Trailer – Point Break

Point Break - 2015 - Poster 1

“Point Break” é um dos melhores action movies de sempre, mas também um dos maiores cult movies do cinema moderno.

Realizado em 1991, com grande garra, por uma jovem Kathryn Bigelow (futura oscarizada – a primeira mulher a merecer tal, como realizadora – do aclamado “The Hurt Locker”, tendo voltado a tentar a proeza no também notável “Zero Dark Thirty”), produzido por James Cameron (então seu marido) e protagonizado por Patrick Swayze, Keanu Reeves (cada um a criar uma das suas melhores interpretações) e Lory Petty, o filme é um imparável action thriller com estonteantes cenas de acção (a perseguição a pé), surf (as imagens no interior das ondas) e desportos radicais (os momentos de queda livre).

Mais que um action film, é um filme sobre lealdades e traições, a descoberta do Eu e libertação do ser humano.

Na euforia/moda que anda de se fazer remakes e reboots de tudo, seria uma questão do filme ser alvo de uma… actualização.

Ei-la.

 

Johnny Utah é um jovem agente do FBI, pleno de ambições, mas ainda muito virgem sobre a vida e aquela profissão. A sua mais recente missão passa por se infiltrar num grupo ligado a desportos radicais que parece ser o autor de vários e audaciosos assaltos. Na missão, Johnny conhece o fascinante Bodhi, grande guru da libertação do espirito humano. E tudo se complica quando Johnny se divide na sua lealdade.

 

Na realização está Ericson Core, um capaz Director of Photography (“Payback”, “The Fast and The Furious”).

O argumento vem de Kurt Wimmer, alguém já com curriculum em remakes (“The Thomas Crown Affair”, “Total Recall”), mas com boa actividade no campo do action thriller (“Street Kings”, “Salt”).

O elenco é composto por gente nova como Luke Bracey (Johnny Utah), Édgar Ramírez (Bodhi) e Teresa Palmer, mas também por veteranos como Ray Winstone e Delroy Lindo.

 

O filme conta a ajuda de grandes peritos/atletas em diversos desportos radicais.

 

Dificilmente o filme atingirá o estatuto do original.

Dificilmente Core irá igualar o trabalho de Bigelow.

Dificilmente Bracey e Ramírez estarão ao nível de Reeves e Swayze.

Mas confesso, que apesar do meu cepticismo inicial, ate fiquei sem fôlego ao ver o trailer e o poder adrenalitico das cenas de acção que se avizinham.

E há uma ideia porreira (principalmente nos dias de hoje) – o gang pretende destruir o sistema financeiro.

 

Por isso, vou dar uma oportunidade a este novo “Point Break”.

 

Ora vejam:

 

Um making of

 

Point Break - 1991 - Poster 1

Já agora, aqui ficam recordações do filme original

(anda a bom preço)

 

“Point Break” estreia nos USA no dia de Natal de 2015. Ainda não há datas para Portugal.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s