Fora de Controlo (2010)

Edge of Darkness - Film - Poster 2
Título original – Edge of Darkness

 

A divulgação do trailer do novo filme de Mel Gibson (como realizador) é um bom motivo para se rever o filme que marcou o seu regresso ao activo (como actor).

Gibson tinha feito uma pausa na interpretação depois de “Signs” (2002, de M. Night Shyamalan, que se revelou um grande sucesso nas bilheteiras – o maior de Gibson e um dos maiores de Shyamalan – e uma das melhores interpretações do actor).

O seu regresso foi com este trepidante “Edge of Darkness”.

Gibson regressa a um género de cinema que domina (o thriller policial) e a um tipo de personagens que faz de olhos fechados (violentos, à beira do limite, emotivos, homens de família).

 

Thomas Craven é um veterano polícia de Boston, da área dos Homicídios, com um curriculum impoluto.

A visita da sua filha, com quem tem um relacionamento distante, poderia marcar um sinal de reconciliação.

Na noite do regresso, Emma é assassinada. Craven acredita que o alvo era ele, inicia uma investigação e uma cruzada vingativa.

A investigação revela-lhe pormenores da vida de Emma, que Craven nunca imaginou. Para além disso, Craven descobre uma conspiração que envolve o governo e interesses de corporações privadas.

Edge of Darkness - Film - screenshot 1

Edge of Darkness - Film - screenshot 3

Se outro mérito não tivesse, “Edge of Darkness” seria registado pelo regresso à representação de Mel Gibson, ao fim de oito anos.

Mas não faltam motivos de celebração com este intenso “Edge of Darkness”.

Edge of Darkness - Film - screenshot 5

Edge of Darkness

Gibson regressa em grande, com aquela que considero a sua melhor interpretação de sempre (vejam-se os diversos momentos em que ele salta da dor para a raiva, o calor paternal com a filha em contraste com a brutalidade quando se confronta com os seus inimigos) – perfeitamente ao nível das de “Mad Max”, “Lethal Weapon”, “Braveheart”, “Ransom”, “The Patriot”.

Edge of Darkness - Film - screenshot 8

Edge of Darkness - Film - screenshot 6

Martin Campbell (a passar por um bom momento de forma, depois do excelente “Casino Royale” – provavelmente, o melhor filme da saga 007) realiza de forma muito competente (ao ver o filme senti-me como se estivesse a ver os grandes filmes do género, feitos nos 70`s pelo grande Don Siegel), com excelente sentido de ritmo (embora muito “fora de moda”, pois é suave, ainda que tenso, e não uma alucinada sucessão de planos e imagens que só confundem o espectador; a montagem é do sempre competente Stuart Baird), sabendo equilibrar entre o emocional (os momentos entre Thomas & Emma), o espectacular (a cena do “atropelamento” e o que se segue) e o violento (a morte de Emma é de um tremendo impacto; a confrontação final entre Craven e os seus inimigos é brutal).

Edge of Darkness - Film - screenshot 2

Edge of Darkness - Film - screenshot 12

Bom trabalho do restante elenco (Winstone inquieta pois sabe-se que vai explodir a qualquer momento, Huston irrita pela sua altivez, Novakovic cativa pela sua candura).

 

Envolvente música do grande Howard Shore.

Muito boa fotografia do grande Phil Meheux.

Edge of Darkness - Film - screenshot 9

Edge of Darkness - Film - screenshot 10

O argumento (no qual anda William Monahan, o autor de “The Departed”, de Martin Scorsese), apesar de se mover por áreas já muitas vezes exploradas em cinema, é robusto, bem estruturado e sabe dar espaço aos personagens, à lógica da progressão dos eventos e àquilo que se chama de action.

Edge of Darkness - Film - screenshot 7

Edge of Darkness - Film - screenshot 13

Recomendo a (re)descoberta da série televisiva. O filme faz-lhe uma excelente homenagem (algo que já tinha acontecido no ano anterior com “State of Play” – um excelente thriller jornalístico, a partir de uma excelente série televisiva). Onde quer que esteja, Troy Kennedy Martin (autor da série televisiva, falecido em 2009; é um dos mais importantes argumentistas dos 70`s em matéria de policiais – é dele a referencial série “The Sweeney”) estará orgulhoso desta excelente adaptação cinematográfica.

Edge of Darkness

Um excelente thriller policial.

Um magnífico comeback de Mel Gibson (a mostrar, mais uma vez, que merece estar entre os maiores actores de sempre).

 

Foi um dos melhores filmes de 2010.

Edge of Darkness - Film - screenshot 14

Muito recomendável.

 

“Edge of Darkness” tem edição portuguesa e está a preço bem controlado.

 

Edge of Darkness - Film - screenshot 15

 

Realizador: Martin Campbell

Argumentistas: William Monahan, Andrew Bovell, a partir da série televisiva criada por Troy Kennedy-Martin

Elenco: Mel Gibson, Ray Winstone, Danny Huston, Bojana Novakovic, Jay O. Sanders, Frank Grillo

 

Site – http://www.warnerbros.com/edge-darkness

 

Orçamento – 80 milhões de Dólares

Bilheteira – 43 milhões de Dólares (USA); 81 (mundial)

 

Edge of Darkness - Film - Poster 1

É o filme que marca o regresso de Mel Gibson como actor, após uma pausa de oito anos.

 

O filme é baseado numa série televisiva, de 1985, com o mesmo título, protagonizada por Bob Peck. Foi um enorme sucesso (público e crítico), ganhou imensos prémios (BAFTA para “Melhor Série Dramática” e “Melhor Actor”) e goza hoje de algum estatuto de culto. Foi realizada pelo próprio Martin Campbell, que sempre sonhou em levá-la ao grande ecran. Gibson sempre foi grande fan da série e esta adaptação foi um bom motivo para o seu regresso à frente das câmaras.

 

Ray Winstone substituiu Robert De Niro, que abandonou o set no início de filmagens, devido a conflitos criativos com Campbell.

John Corigliano era o compositor inicial. O seu score foi rejeitado quando a refilmagem de várias cenas tornou o filme mais actioner. Corigliano não se mostrou interessado em criar um novo score (achou que o filme final não era aquele para o qual tinha sido chamado), pelo que Howard Shore foi convocado.

Joe Don Baker, co-protagonista da série original e amigo de Martin Campbell (realizador do filme e da série) manifestou-se contra o filme, pois achava que numa metragem tão “curta” não seria possível desenvolver, com detalhe e profundidade, os eventos e os personagens como na duração de uma (mini-)série.

Edge of Darkness - TV Series - Poster 1

Sobre a série televisiva


Edge of Darkness - Film - Poster 3

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s