Os Inúteis (1953)

Os Inúteis - Poster 1

Título Original – I Vitelloni

 

Não se deixem, enganar pelo título (português).

É um filme bem útil.

E conta com dois dos maiores nomes do Cinema (italiano e mundial) – Federico Fellini e Alberto Sordi.

 

Acompanhamos a vida e as deambulações de cinco homens (ou crianças grandes?), numa pequena povoação.

I Vitelloni - screenshot 1

“Quem não ama a Arte, não ama a Vida” – assim afirma um dos personagens do filme.

I Vitelloni - screenshot 2

Entre festividades, borgas, alegrias e dramas, pelo palco de teatros amadores, Fellini faz uma crónica deambulante sobre cinco pessoas, verdadeiros inúteis perante a vida, a arte dela e os que os rodeiam, em permanente deriva perante as diversas representações/opções.

 

Um belíssimo retrato do vazio existencial de pessoas para quem nada lhes é oferecido e nada procuram.

I Vitelloni - screenshot 4

Admirável trabalho a nível de fotografia.

Fabulosa prestação de todo o elenco.

 

Obra-prima total.

Absolutamente obrigatório.

 

“I Vitelloni” tem edição portuguesa e está a preço útil. Como extras, um documentário sobre o filme nunca feito por Fellini, “Il Viaggio di G. Mastorna”.

I Vitelloni - screenshot 7

Realizador: Federico Fellini

Argumentistas: Federico Fellini, Ennio Flaiano, Tullio Pinelli

Elenco: Alberto Sordi, Franco Fabrizi, Franco Interlenghi, Leopoldo Trieste, Riccardo Fellini, Leonora Ruffo, Jean Brochard

I Vitelloni - screenshot 5

Trailer –

 

O tema de Nino Rota –

 

I Vitelloni - screenshot 6

Esteve nomeado para “Melhor Argumento Original”, nos Oscars 1958. Perdeu para “Designing Woman”.

“Melhor Filme”, “Melhor Realizador”, “Melhor Actor Secundário” (Alberto Sordi), pelos Jornalistas Italianos de Cinema 1954.

“Leão de Prata”, em Veneza 1953.

I Vitelloni - screenshot 3

No final do filme, há uma voice off que se ouve. É referente ao personagem em cena, mas a voz não é do actor, mas sim de Federico Fellini. Acredita-se que Fellini fez isto para enfatizar o quanto o filme lhe era pessoal e autobiográfico.

O personagem Sergio Natali foi oferecido a Vittorio De Sica. De Sica recusou delicadamente, pois não queria interpretar um personagem homossexual.

Riccardo Fellini é irmão de Federico.

Segundo Fellini, Vitelloni são aqueles “desempregados de classe média, que brilham na época estival e esperam que este dure todo o ano”.

Fellini tinha já escrito (em parceria com Tullio Pinelli) o argumento de “La Strada”. O produtor Luigi Rovere ainda tinha Fellini sob contrato. Não gostou do argumento de “La Strada” e estava triste com o flop de “Lo Sceicco Bianco”. Rovere pediu a Fellini que fizesse uma comédia (tal seria mais bem aceite nas bilheteiras). Fellini e os seus co-argumentistas conversaram sobre as alegrias e tristezas de se viver numa pequena povoação, criando o argumento a partir daí, bem como das memórias da adolescência de Fellini.

Em 1963, Stanley Kubrick elegeu “I Vitelloni” como um dos seus 10 filmes preferidos.

Vários realizadores têm em “I Vitelloni” uma forte influência – Martin Scorsese com “Mean Streets” (1973), George Lucas com “American Graffiti” (1973), Joel Schumacher com “St. Elmo’s Fire” (1985), Philip Kaufman com “The Wanderers” (1979), Barry Levinson com “Diner” (1982).

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s