Esquece o Meu Passado (1956)

Esquece o Meu Passado - Poster 1

Título Original – Three Violent People

 

Óptimo elenco, num drama familiar em tempos de coboiada.

 

Colt Saunders regressa a casa, terminada a Guerra Civil Americana e a sua participação como Confederado. Mas para Colt, a paz ainda não chegou. Uma nova guerra vai começar. O rancho da sua família é disputado por especuladores imobiliários, banqueiros gananciosos e políticos corruptos. Ainda há que lidar com o regresso do irmão, com quem tem uma conturbada relação. Mas tudo ainda se complica quando conhece Lorna, uma mulher que imediatamente o fascina, mas sobre quem paira um passado que ela quer abandonar.

Three Violent People - screenshot 1

Passa-se em tempos de coboiadas, tem temas do género (duelos por posses de terras, a fuga de um homem à violência), mas pode ser visto com um drama familiar (a afirmação de uma família, o conflito de irmãos, o mistério à volta do passado de uma mulher, o preconceito do marido sobre tal).

 

Boa prestação do elenco.

Excelente fotografia (em glorioso VistaVision).

 

Nada de extraordinário no(s) género(s), mas é um título entretido, eficaz, executado com competência e profissionalismo, com a história bem contada e com as adequadas doses de acção e emoção (algo que se torna mais intenso no terceiro acto, quando as emoções ficam ao rubro, resolvendo-se tudo em rupturas sentimentais e em animados tiroteios).

 

“Three Violent People” tem edição portuguesa e faz parte de um pack dedicado a Charlton Heston (o outro título é “The Naked Jungle”), que anda a preço “passado”.

Three Violent People - screenshot 3

Realizador: Rudolph Maté

Argumentistas: James Edward Grant, Leonard Praskins, Barney Slater

Elenco: Charlton Heston, Anne Baxter, Gilbert Roland, Tom Tryon, Forrest Tucker, Bruce Bennett, Elaine Stritch, Barton MacLane, Robert Blake, Jamie Farr

 

Mercado doméstico – 1.2 milhões de Dólares (USA)

Esquece o Meu Passado - Poster 2

 

 

Trailer –

Three Violent People - promo shot 1

Num momento, vemos Charlton Heston ao lado de dois quadros (uma mulher sentada e um homem, militar, de pé). São os avós de Heston.

Produzido logo a seguir a “The 10 Commandments” (também com Anne Baxter), seria o último filme, de um primeiro contrato de Heston para a Paramount.

Heston considerou Tom Tryon como um miscast.

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s