Maggie (2015)

Maggie - Poster 3

Arnold Schwarzenegger vai regressar, já no início de Julho, ao seu personagem mais emblemático – Terminator.

Até lá, podemos vê-lo num registo mais intimista e sentimental, nada heróico, musculado ou violento.

A adorável Abigail Breslin é a menina que exige ternura ao ex- Mr. Universe.

 

Maggie é adolescente e vê a sua vida interrompida. Tornou-se uma zombie. Enquanto espera pela transformação final, Maggie procura viver o tempo que lhe resta no calor humano da família e dos amigos. O pai, pressionado pelas autoridades, vive um terror duplo – proteger a filha e dar-lhe o melhor que pode no tempo permitido, mas consciente que pode chegar o dia em que terá de matar Maggie.

Maggie - screenshot 3

_W5D8010.tif

Zombie terror em ambiente familiar.

O filme trata a questão zombie, mas em vez de enveredar por um tom de “sangue & tripas” prefere dar relevo ao espaço familiar e à forma como a família lida com o problema, ilustrando o drama de uma adolescente (que tanta vida ainda teria pela frente) que procura viver o que é realmente importante no tempo que lhe resta.

Só faltou um pouco mais de emoção e sentimento na relação pai/filha. Fica muita coisa subentendida, mas mais metragem a este contexto daria uma maior força emocional ao filme.

Maggie - screenshot 6

Schwarzie surpreende (e muito) pela sensibilidade emocional (a sua reacção quando tem de matar um adulto e uma criança, já em estado zombie terminal) e pelo doloroso silêncio da sua interpretação (os momentos em que é confrontado com a evolução do estado da filha e a forma como pondera um fim ao problema). É a sua melhor interpretação dramática.

_W5D9317.CR2

Abigail Breslin começou como um (grande) talento precoce e o tempo “só” tem ajudado na melhoria desse talento e no crescimento da sua beleza. Abigail comove pela forma como interpreta alguém que vê a sua vida a apagar-se e procura o melhor no tempo que lhe resta (veja-se o convívio nocturno com os seus amigos e a despedida).

 

Henry Hobson (que se estreia na realização, após um curriculum ligado ao design de genéricos e videogames) dirige de forma lenta e intimista, mais atento às pessoas e emoções do que ao susto.

_W5D5985.CR2

Uma boa surpresa.

Realizador: Henry Hobson

Argumentista: John Scott 3

Elenco: Arnold Schwarzenegger, Abigail Breslin, Joely Richardson

 

Orçamento – 4 milhões de Dólares

Bilheteira – 182.000 Dólares

 

Site – http://maggiethefilm.com/

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s