A Guerra das Estrelas: Episódio VII – O Despertar da Força (2015)

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - Poster 3
Título Original – Star Wars: Episode VII – The Force Awakens

 

A saga mais popular do Cinema está de volta.

32 anos depois do seu fim da fase intermédia (com “Return of the Jedi”). 10 anos depois do fim do início (“Revenge of the Sith”).

Os personagens da saga intermédia (narrativamente falando; cinematograficamente falando, é a primeira) estão de volta (mais envelhecidos) e novos personagens entram em cena.

É o início de uma nova trilogia (a concluir em 2019).

 

32 anos depois da batalha final entre a Aliança Rebelde e o Império, a paz parece estar presente naquela galáxia.

Mas por pouco tempo.

Restos do Império renascem e voltam a ameaçar a Galáxia.

A Aliança Rebelde tem de se reorganizar. A Força tem de despertar. Uma nova guerra nas estrelas vai começar.

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 20

Depois da desgraça que foi a segunda trilogia (segunda, do ponto de vista cinematográfico; a primeira, do ponto de vista narrativo) – admita-se, aquilo foi mais videogame e menos filme – era compreensível que se esperasse o pior deste novo “Star Wars”.

 

Mas nada a temer.

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 26

Muito do elenco da trilogia original (a melhor e a mais popular) regressa.

J.J. Abrams já mostrou que sabe revitalizar franchises (assinou o reboot de “Star Trek”).

No argumento estão Lawrence Kasdan (alguém que conhece este universo – escreveu os Episodes V e VI – “The Empire Strikes Back” e “Return of the Jedi”) e Michael Arndt (“Toy Story 3”).

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 4

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 2

Consciente do desafio e do que estava em jogo, J.J. Abrams procurou agradar aos novos e “velhos” (os que eram putos durante a trilogia original), trazendo de volta aquilo que marcou a saga – a criação de um mundo que permite a evasão, personagens com quem o público se identifica, sonha e idealiza, doses generosas de acção e humor, criaturas insólitas e divertidas, mas tudo com um sabor old school, dando a ilusão que tudo é real e não um videogame.

 

E é todo esse espírito clássico (de Cinema e da saga) que este Episode VII retoma e recria.

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 5

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 6

Quanto ao argumento, este consegue alargar o conceito de forma lógica e coerente (embora não seja difícil ver aqui ecos narrativos dos Episodes IV e V).

 

Muitas são as homenagens ao filme inicial:

O tom – all family entertainmetnt.

Visual – old school, shoot-out locations, miniature effects, as criaturas, os destroços das naves vistas nos confrontos dos Episódios IV, V e VI, as perseguições combates aéreo-espaciais.

Narrativo – o alinhamento da história, a protagonista (misto de Luke e Leia), o piloto (a recordar Han Solo), a relevância dos protagonistas da saga original, a presença dos incontornáveis robots R2-D2 e C-3PO.

Técnico – o robot BB-8 é um querido e um prodígio de robótica.

Há surpresas no argumento, à volta de alguns personagens (quem são e de quem descendem), há dúvidas sobre alguns (quem são e de quem descendem) e muita expectativa à volta de um personagem.

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 7

John Williams regressa a uma saga que ele tão conhece e sabe musicalizar.

Compõe uma nova e excelente banda sonora.

E quanta nostalgia surge quando se ouve o clássico Main Theme.

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 15

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 16

wallup.net

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 3

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 9

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 19

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 21

Dá gosto voltar a ver Harrison Ford em grande forma, a um personagem que ele criou (em todos os sentidos) e deu estatuto.

(é sempre hilariante e sentimental ver a sua química com Chewie).

Carrie Fisher já não é a Princesa de outrora (a idade passa), mas continua aguerrida.

(e é sempre uma felicidade vê-la a guerrear com Ford).

Mark Hamill traz uma das grandes surpresas do filme.

Daisy Ridley é muito querida e sai-se muito bem como protagonista, sabendo traduzir toda a inocência, fome de aventura e coragem da personagem.

Oscar Isaac é uma surpresa como Squadron Leader.

Adam Driver impressiona como vilão, retomando assim a (boa) tradição da saga, criado o melhor vilão desde Darth Vader (o dos Episodes IV, V e VI; quanto menos se falar de Hayden Christensen como Anakin Skywalker, futuro Darth Vader – visto nos Episodes II e III -, melhor).

Dá-se uma alegria imensa ao revermos dois dos mais adoráveis compinchas do Cinema e da saga – os adoráveis robots R2-D2 e C-3PO.

A juntar-se à ilustre galeria está o novo e adorável robot – o BB-8.

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 18

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 11

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 25

J.J. Abrams dirige com ritmo e competência, sabendo aliar o moderno e o clássico, o espectáculo e o relevo humano, em perfeito tom de space opera clássica, bem como com o tom dos filmes originais da saga.

