Velocidade Furiosa 7 (2015)

Velocidade Furiosa 7 - Poster 5

Título Original – Fast & Furious 7

 

A saga mais acelerada do Cinema não pára.

Ei-la na sua sétima velocidade. E (sempre) em alta rotação.

Mas também mais sentimental.

 

O grupo regressa a L.A., depois das aventuras em Londres e do perdão obtido. A vida parece regressar à tranquilidade. Mas é por pouco tempo. O irmão do vilão britânico (enfrentado no sexto episódio) tem o grupo na sua mira e começa a vingar-se, caçando os nossos heróis, um a um. O grupo reúne-se para mais uma acção heróica e bem acelerada.

Fast & Furious 7 - screenshot 1

É sempre de elogiar (goste-se ou não) uma saga que consegue chegar tão longe no tempo e em episódios, dando sempre provas de vitalidade e capacidade de se renovar.

“Fast & Furious” é um (perfeito) exemplo de tal, mas também de como deve funcionar uma (boa) indústria cinematográfica – ouvir o seu público e dar-lhe o que ele quer.

Fast & Furious 7 - screenshot 2

Nesta sétima velocidade, é a vingança e a sobrevivência que reinam.

Mas não se pense que por causa disso, o filme se afasta do conceito e regras da saga.

O grosso da confrontação é sob rodas e grande parte da acção é automobilística.

Fast & Furious 7 - screenshot 10

E, mais uma vez, a saga supera-se em matéria de espectáculo automóvel.

Julgam que a perseguição pelo Rio, em “Fast 5” era o melhor? Ou a perseguição na auto-estrada, em “Furious 6”? Ou o duelo na pista do aeroporto, em “Furious 6”?

Pensem oura vez.

Para este novo filme, até os carros voam, revelando uma total destreza all-road/all-terrain/all-buildings (é vê-los a deslizar por asfalto, terra, montanha, penhascos e até penthouses), enfrentando os céus (atenção ao salto em queda livre dos veículos), convoys militares, helicópteros armados, drones balísticos e até os mais luxuoso arranha-céus da Arábia, mostrando estar ao nível do mais incrível superhero ensemble, bem como os condutores, que revelam ter mais vidas que um gato.

 

São as regras da Física e da Lógica a serem desafiadas e até mesmo ignoradas.

(hey guys, isto é “Fast & Furious” – “seriedades” não são para aqui chamadas)

Fast & Furious 7 - screenshot 7

Fast & Furious 7 - screenshot 8

Mas como já tem tem visto desde o episódio 5, também há lugar para boa porrada.

Depois do “duelo hormonal” entre Vin Diesel e Dwayne Johnson em “Fast 5”, agora é vê-los (mas em separado) num hercúleo duelo com Jason Statham, onde tudo vale, em verdadeiras rixas de machos.

Fast & Furious 7 - screenshot 13

Mas porrada pode ser sexy, através de uma girls fight. Depois de vermos a aguerrida Michelle Rodriguez em luta contra Gina Carano (e por duas veze) em Furious 6”, ei-la em nova luta com outra “mulher de músculo” – Ronda Rousey. E calam-se todos os chavalecos que acham que ser girl é ser membro do “sexo fraco”.

Fast & Furious 7 - screenshot 5

Verdadeiramente notável é a forma como a saga conseguiu, principalmente a partir do episódio 4, alicerçar toda a narrativa/acção num espírito de equipa/grupo/amigos/família.

É precisamente por esse espírito e na criação de personagens carismáticos e com quem dá gosto acompanhar (ou mesmo identificar), que se explica o carinho dos fãs por eles e pela saga.

Fast & Furious 7 - screenshot 3

O elenco está em pleno, uns com mais participação que outros, com toda a química que os une a resultar.

 

E depois há o desfilar de alguns dos melhores bólides do mundo.

 

Justin Lin (realizador da saga, nos episódios 3, 4, 5 e 6) sai de cena (está a realizar a Season 2 de “True Detective”).

James Wan substitui. Wan é um perito em terror (“Insidious”, “The Conjuring”), mas mostra que todo o seu talento também se alarga ao cinema de acção (como se viu em “Death Sentence”), dando ao filme um ritmo imparável e criando umas estonteantes set pieces.

 Fast & Furious 7 - screenshot 4

E quanto à questão Paul Walker?

Bom, mais importante que localizar qual a última cena que o falecido actor filmou, ou identificar quais os planos em que Paul foi substituído pelos irmãos e por efeitos digitais, é vermos que o argumento prepara, com inteligência e sentimento, a sua despedida.

Como se fosse pouco, o final é uma profunda e sentida despedida/homenagem a Paul/Brian, feita pela equipa de produção, pelo elenco (os rostos dizem tudo), em nome deles e dos fãs.

 

Um grande, acelerado, delirante e espectacular entretenimento em (permanente) alta rotação.

Um dos melhores episódios da saga. E também o mais emotivo.

E um “Slow & Gentle” Goodbye a Paul Walker.

Fast & Furious 7 - screenshot 6

Realizador: James Wan

Argumentista: Chris Morgan

Elenco: Vin Diesel, Paul Walker, Jason Statham, Michelle Rodriguez, Jordana Brewster, Tyrese Gibson, Chris “Ludacris” Bridges, Dwayne Johnson, Lucas Black, Kurt Russell, Nathalie Emmanuel, Elsa Pataky, Gal Gadot, Luke Evans, Sung Kang

 

Site – http://www.fastandfurious7film.com/ww/

 

Orçamento – 250 milhões de Dólares

Bilheteira (até agora) – 161 (USA); 406 (mundial)

Fast & Furious 7 - screenshot 11

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s