Teias que irão afectar também Athos e na forma como ele se vê a si e ao seu pai.

Strategia del Ragno - screenshot 1

Strategia del Ragno - screenshot 3

O que poderia dar origem a um murder mystery revenge thriller transforma-se numa viagem de um filho à descoberta da memória do seu pai, com revivência de emoções e eventos.

 

Se o argumento serve para Bertolucci fazer um “passeio” psicológico/psiquiátrico, o cineasta aproveita também para fazer um ensaio artístico e estético à volta da cor e da luz, graças a um sublime trabalho visual do grande Maestro da imagem que é Vittorio Storaro.

 

Numa primeira visão, o filme espanta-nos pela ousadia artística.

Em visões sucessivas (que o filme agradece), o filme ganha muito nas (re)interpretações da narrativa.

 

Bertolucci também consegue fazer do filme uma certa reflexão sobre um momento da História de Itália, do Fascismo, da Resistência e Mussolini.

Strategia del Ragno - screenshot 4

Strategia del Ragno - screenshot 2

Obrigatório.

 

“Strategia del Ragno” não tem edição portuguesa e ainda está indisponível noutros mercados.

 

Strategia del Ragno - screenshot 5

Strategia del Ragno - screenshot 6

 

Realizador: Bernardo Bertolucci

Argumentistas: Bernardo Bertolucci, Eduardo de Gregorio, Marilù Parolini, inspirado pelo livro de Jorge Luis Borges (“Tema del Traidor y del Héroe”)

Elenco: Giulio Brogi, Alida Valli, Pippo Campanini, Franco Giovanelli, Tino Scotti

 

Strategia del Ragno - Poster 1

 

Clips

 

 

Filme

 

Bertolucci sobre o filme

 

Strategia del Ragno - Poster 2

O filme retira inspiração nas pinturas de Giorgio De Chirico (as imagens da povoação) e Antonio Ligabue (o genérico inicial mostra muitas das suas obras).

Está nos “1001 Movies You Must See Before You Die”, de Steven Schneider.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s