Violadores: A Invasão Continua (1993)

Body Snatchers - Poster 1

 

Título Original – Body Snatchers

 

E chegamos à terceira versão desta história.

Agora nos 90s.

E em ambiente militar e familiar.

Assina o sempre controverso Abel Ferrara, que assim se estreava no campo do terror e sci-fi.

 

Alabama. Numa base militar, uma jovem descobre que muitos dos habitantes andam a ser substituídos por uns clones. É de origem alienígena ou faz parte de um plano militar?

Body Snatchers - screenshot 1

A história é já conhecida, mas Ferrara faz uns acrescentos e modificações muito interessantes.

Regressamos ao tom da Série B.

Regressamos a uma comunidade pequena, até mesmo fechada.

Body Snatchers - screenshot 5

O facto de se passar no meio militar, permite um certo “gozo” à virilidade militar(ista) típica dos G.I.`s americanos (o filme foi feito pouco tempo depois do triunfo das tropas americanas na resolução da invasão do Kuwait). Mas Ferrara aproveita para mostrar que os body snatchers são tão rigorosos e meticulosos como os militares na preparação da mais elaborada das operações.

Tudo começa numa família disfuncional e tal permite mostrar que a forma mais fácil de destruir uma sociedade (organizada) é pela desconstrução do seio familiar.

 

Lamenta-se a falta de mais metragem. Tal permitiria um maior desenvolvimento de alguns personagens, de relações e emoções (afinal, os violadores pretendem destruir tal) e eventos.

 

Mesmo assim, Ferrara dirige com bom ritmo, mete prego a fundo no momento certo, sabendo criar medo (a invasão na banheira), tensão (à medida que se descobre que algo errado se passa na base; a aula, onde todos fazem o mesmo desenho, excepto um, e o que sucede), susto (quando a mãe se revela), surpresa (sobre quem já é violador) e até boa acção (a perseguição nocturna pela base).

 

“Body Snatchers” não é tão brilhante como os dois títulos que o antecederam, mas é um bom filme de género, mostrando que o conto de Jack Finney é mesmo intemporal e adequa-se a diversos ambientes, fazendo até um muito interessante approach ao conceito.

Por outro lado, mostra que Ferrara até poderia (e deveria) enveredar mais vezes pelo campo do terror.

 

“Body Snatchers” tem edições diversas pela Europa e muitas delas andam a bom preço.

MSDBOSN EC001

Realizador: Abel Ferrara

Argumentistas: Raymond Cistheri, Larry Cohen, Stuart Gordon, Dennis Paoli, Nicholas St. John, a partir do conto de Jack Finney

Elenco: Gabrielle Anwar, Billy Wirth, Meg Tilly, Terry Kinney, R. Lee Ermey, Forest Whitaker

 

Trailer –

 

Orçamento – 13 milhões de Dólares

Bilheteira – pouco mais de 400.000 Dólares

Body Snatchers - screenshot 3

Nomeado para “Melhor Filme de Ficção Científica”, nos Prémios Saturn 1995. Perdeu para “Stargate”.

Esteve a concurso para a “Palme d’Or”, em Cannes 1993. “Farewell My Concubine” e “The Piano” foram os eleitos.

MSDBOSN EC002

Foi o primeiro filme filmado com as lentes anamórficas da Arriscope.

Robert H. Solo é o produtor desta versão e da de 1978.

A Warner Brothers só quis lançar o filme em poucas salas. Os resultados na bilheteira traduzem essa (má e incompreensível) decisão.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s