Demolidor – O Homem Sem Medo (2003)

Daredevil - Film - Poster 1
Título Original – Daredevil

 

Daredevil é um dos grandes personagens do Universo Marvel.

Com a crescente moda de adaptações de super-heróis, era uma questão de tempo até ser adaptado.

Ei-la.

Ben Affleck (ainda muito antes da sua consagração como realizador, bem como a sua evolução como actor) protagoniza.

É um bom motivo para revermos este filme.

Seja para o reavaliar (dado que na época de estreia, o filme foi muito hostilizado), seja para aproveitar a (excelente) performance de Affleck como Batman no recente “Batman v Superman: Dawn of Justice”.

 

Matt Murdock fica cego, ainda criança.

Mas a perda de visão leva-o a um híper-desenvolvimento dos outros sentidos, permitindo-lhe também uma “visão” como um radar.

Já em adulto, Matt torna-se um esmerado advogado dedicado aos mais desfavorecidos.

Mas tal trabalho não chega.

Matt torna-se também num herói, a quem chamam de Daredevil, que procura, por todos os meios, tornar a zona de Hell`s Kitchen como um lugar seguro e livre de senhores do crime.

Daredevil - Film - screenshot 1

Daredevil - Film - screenshot 2

Apesar de ter sido, na época, um bombo de festa (para os fãs do herói e dos críticos), o filme até é bem melhor do que aquilo de que foi acusado.

 

É certo que somos brindados com alguns momentos ridículos (a confrontação entre Matt e Elektra, como forma de engate) e outros mal delineados (algumas cenas de acção oscilam entre o videoclip e o videogame), mas “Daredevil” consegue, a momentos, evocar o punch dos crime dramas/thrillers urbanos dos 70s.

É um bom superhero actioner, aqui e ali com elementos de crime thriller e film noir, onde se tenta dar alguma densidade dramática nas emoções, motivações e relações dos personagens.

Há algum respeito pela bd (nomeadamente pela fase Frank Miller), no tom e nos eventos, mas o filme acaba por ser (demasiado) “redondinho” e certinho, sem grandes defeitos, mas sem grandes virtudes (rasgos na realização, tom da narrativa e de visual, força nas interpretações).

Daredevil - Film - screenshot 3

Daredevil - Film - screenshot 4

Ben Affleck até não se sai mal, conseguindo alguma emoção e heroísmo.

Jennifer Garner é apenas bonitinha e elegante.

Michael Clarke Duncan é gigantesco e adequado a Kingpin, mas pouco lhe é pedido para além de presença.

Colin Farrell aproveita o seu personagem para cabotinar em grande.

Daredevil - Film - screenshot 5

Daredevil - Film - screenshot 6

Recomendável.

 

Aconselho o Director`s Cut, com quase mais 30 minutos, onde se desenvolve mais o tom emocional, humano e violento da narrativa.

Algumas cenas de acção são mais violentas (o realizador teve de as atenuar para o Theatrical Cut, a pedido do estúdio produtor), há cenas mais longas entre Matt (ainda criança) e o pai, há mais momentos com Matt (ainda criança) a testar os seus poderes, bem como mais tempo para interacção entre os diversos personagens, dando assim mais ênfase às relações.

Posso dizer-vos que o Director`s Cut é um novo filme face ao Theatrical Cut, conseguindo assim corrigir e melhorar a opinião que se tinha perante o cut inicial.

Daredevil - Film - screenshot 9

Daredevil - Film - screenshot 8

Daredevil - Film - screenshot 13

“Daredevil” não é a desgraça que se dizia na altura, mas não é o (grande) filme que Daredevil merecia/merece.

Felizmente que a Netflix produziu uma (excelente) série televisiva dedicada ao herói “cego”, que muito o honra (bem como a fase desenvolvida por Frank Miller) – já terminou a Season 1 e prepara-se para a Season 2 (onde vai surgir Elektra e The Punisher).

Daredevil - Film - screenshot 11

Daredevil - Film - screenshot 12

 

“Daredevil” tem edição portuguesa e noutros mercados. Os preços andam “demolidores”.

 

Daredevil - Film - screenshot 14

 

Realizador: Mark Steven Johnson

Argumentista: Mark Steven Johnson, a partir do personagem criado por Stan Lee e Bill Everett

Elenco: Ben Affleck, Jennifer Garner, Colin Farrell, Michael Clarke Duncan, Jon Favreau, Scott Terra, Ellen Pompeo, Joe Pantoliano, Leland Orser, Derrick O’Connor, David Keith

 

Trailer

 

Orçamento – 78 milhões de Dólares

Bilheteira – 102 (USA); 179 (mundial)

 

Daredevil - Film - Poster 2

“Melhor Música” (Graeme Revell), nos Prémios BMI 2003.

“Melhor Performance Feminina” (Jennifer Garner), nos Prémios MTV Movie 2003.

“Pior Actor” (Ben Affleck), nos Razzie 2004.

“Melhor Vilão” (Colin Farrell), nos Teen Choice 2003.

Daredevil - Comics - 1

Sobre a Marvel

http://marvel.com/

 

Sobre Daredevil

http://marvel.com/characters/11/daredevil

http://marvel.wikia.com/wiki/Daredevil

Daredevil - Comics - 6

O argumento segue a fase da bd criada por Frank Miller. Miller pôs Kingpin (que vinha do Universo de Spider-Man, sendo um dos seus principais inimigos) como vilão principal. Miller deu um acrescento romântico com a personagem de Elektra.

