Oculus (2013)

Oculus - Poster 1
Um scary movie que mostra o quanto são assustadores e mortíferos os espelhos.

 

Timothy Allen Russell recebe alta do hospital psiquiátrico onde tem estado desde há muitos anos. Tim foi hospitalizado e tratado devido a um trauma de infância – assistiu ao bárbaro assassinato da mãe às mãos do pai.

Kaylie, a irmã, recebe-o e acolhe-o em casa.

Kaylie propõe a Tim a captura e destruição do assassino, que ela já descobriu a identidade – um antigo espelho, que está possuído.

Segue-se uma noite de sustos (causados pelas memórias do passado e pelas acções do espelho), mas também de determinação em vingar a mãe.

Oculus - screenshot 11

Oculus - screenshot 1

Oculus - screenshot 4

Oculus - screenshot 3

Oculus - screenshot 8

Um carregado e atmosférico título de suspense e terror psicológico.

Muita da tensão gerada passa pela permanente dúvida sobre o que é real e irreal.

Momentos de susto muito bem conseguidos, vivendo mais do ambiente e da perturbação da calma.

Oculus - screenshot 6

Oculus - screenshot 9

Oculus - screenshot 5

Boa prestação do elenco.

Karen Gillan tem presença cativante e mostra capacidades para mais.

Oculus - screenshot 15

Mike Flanagan dirige com muita eficácia e competência, em plena filiação com a forma clássica de filmar terror (mais atmosfera e tensão, menos blood & guts).

 

Um dos melhores scary flicks dos últimos tempos.

 

Recomendável.

 

“Oculus” não teve estreia nas nossas salas e continua inédito no nosso mercado. Mas pode ser encontrado noutros.
Oculus - screenshot 7

Oculus - screenshot 10

Realizador: Mike Flanagan

Argumentistas: Mike Flanagan, Jeff Howard, Jeff Seidman

Elenco: Karen Gillan, Brenton Thwaites, Katee Sackhoff, Rory Cochrane, Annalise Basso, Garrett Ryan

 

Sites

http://oculus.tumblr.com

 

Orçamento – 5 milhões de Dólares

Bilheteira – 27 (USA); 41 (mundial)

Oculus - Poster 2

“Melhor Filme”, “Melhor Actriz Secundária” (Katee Sackhoff), “Melhor Música”, nos Prémios Fangoria 2015.

“Melhor Montagem”, nos Prémios Fright Meter 2014.

OCULUS

Dos produtores de “Insidious” e “Paranormal Activity”.

 

Mike Flanagan já tinha dirigido a short “Oculus: Chapter 3 – The Man with the Plan” (2006), título com uma trama semelhante a “Oculus”. A short compunha-se por apenas um cenário, um actor/personagem e um espelho. Ficou popular e suscitou interesse em produzir-se uma longa-metragem. Mas Flanagan só recebia “ordens” para que o filme recorresse à técnica de found footage. Flanagan recusou tal ideia. A Intrepid Pictures ofereceu-se a produzir, mas com uma condição – não haver recurso a… found footage.

Eis a short:

 

Flanagan inspirou-se em histórias de H. P. Lovecraft.

Filmado em 24 dias.

 

Numa cena, Tim está a ver televisão e esta fica carregada de estática. Mas se esse momento for visto em slow motion, podem-se ver três shots de Kaylie a surgir no ecran do televisor.

 

O filme vai ter um remake. Mas feito em Bollywood. Chamar-se-á “Zahhak”.

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s