Lady L (1965)

Lady L - Poster 1
Um luxuoso grupo de actores, numa comédia de luxo à volta de golpadas.

 

Lady L (Louise Lendale) celebra os seus 80 anos.

A senhora aproveita o momento para recordar as suas imensas peripécias até chegar o mundo da nobreza.

Lady L - screenshot 1

Um bom exemplar da comédia sofisticada, aqui à volta de golpadas e de burlões, em ambientes de luxo.

Bom ritmo, muitas peripécias, surpresas permanentes (aos personagens e ao espectador), procurando sempre o sorriso do espectador.

Lady L - screenshot 2

Lady L - screenshot 4

Lady L - screenshot 6

O bom elenco dá ainda mais luxo ao filme, comportando-se de forma adequada à brincadeira.

David Niven dá o seu habitual refinado charme.

Paul Newman põe a sua seriedade habitual em sintonia com o espírito da coisa.

Sophia Loren está (como sempre) divina (veja-se forma como ela entra em cena), fazendo da mentira (de que vive a sua personagem) a verdade (do seu talento).

Lady L - Backstage 1

Bom trabalho de fotografia, a ilustrar todo o luxo exibido na cenografia e guarda-roupa.

 

Um bom divertimento.

 

Recomendável.

 

“Lady L” tem edição portuguesa. Mas vem num master muito envelhecido, como que saído de um gasto VHS. O preço anda bom.

Lady L - Backstage 2

 

Realizador: Peter Ustinov

Argumentista: Peter Ustinov, a partir do romance de Romain Gary

Elenco: Sophia Loren, Paul Newman, David Niven, Marcel Dalio, Cecil Parker, Philippe Noiret, Jacques Dufilho, Joe Dassin, Michel Piccoli, Claude Dauphin

 

Trailer

 

Lady L - Poster 4

 

Mercado doméstico – 2.7 milhões de Dólares

 

Lady L - Poster 2

Produção de Carlo Ponti (marido de Sophia).

Peter Ustinov tem uma pequena e divertida participação.

Lady L - Poster 6

O romance de Romain Gary já tinha sido alvo de uma tentativa de adaptação. Mas era como um melodrama romântico (Ustinov via a história como uma comédia absurda).

Inicialmente, o filme seria protagonizado por Gina Lollobrigida (a grande “inimiga do peito” de Sophia), Tony Curtis e “Sir” Ralph Richardson. George Cukor era o realizador indigitado. Mas ocorreram conflitos entre Gina e George e o projecto ficou cancelado.

Lady L - Poster 3

É o primeiro filme de língua inglesa onde Phillipe Noiret participou. Noiret falava correctamente o Inglês, mas foi dobrado por… Peter Ustinov.

Lady L - Poster 7

O filme falhou no box-office. Ustinov atribuiu tal ao elevado orçamento. Ustinov queria uma mix entre os estilos de René Clair e Preston Sturges, mas o filme ganhou (devido ao orçamento) um look demasiado faustoso. Por outro lado, Ustinov considera que o mau-entendimento entre Sophia Loren e Paul Newman prejudicou o aspecto romântico da narrativa, impedindo que houvesse química entre eles.

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s