Daredevil surge em Abril de 1964. Tinha um visual diferente (o fato era amarelo e vermelho).

Criou uma enorme amizade com Spider-Man. Cada um sabe a identidade secreta do outro.

 

Ben Affleck ficava mesmo cego ao usar umas lentes de contacto especiais.

Affleck é fã do personagem (é o seu favorito), mas destestou a experiência, principalmente pelo desconforto do uso do fato. Affleck chegou mesmo a jurar que nunca mais interpretaria o herói (os números da bilheteira também ajudariam a tal) ou algum outro (mas mudaria de opinião – já o vemos como Batman, e com um fato bem mais pesado, em “Batman vs Superman: Dawn of Justice”).

Michael Clarke Duncan já era bem cheiinho, mas teve de engordar mais um pouco para ser mais convincente como Kingpin.

Daredevil - Comics - 16

Matt Damon recusou ser protagonista, pois não acreditou no argumento nem no realizador.

Edward Norton e Patrick Wilson foram considerados para Daredevil. Ambos seriam protagonistas de duas adaptações de bd – Norton em “The Incredible Hulk” (2008) e Wilson em “Watchmen” (2009).

Vin Diesel foi considerado para Daredevil, mas preferiu fazer “Pitch Black”.

Colin Farrell foi considerado como Daredevil. Ao ser escolhido como Bullseye, Farrell aproveitou para falar como sotaque irlandês (nacionalidade do actor).

Guy Pearce foi convidado como protagonista, mas recusou, afirmando que filmes a partir de bd não eram a sua onda. 10 anos depois, Pearce seria vilão em… “Iron Man 3”.

Eliza Dushku, Penélope Cruz, Salma Hayek, Natalie Portman, Lucy Liu, Jessica Alba, Katie Holmes, Mía Maestro, Rhona Mitra, Jolene Blalock e Neve Campbell foram consideradas para Elektra.

Affleck foi chamado por “cunha” de Kevin Smith, que já o tinha dirigido noutros filmes.

O custo inicial do filme era de 50 milhões de Dólares. Perante o (enorme) sucesso de “Spider-Man”, o realizador pediu mais dinheiro à 20th Century-Fox (estúdio produtor do filme, que já estava envolvido com outros super-herois – “X-Men” – e teria outros a caminho – “Fantastic Four”).

Daredevil - Comics - 9

O filme permitiu a Affleck conhecer Jennifer Garner – casariam algum tempo depois.

Numa cena, Garner bateu tão forte em Affleck, que este teve um ligeiro desmaio.

Inicialmente, Affleck ia interpretar Bullseye.

A luta entre Matt e Elektra demorou quatro dias de filmagens.

Jon Favreau interpreta Frankin “Foggy” Nelson, o amigo e sócio de Matt. Favreau realizaria duas adaptações cinematográficas de bd – “Iron Man” (1 e 2) e “Cowboys & Aliens”.

Daredevil - Comics - 10

Cameos:

  • Stan Lee – o homem que lê o jornal e quase é atropelado, sendo travado pelo jovem Matt.
  • Kevin Smith (grande nerd de bd, que já escreveu para Daredevil) – é o assistente de laboratório.
  • Claudine Farrell (a irmã de Colin) – a voz da mulher no atendedor de chamadas; uma das mulheres no pub onde está Bullseye.
  • Frank Miller (artista de bd, que escreveu e desenhou uma fase relevante de Daredevil) – é o morto, quando Bullseye rouba uma motorizada.

 

Muitos personagens têm apelido de artistas de bd ligados a Daredevil:

  • Kirby (vindo de Jack Kirby, lendário desenhador, que ilustrou várias covers a Daredevil) – é o personagen de Smith.
  • Everett (vindo de Bill Everett, co-criador do personagem) – é o padre.
  • Quesada (vindo de Joe Quesada, editor-chefe da Marvel, que já desenhou Daredevil) – o réu do julgamento.
  • Colan (vindo de Gene Colan, desenhador de Daredevil) – é um dos boxeurs.
  • John Romita (vindo de John Romita Sr., que desenhou Daredevil) – o opositor, no ringue, ao pai de Matt.
  • Kane (vindo de Gil Kane, que desenhou várias covers a Daredevil) – um criminoso.
  • Miller, Mack, Bendis (vindos de Frank Miller, David Mack e Brian Michael Bendis, que desenharam Daredevil) – outros boxeurs.

Daredevil - Comics - 2

O filme foi banido na Malásia.

Stan Lee (criador do personagem em bd) não gostou do filme – achou-o demasiado trágico.

Durante algum tempo, Affleck até manisfestou interesse numa sequela e numa história de Kevin Smith.

Até ao reboot televisivo, tentou-se o cinematográfico, por onde andaram realizadores como David Slade (“30 Days of Night”) e Joe Carnahan (“The A-Team”).

Daredevil - Film - Poster 5

Originou um spin-off – “Elektra” (2005), de Rob Bowman, com Jennifer Garner e Terence Stamp. É um actioner escorreito e muito entretido.

Trailers

 

Trailers da série televisiva

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s