A Lenda de Tarzan (2016)

The Legend of Tarzan - Poster 3
Título original – The Legend of Tarzan

 

Tarzan é uma figura mítica do Cinema e da Literatura.

Genial criação do grande Edgar Rice Burroughs, Tarzan já viu imensos rostos e versões (a Disney já lhe fez uma, numa estupenda e inovadora animação).

Eis uma nova versão.

 

John Clayton vive em Londres, a cuidar do património da sua família.

Um cientista pede-lhe ajuda no sentido de acabar com um tráfico de pedras preciosas e com a escravidão de um povo.

Relutante, Clayton acaba por se meter na contenta. Até porque a sua amada Jane foi raptada pelos vilões.

Clayton regressa a África e a um mundo que conhece e onde foi educado.

Um mundo que o conhece como Tarzan, o Rei da Selva.

LEGEND OF TARZAN

The Legend of Tarzan - screenshot 8

The Legend of Tarzan - screenshot 2

The Legend of Tarzan - screenshot 11

“The Legend of Tarzan” tenta ser menos fantasista e actioner que algumas das versões anteriores, procurando um maior realismo e dramatismo (à semelhança do que se tinha feito no belíssimo “Greystoke: The Legend of Tarzan, Lord of the Apes”, de 1984, de Hugh Hudson, com Christopher Lambert, Andie MacDowell, Ian Holm e Ralph Richardson – título de urgente redescoberta e revalorização, pois é a mais fiel e definitiva visão sobre o romance de Burroughs), aliado a uma consciência ecológica e humanitária bem pertinente nos dias de hoje.

 

Não estamos perante a típica origin story, pois os eventos já decorrem com Tarzan já adulto, formado e no mundo civilizado, deixando as explicações sobre o seu passado em flashbacks que surgem de forma adequada e não prejudicam o ritmo.

LEGEND OF TARZAN

TARZAN

The Legend of Tarzan - screenshot 3

Bom trabalho a nível de fotografia e de efeitos visuais.

 

Alexander Skarsgård não se sai muito mal como Tarzan, dando-lhe uma adequada dinâmica animal. Lamenta-se a incapacidade de transmitir emoção.

Christoph Waltz compõe aquele vilão escroque que ele tão bem sabe fazer, mas já soa a algo repetitivo face ao que o actor já fez.

Samuel L. Jackson continua no seu (habitual) registo cool, nada trazendo de novo ao personagem nem à galeria interpretativa do actor.

Margot Robbie até acaba por ser a raínha do filme, compondo uma Jane bem aguerrida, mas igualmente feminina.

_B4B2657.dng

LEGEND OF TARZAN

David Yates dirige com eficácia, equilibrando algum sentido clássico e alguma modernidade (algumas cenas de acção trazem alguma estética videogame), com laivos de criatividade (os tours pela selva e pelas árvores quando Tarzan faz swing permitem uma total deambulação por parte do espectador – algo que recorda o magnífico filme de animação feito pela Disney, um título também de redescoberta obrigatória), fazendo bom uso dos efeitos visuais.

The Legend of Tarzan - screenshot 12

Nada de novo nos é contado ou mostrado (alguns dos swings de Trazan pela selva parecem imitações dos passeios de Spider-Man por Nova Iorque), mas o filme cumpre, com total honestidade, o seu dever de entretenimendo.

 

Recomendável.

 

“The Legend of Tarzan” ainda está nas salas portuguesas.

 

_B4B1734.dng

 

Realizador: David Yates

Argumentistas: Adam Cozad, Craig Brewer, a partir do romance de Edgar Rice Burroughs

Elenco: Alexander Skarsgård, Christoph Waltz, Samuel L. Jackson, Margot Robbie, Jim Broadbent, Djimon Hounsou

 

Site – http://legendoftarzan.com/

 

Orçamento – 180 milhões de Dólares

Bilheteira (até agora) – 124 milhões de Dólares (USA); 335 (mundial)

 

The Legend of Tarzan - Poster 5

Alexander Skarsgård aceitou fazer o filme para impressionar o seu pai (Stellan Skarsgård), grande fã de Tarzan.

