A Noite das Facas Longas (1983)

House of Long Shadows - Poster 1
Título Original – House of the Long Shadows

 

Peter Cushing.

Christopher Lee.

Vincent Price.

John Carradine.

 

Quatro dos maiores Monstros do Cinema.

Juntos, no mesmo filme.

(Bons) Motivos para uma noite cinéfila.

 

Um escritor americano parte para uma mansão no País de Gales, no sentido de vencer uma aposta – escrever um livro, na linha de “Wuthering Heights”, em menos de 24 horas.

A aposta fica para segundo plano, pois o escritor descobre que a mansão é habitada por pessoas bem bizarras, que se reúnem naquela noite para celebração de um evento trágico.

Estranhos acontecimentos começam.

E a mortes surgem.

House of Long Shadows - screenshot 7

House of Long Shadows - screenshot 10

Um muito agradável scary movie, de moldes clássicos, em tom de old manor murder mystery ghost story.

Simples e directo na sua narrativa, o filme procura mais a atmosfera (conseguida) do que a inovação ou renovação.

House of Long Shadows - screenshot 9

House of Long Shadows - screenshot 8

Há lugar para algum humor e mesmo para um par de twists (um bem inserido no mistério em causa; o outro é mais cinéfilo, procurando piscar o olho ao espectador, mostrando-lhe o quanto houve diversão nas filmagens).

MSDHOOF EC116

MMDHOOF EC004

Christopher Lee, Peter Cushing, Vincent Price e John Carradine já eram gigantescas lendas vivas do Cinema, na época.

Aqui estão inteiramente à vontade, com personagens simples, que vivem mais do carisma e presença dos seus actores do que algum relevo digno do estatuto das quatro estrelas.

Temos de esperar bastante tempo para vermos os quatro monstros em acção, juntos (cada um entra em cena de 10 em 10 minutos – Carradine é o primeiro, Lee é o último).

House of Long Shadows - screenshot 11

House of Long Shadows - screenshot 3

O restante elenco mostra-lhes veneração.

 

Boa fotografia e cenografia.

House of Long Shadows - screenshot 12

House of Long Shadows - screenshot 6

Pete Walker privilegia a atmosfera, conseguindo sempre bom ambiente, onde se acredita que algo de terrível vai acontecer.

MMDHOOF EC003

House of Long Shadows - screenshot 13

“House of the Long Shadows” não é o grande filme que a reunião destes quatro monstros merecia. Mas consegue ser um bom momento festivo para o cinéfilo e os fãs.

 

Recomendável.

 

“House of the Long Shadows” não tem edição portuguesa, mas pode ser encontrado noutros mercados, a preço jeitoso.

 

House of Long Shadows - Promo Photo 1

 

Realizador: Pete Walker

Argumentista: Michael Armstrong, a partir do romance de Earl Derr Biggers e da peça de George M. Cohan

Elenco: Peter Cushing, Vincent Price, Christopher Lee, John Carradine, Desi Arnaz Jr., Sheila Keith, Julie Peasgood, Richard Todd, Louise English, Diana Caulder

 

Orçamento – 7.5 milhões de Dólares

 

House of Long Shadows - Promo Photo 6

 

Trailers

 

House of Long Shadows - Poster 6

“Melhor Actor” (Vincent Price, Peter Cushing, Christopher Lee, John Carradine), “Melhor Argumento”, em Sitges 1983.

Esteve nomeado para “Melhor Filme”, no FantasPorto 1984. Perdeu para “Le Dernier Combat”, de Luc Besson.

House of Long Shadows - Promo Photo 4

Era o 24º filme onde Christopher Lee e Peter Cushing contracenavam juntos. Seria também o último.

É o único filme que conseguiu juntar Vincent Price, Christopher Lee, Peter Cushing e John Carradine, verdadeiras lendas do Cinema e do Cinema de Terror.

 

A peça de George M. Cohan tinha o título de “Seven Keys to Baldpate”. Estreou em Setembro de 1913, no Astor Theater. Durou 320 representações.

O livro de Earl Derr Biggers intitula-se “Seven Keys to Baldpate” e foi publicado em 1913.

 

Elsa Lanchester ia participar, mas estava demasiado doente para se deslocar para Londres (local das filmagens).

Peter Sinclair foi ponderado como realizador.

Stanley Myers foi convidado para compor a música.

Louise English foi chamada por Benny Hill.

Vincent Price foi convidado e aceitou antes do argumento estar escrito.

 

É o último filme de Pete Walker.

É o último filme de Richard Todd.

 

Passa-se no País de Gales, mas foi filmado em Hampshire, Inglaterra, no Rotherfield Park, numa mansão rural.

Filmado em 5 semanas.

Ao fim de três semanas já tinha o seu orçamento esgotado.

Produção da lendária Canon – Yoram Globus e Menahem Golan (os bosses) nunca leram o argumento.

As ordens eram de filmar o filme no estilo Hammer (relevante estúdio inglês, ligado ao Terror, que muito marcou e inovou o género, onde Cushing e Lee eram grandes estrelas, tendo feito dezenas de filmes).

 

John Carradine chegou a adormecer durante uma cena de um jantar.

Todo o cast & crew adorou trabalhar com Peter Cushing.

 

John Carradine tinha mais 5 anos que Vincent Price, mais 7 que Peter Cushing e mais 14 que Sheila Keith. Carradine interpreta o pai dos três. Curiosamente, todos faleceriam na faixa dos 80s – 82, 82, 81 e 84, respectivamente.
MSDHOOF MG002

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s