O Regresso do Rebelde (1980)

Any Which Way You Can - Poster 1
Titulo Original – Any Which Way You Can

 

Perante o (enorme) sucesso de “Every Which Way But Loose”, eis a sequela.

 

Philo Beddoe anda a pensar em retirar-se da vida de combate de rua.

Mas a Máfia consegue organizar um combate entre o seu campeão e Philo.

Philo recusa, mas a organização rapta Lynn e obriga-o a competir.

Vai ser o combate da década. Mas Philo e os seus amigos, bem como o seu adversário, têm uns trunfos a seu favor.

Any Which Way You Can - screenshot 2

Any Which Way You Can - screenshot 3

“Every Which Way But Loose” tinha um conceito simples e divertido.

Não seria difícil arranjar motivos para uma sequela.

Até porque aqueles personagens são tão simpáticos, que já os vemos como uns amigalhaços porreiraços, com quem desejamos conviver.

 

Nesta sequela, mantêm-se todas as virtudes do filme original.

Mas como agora surge um esquema da Máfia, há lugar para um pouco mais de intriga e acção.

Any Which Way You Can - screenshot 1

Como sempre, bom humor (atenção aos jogos de sedução dos três casais, no motel) e muito carinho nas relações entre os personagens.

Tal como no original, as cenas de acção estão muito bem encenadas.

 

Clyde volta a roubar os momentos mais divertidos e até lhe são reservados alguns de cariz heróico (a forma como despacha os motoqueiros), viril (vejam-no a desmontar o carro de um vilão) e sentimental (ele encontra uma namorada).

Any Which Way You Can - screenshot 11

Any Which Way You Can - screenshot 13

Clint Eastwood volta a estar em grande, tão heróico como romântico e cómico, bem acompanhado pelo restante elenco que se presta à brincadeira.

Como sempre, Clint cria uma excelente química com Clyde e Sondra.

Any Which Way You Can - screenshot 8

Any Which Way You Can - screenshot 4

Any Which Way You Can - screenshot 6

Any Which Way You Can - screenshot 9

Any Which Way You Can - screenshot 10

Uma sequela de muito bom nível.

 

Muito recomendável.

 

“Any Which Way You Can” tem edição portuguesa e anda a preço “rebelde”.

 

Any Which Way You Can - screenshot 19

 

Realizador: Buddy Van Horn

Argumentista: Stanford Sherman, a partir dos personagens criados por Jeremy Joe Kronsberg

Elenco: Clint Eastwood, Sondra Locke, Geoffrey Lewis, William Smith, Harry Guardino, Ruth Gordon, Michael Cavanaugh, Barry Corbin, Roy Jenson, Bill McKinney

 

Orçamento – 15 milhões de Dólares

Bilheteira – 70 milhões de Dólares

 

M8DANWH EC001

 

Trailer

 

Momentos com Clyde

 

Any Which Way You Can - screenshot 17

 

“Pior Sequela”, nos Prémios The Stinkers Bad Movie 1980.

 

Any Which Way You Can - screenshot 18

Manis, o Clyde do filme original, teve de ser substituído por um outro. Isto porque Manis já tinha crescido imenso.

O orangotango que interpreta Clyde faleceu duas semanas depois de terem terminado as filmagens.

 

Para “inchar”, Clint tomou imensas vitaminas e comeu muitas batatas cozidas.

 

É o filme de estreia de Buddy Van Horn, como realizador. Horn já tinha curriculum junto de Clint, como stuntman e second unit director. Voltaria a dirigir Clint noutros filmes – “The Dead Pool” (1988 – o último filme da saga “Dirty Harry”) e “Pink Cadillac” (1989).

É o quinto de seis filmes que Clint faz com Sondra Locke, a sua esposa na época – “The Outlaw Josey Wales” (1976), “The Gauntlet” (1977), “Every Which Way But Loose” (1978), “Bronco Billy” (1980); “Sudden Impact” seria o seguinte e último.

 

A canção do genérico inicial é cantada por Ray Charles e… Clint Eastwood – chama-se “Beers to You”.

A canção

 

No genérico inicial

https://www.youtube.com/watch?v=DqzrHG8eEVc

 

 

A canção de Glen Campbell, “Any Which Way You Can”, foi um grande sucesso.

A canção

 

Any Which Way You Can - backstage

Tal como o original, este novo filme também se revelou um enorme sucesso nas bilheteiras e um dos maiores da carreira de Clint.

Seria depois reposto, em sessão double-bill com “Every Which Way But Loose”.

 

No mesmo ano, Clint fez dois filmes. “Any Which Way You Can” resultou nas bilheteiras, “Bronco Billy” (um dos mais belos e pessoais filmes do cineasta) não.

 

Cameos:

Glen Campbell (cantor) – um cantor no “Million Dollar Cowboy Bar”

Buddy Joe Hooker (stuntman) – um rufia no bar.

 

Any Which Way You Can - screenshot 15

“Any Which Way You Can” junta-se a uma vasta galeria de títulos que surgiram no final dos 70s e até ao início dos 80s, onde o boxe (e variantes da modalidade) eram tema:

“Rocky” (1976, de John G. Avildsen, com Sylvester Stallone) abriu a moda. Seguiram-se “Rocky II” (1979), “Rocky III” (1982), “Rocky IV” (1985), “Tough Enough” (1983, de Richard Fleischer, com Dennis Quaid), “Title Shot” (1979, com Tony Curtis), “Raging Bull” (1980, de Martin Scorsese, com Robert De Niro), “The Champ” (1979, de Franco Zeffirelli, com Jon Voight), “Matilda” (1978, com Elliott Gould e Robert Mitchum; o boxeur era um canguru), “The Main Event” (1979, com Barbra Streisand e Ryan O`Neal), “The Greatest” (1977, com Muhammad Ali/Cassius Clay e Ernest Borgnine), “Paradise Alley” (1978, de e com Sylvester Stallone), “All The Marbles” (1981, de Robert Aldrich, com Peter Falk).

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s