 

O resultado final é verdadeiramente exhilarating, fazendo de “Star Wars VII” uma verdadeira rollercoaster de nostalgia, adrenalina, emoção e evasão, que entretém e sabe reunir gerações.

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 29

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 28

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 27

A saga está renascida e em bom rumo.

 

Obrigatório.

 

“Star Wars: Episode VII – The Force Awakens” já está no mercado doméstico (em edições plenas de extras), onde promete números tão épicos como os atingidos nas salas.

 

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - screenshot 13

 

Realizador: J.J. Abrams

Argumentistas: Lawrence Kasdan, J.J. Abrams, Michael Arndt, a partir de personagens criados pro George Lucas

Elenco: Harrison Ford, Mark Hamill, Carrie Fisher, Adam Driver, Daisy Ridley, John Boyega, Oscar Isaac, Lupita Nyong’o, Andy Serkis, Domhnall Gleeson, Anthony Daniels, Max von Sydow, Peter Mayhew, Simon Pegg

 

Site – http://www.starwars.com/the-force-awakens

 

Orçamento – 245 milhões de Dólares

Bilheteira – 963 milhões de Dólares (USA); 2 biliões de Dólares (mundial)

(“Star Wars: Episode VII – The Force Awakens”) torna-se assim o maior sucesso de sempre nos USA (superou “Titanic” e “Avatar”), mas é o terceiro a nível mundial (os dois filmes de James Cameron ainda dominam)

 

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - Poster 12

Sobre “Star Wars”

 

Canal YouTube

https://www.youtube.com/user/starwars

 

O jogo “Battlefront”

http://starwars.ea.com/pt_BR/starwars/battlefront?utm_campaign=swbf_hd_pt_gam_srch_ggl_prospecting-sw-brand-gen4pc-e&utm_medium=cpc&utm_source=google&utm_term=star%20wars&sourceid=swbf_hd_pt_gam_srch_ggl_prospecting-sw-brand-gen4pc-e&gclid=COSXoaD0wckCFQeNGwodyq8Dpg

 

O jogo “Old Republic” – http://www.starwarstheoldrepublic.com/

 

“Star Wars”, by LEGO – http://www.lego.com/en-us/starwars

 

Trivia – https://www.reddit.com/r/StarWars/

 

Geek Site http://www.thinkgeek.com/star-wars/

 

Nerd sites

http://br.starwars.com/

http://giphy.com/search/star-wars

 

Sobre BB-8

http://www.howbb8works.com/

http://store.sphero.com/products/bb-8-by-sphero

http://www.sphero.com/starwars

 

 

 

O Main Theme

 

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - Poster 9

“Melhores Efeitos Visuais”, nos BAFTA 2016.

“Melhor Filme de Ficção Científica”, “Melhor Actor” (Harrison Ford, tendo derrotado o também protagonista John Boyega), “Melhor Actor Secundário” (Adam Driver) “Melhor Argumento”, “Melhor Música”, “Melhor Montagem”, “Melhor Caracterização”, “Melhores Efeitos Especiais”, nos Prémios Saturn 2016. J.J. Abrams esteve nomeado para “Melhor Realizador”, mas perdeu para Ridley Scott por “The Martian”. Daisy Ridley tentou ser a “Melhor Actriz”, mas Charlize Theron foi preferida (por “Mad Max: Fury Road”). Carrie Fisher e Lupita Nyong’o tentaram ser “Melhor Actriz Secundária”, mas perdeu para Jessica Chastain em “Crimson Peak”.

“Filme do Ano”, nos Prémios AFI 2016.

“Melhor Filme de Ficção Cientifica/Fantasia”, “Melhor Realizador”, “Melhor Newcomer Masculino” (John Boyega), “Melhor Newcomer Feminino” (Daisy Ridley), “Melhores Efeitos Visuais”, nos Prémios Empire 2016

“Melhor Filme de Ficção Científica do Ano”, “Melhor Estreante do Ano” (Daisy Ridley), “Melhores Efeitos Visuais do Ano”, “Melhor Poster do Ano”, Melhor Trailer do Ano”, “Melhor Cena do Ano”, nos Prémios Golden Schmoes 2015. A frase “Chewie, we’re home” tentou ser a “Melhor Line do Ano”, mas perdeu para “Oh, what a day! What a lovely day!” de “Mad Max: Fury Road”.

“Música do Ano”, “Composição do Ano”, “Melhor Música para Filme de Ficção Científica/Terror/Fantasia”, nos Prémios International Film Music Critics 2015.

“Filme Favorito”, nos Prémios Kids’ Choice 2016.

“Filme do Ano”, “Melhor Estreante” (Daisy Ridley) e “Melhor Vilão” (Adam Driver), nos Prémios MTV Movie 2016.

“Melhores Efeitos Visuais”, “Melhores Efeitos Sonoros”, nos Prémios da Online Film & Television Association 2016.