 

Michael Phelps (campeão olímpico de natação) foi ponderado como Tarzan. Johnny Weissmuller, o mais famoso Tarzan, também foi campeão olímpico de natação.

Emma Stone recusou ser Jane.

Jessica Chastain ia ser Jane, mas devido ao atraso do início das filmagens, a actriz abandonou o projecto.

Guillermo del Toro e Stephen Sommers estiveram envolvidos no filme, numa fase prévia de pré-produção.

Gary Ross e Susanna White foram ponderados como realizador.

 

David Yates teve sempre em mente Skarsgård como protagonista.

Skarsgård derrotou candidatos como Henry Cavill, Tom Hardy e Charlie Hunnam.

Skarsgård foi sujeito a um rigoroso treino e dieta de 5 meses.

 

Numa primeira fase, o argumento seguia duas obras de Edgar Rice Burroughs – “The Return of Tarzan” e “Tarzan and the Jewels of Opar”.

John Hurt participou no filme, mas as suas cenas ficaram de fora da montagem final.

Reencontro entre Christoph Waltz e Samuel L. Jackson, depois “Django Unchained” (2012).

 

Nenhum animal foi utilizado. Todos os animais visíveis são criação por efeitos digitais.

Nos momentos em que Tarzan balanceia pela selva, este é uma animação digital, inspirada por um artista do Cirque du Soleil.

 

O filme é dedicado a Jerry Weintraub, um dos mais relevantes produtores de Hollywood dos último 30 anos. Faleceu em Junho de 2015. Este foi o seu último filme.

Tarzan - Dark Horse - Comic Cover

Baseado num comic da Dark Horse Comics.

https://www.darkhorse.com/Search/tarzan

 

The Legend of Tarzan - Poster 2

Tarzan no Cinema

http://www.listchallenges.com/tarzan-of-the-movies

http://www.cheatsheet.com/entertainment/5-best-tarzan-movies-ever-made.html/?a=viewall

http://www.tarzanmovieguide.com/tarzan_modern.htm

https://letterboxd.com/sailordanae/list/tarzans-complete-list-of-films/

 

Os rostos de Tarzan

https://reelrundown.com/celebrities/Actors_Who_Have_Played_Tarzan

 

Tarzan - Book Cover

Sobre Edgar Rice Burroughs

https://www.edgarriceburroughs.com/

http://www.tarzan.org/

http://www.goodreads.com/author/show/10885.Edgar_Rice_Burroughs

http://www.telegraph.co.uk/films/2016/07/06/xenophic-hack-or-master-storyteller-the-wild-world-of-edgar-rice/


The Legend of Tarzan - Poster 6

2 comments on “A Lenda de Tarzan (2016)

  1. HSLR diz:

    Muito obrigada pela crítica. O filme está na minha lista, mas sem grande urgência. PS: Gosto que deixes trivia e outros tópicos informativos quando escreves sobre os filmes, é um extra interessante, e eu gosto! Continua!

    • hussardo diz:

      Muito obrigado pela tuas palavras, Helena.
      (são e és sempre bem-vinda(s))
      O filme vê-se muito bem. Nada de extraordinário (enquanto filme, no género e na galeria cinematográfica Tarzan), mas cumpre o entretenimento com honestidade e profissionalismo.
      Recomendo mesmo é a versão de 1984 e, claro, a saga com Johnny Weissmuller.
      Sem esquecer, como é óbvio, a magnífica versão animada da Disney.

      Sim, sempre que posso, encontro, descubro, sei, procuro sempre colocar algo extra sobre o filme, à volta dele ou nas filmagens.
      Há sempre detalhes interessantes.
      A tua reacção mostra que há quem mais ache tal relevante.

      Mais uma vez Obrigado.
      Volta sempre. E diz sempre algo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s