Crook’s Tour (1941)

Crook`s Tour - screenshot 2
“The Lady Vanishes” é um dos grandes filmes de Alfred Hitchcock – seja do seu período britânico (considero-o como o seu melhor filme dessa fase) ou de toda a sua filmografia.

O filme tem (imensos) méritos por si próprio.

Um deles é a dupla Charters & Caldicott, dois britânicos fleumáticos, sempre propícios à distante ironia como ao aconchegado companheirismo.

A dupla ficou de tal forma popular, que participaria em mais três filmes.

O seguinte foi “Night Train to Munich”.

Já aqui falei (e muito bem) de um e do outro.

Eis o terceiro filme com a dupla, agora em total protagonismo (eles eram secundários nos outros dois filmes).

 

Charters e Caldicott andam pelo Médio-Oriente, em férias e passeio.

Num clube de luxo, a dupla é confundida com uma outra dupla, mas de agentes secretos nazis. Como tal, é-lhes dada uma gravação onde constam dados perigosos para os serviços secretos britânicos.

Quando o inimigo descobre o erro que cometeu, Charters e Caldicott vêem-se perseguidos por tenebrosos vilões e envolvidos numa enorme alhada.

Há uma bela loira que parece querer ajudá-los. Ou será ela uma aliada do inimigo?

Crook`s Tour - screenshot 3

Crook`s Tour - screenshot 4

Pela primeira vez, Charters e Caldictott são totais protagonistas.

O filme e o espectador agradecem, pois fica assim demonstrado e explorado todo o (enorme) potencial desta divertida e carismática dupla.

 

Desta vez, saímos da Europa (de Leste) e andamos por cenários mais exóticos. Como sempre, o vento da guerra (a Segunda) sopra e os nossos (inesperados) heróis voltam a meter-se em peripécias de espionagem.

 

O resultado é divertido, entretido e cativante.

 

Claro que estamos longe do brilhantismo feito por Hitchcock (não há aqui aquele rigor de mise en scène do Master, não há aquele humor refinado tão típico de Hitch, não há vilões fascinantes), mas isso não é impedimento para a diversão.

Crook`s Tour - screenshot 7

Crook`s Tour - screenshot 6

Charters & Caldicott estão iguais ao que nos mostraram nos filmes anteriores, e a culpa é dos sempre fabulosos Basil Radford e Naunton Wayne, que criam aqueles personagens como uma segunda pele.

Greta Gynt revela-se uma loirinha muito entusiasmante e até digna do interesse de Hitchcock.

 

Vê-se muito, mas muito bem.

 

“Crook`s Tour” não tem edição portuguesa, nem sequer noutros mercados. O filme só pode ser encontrado como extra da edição de um outro filme.

Crook`s Tour - screenshot 5

 

Realizador: John Baxter

Argumentistas: Max Kester, John Watt

Elenco: Basil Radford, Naunton Wayne, Greta Gynt

 

Clip

 

Filme

https://free-classic-movies.com/movies-04/04-1941-05-24-Crooks-Tour/index.php

 

Crook`s Tour - screenshot 1

 

Sobre a dupla Charters & Caldicott

http://www.chartersandcaldicott.co.uk/

http://oldmovieteams.org/about/naunton-wayne-basil-radford/

http://www.patheos.com/blogs/slacktivist/2012/01/15/the-further-adventurs-of-charters-caldicott/

 

“Crook`s Tour” é uma adaptação de um serial radiofónico da BBC, que era protagonizado por… Basil Radford e Naunton Wayne.

É o terceiro de quatro filmes com a dupla Charters & Caldicott”. Para além de “The Lady Vanishes”, “Night Train to Munich” e este “Crook´s Tour”, ainda há “Millons Like Us” (1943, novamente escrito pela dupla que escreveu os dois primeiros filmes – Sidney Gilliat e Frank Launder).

 

“Crook`s Tour” faz parte dos extras de “The Lady Vanishes” (1938), na edição da “Criterion Collection”.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s