“Melhores Efeitos Visuais”, nos Prémios da Visual Effects Society 2016.

Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - Poster 10

O filme é uma continuação de “Return of Jedi” (o Episode VI), explicando o que ocorreu ao longo destes 30 anos.

 

A saga vai continuar em 2017 com o Episode VIII (realizado por Rian Johnson – “Looper”) e vai terminar em 2019 com o Episode IX (realizado por Colin Trevorrow – “Jurassic World”).

Pelo meio teremos duas origin story:

  • “Rogue One: A Star Wars Story”, realizado por Gareth Edwards (“Godzilla”), que focará os primórdios do Império e da Resistência. Estreia no final de 2016.
  • Um filme sobre a infância, adolescência e início de vida adulta de Han Solo, sendo realizado pela dupla Phil Lord & Christopher Miller (“Cloudy with a Chance of Meatballs”, “Cloudy with a Chance of Meatballs 2”, “21 Jump Street”, “22 Jump Street”, “The Lego Movie”). Estreia no final de 2018.

 

 

A saga fica assim dividida da seguinte forma:

  • Prequel Trilogy – “Star Wars: Episode I – The Phantom Menace” (1999), “Star Wars: Episode II – Attack of the Clones” (2002), “Star Wars: Episode III – Revenge of the Sith” (2005), “Star Wars: The Clone Wars” (2008) e “Star Wars: Rebels” (2014).
  • Original Trilogy – “Star Wars: Episode IV – A New Hope” (1977), “Star Wars: Episode V – The Empire Strikes Back” (1980), “Star Wars: Episode VI – Return of Jedi” (1983) e “Star Wars: Battlefront” (2015).
  • New Trilogy – Episode VII, Episode VIII e Episode IX.

 

 

Os seis filmes anteriores foram produzidos pela 20th Century Fox. Agora, é a Disney que controla o universo “Star Wars”.

Em Outubro de 2012, a Disney comprou a LucasFilm e todo o seu legado, por 4 biliões de Dólares.

 

Brad Bird e Matthew Vaughn foram ponderados como realizadores. Bird rejeitou para se dedicar a “Tomorrowland”, Vaughn saiu por conflitos criativos (ao que parece, o nível de violência que ele ia colocar no filme era algo elevado para os padrões da Disney).

Outros realizadores ponderados foram Steven Spielberg, Guillermo del Toro, Peter Jackson, Christopher Nolan, Ben Affleck, Joss Whedon, Rian Johnson e James Cameron. Johnson está convocado para a escrita e realização de “Star Wars: Episode VIII” (2017).

Inicialmente, o argumento de Michael Arndt seguia ideias que George Lucas já tinha delineado no passado (quando Lucas criou “Star Wars”, tinha sempre o projecto de 9 filmes). O argumento sofreu alterações por parte de J.J. Abrams e Lawrence Kasdan.

Foram necessários 7 meses de auditions para a escolha final do elenco.

 

J.J. Abrams volta a ter a colaboração do seu Director of Photogrtaphy habitual – Dan Mindel (“Mission Impossible III”, “Star Trek”, “Star Trek: Into Darkness”).

Filmado em película 35mm (à semelhança dos filmes originais). Certas cenas foram filmadas em 70mm e com câmaras IMAX.

Filmado em 2-D, convertido depois para 3-D.

Deu-se preferência a filmar em cenários reais e o uso de miniature effects (evocando assim os episódios originais) em detrimento do green screen e muitos efeitos digitais. Alguns robots são reais e criados de propósito para o filme.

Quando se filmou o momento em que Harrison Ford (Han Solo) e Peter Mayhew (Chewbacca) aparecem em cena no Millennium Falcon, todo o set estava estarrecido, devido ao poder icónico dos personagens e da cena.

 

John Williams, o genial compositor dos magníficos scores dos seis filmes anteriores, está de volta.

 

Max von Sydow junta-se à ilustre galeria de actores oscarizados ou nomeados, que já entraram em “Star Wars” – James Earl Jones (episódios IV, V e VI), Alec Guinness (episódio IV), Harrison Ford (episódios IV, V e VI), Liam Neeson (episódio I) e Samuel L. Jackson (episódios I, II e III).

 

Falou-se que Jar Jar Binks (o tão, estupidamente, controverso personagem de “Star Wars: Episode I – The Phantom Menace”) poderia fazer um cameo.

O novo robot BB-8 é inspirado nos primeiros esboços de Ralph McQuarrie para R2-D2.

Os novos X-Wing derivam de desenhos elaborados por Ralph McQuarrie e Joe Johnston para o “Episode IV”, mas que nunca foram usados.

 

Um fã da saga, em fase terminal devido a doença incurável, teve direito a ver uma versão prévia do filme. J.J. Abrams já tinha feito algo semelhante com “Star Trek: Into Darkness”.


Star Wars - Episode VII - The Force Awakens - Poster 30

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s