Hell Night (1981)

Hell Night - Poster 3
Perante o (enorme) sucesso (e influência) de “Halloween”, rapidamente pegou a moda do teen slasher.

Eis mais um título que vive à custa desse fenómeno.

Vindo do produtor de… “Halloween”.

 

Como final da praxe, um grupo de estudantes tem de passar a noite numa casa que se acredita assombrada.

Vários eventos se dão durante a noite, mas tudo parece ser acto dos “senhores doutores”.

Até que cadáveres começam a surgir.

Hell Night - screenshot 1

Hell Night - screenshot 4

História clássica de casa assombrada, combinada com a onda teen slasher, havendo espaço para humor.

 

Há bons sustos e o humor (ainda que ligeiro) funciona e descontrai.

 

A meia hora final é de grande tensão, sustos, peripécias e até algumas surpresas.

Hell Night - screenshot 5

Linda Blair é sempre querida para estas coisas e uma grande scream queen.

 

Resulta bem, mas com John Carpenter ou Sam Raimi aos comandos (na época, ambos estavam em pleno período de criatividade), teríamos algo mais irreverente, selvagem, criativo e de excelência.

Hell Night - screenshot 8

Hell Night - screenshot 7

Bom entretenimento.

 

Recomendável.

 

“Hell Night não tem edição portuguesa mas existe noutros mercados, a bom preço.

 

Hell Night - screenshot 9

Hell Night - screenshot 3

 

Realizador: Tom De Simone

Argumentista: Randy Feldman

Elenco: Linda Blair, Vincent Van Patten, Peter Barton, Kevin Brophy, Jenny Neumann, Suki Goodwin, Jimmy Sturtevant

 

Trailer

 

Hell Night - screenshot 2

Linda Blair esteve nomeada para “Pior Actriz”, nos Razzie 1982. “Perdeu” para Bo Derek (em “Tarzan, The Ape Man”) e Faye Dunaway (em “Mommie Dearest”).

“Melhores Efeitos Especiais”, em Sitges 1981.

Hell Night - screenshot 6

Encontro de peritos no campo do Terror:

  • Fotografia de Mac Ahlberg (“House”, “Prison”, “Re-Animator”, “From Beyond”).
  • Executive producer – Chuck Russell (“A Nightmare on Elm Street 3”, o remake de “The Blob”).
  • Produção de Irwin Yablans (“Halloween”).
  • Production Assistant – Frank Darabont (“The Walking Dead”, “The Mist”).

 

O local da acção é sempre o mesmo. Os locais de filmagens foram três – os exteriores em Redlands, Califórnia, os interiores em Pasadena, Califórnia, a festa foi feita em Los Angeles, Califórnia. A mansão é agora um museu em Redlands.

Na cena em que Peter Barton é atirado pelas escadas, o actor ficou mesmo ferido. A dor que ele mostra não é representação.

Os muitos corredores da cave eram apenas dois. Eram filmados por ângulos diferentes.

Filmado em 40 dias.

 

É o último filme da Compass International Pictures.

 

Na época de estreia, o filme foi mal recebido pela crítica. Hoje é alvo de culto.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s