Carros 2 (2011)

Carros 2 - Poster 6

Título Original – Cars 2

 

E assim regressam os carros mais animados do Cinema.

 

Lightning McQueen e Mater fazem equipa numa corrida automóvel em várias cidades do mundo. Mas tudo se complica quando Mater é confundido por um espião. Os dois amigos vêem-se envolvidos numa rebuscada conspiração internacional que será resolvida com muito humor, amizade, gadgets e… velocidade.

Cars 2 - screenshot 5

Em época de crise, valha-nos a Pixar.

E com mais uma pérola.

Cars 2 - screenshot 7

Se o primeiro “Cars” era uma viagem ao interior dos USA e do coração humano (ou melhor, à alma do motor automóvel), este “Cars 2” abandona a calma e acelera a fundo, numa perfeita combinação de acção, humor, mundo automobilístico e aventura à James Bond (atenção a Finn McMissile, um Aston Martin DB5 – com voz de “Sir” Michael Caine -, uma autêntica versão 4 rodas de James Bond e os seus gadgets – 007 usou um Aston Martin BD5 no mítico “Goldfinger”).

Cars 2 - screenshot 1

Como sempre na Pixar, excelência técnica, seja nos ambientes (as cidades, a festa italiana, os circuitos, as boxes), seja na criação das personagens (veja-se o “desfile” de carros italianos modernos e clássicos na festa da aldeia italiana). Como sempre também, rigor no argumento (tudo bate certo e nenhum personagem está a mais tem sempre algo relevante a fazer e dizer) e carisma nas personagens (a adorável Holley Shiftwell, verdadeira secretária com tudo à mão, em versão automóvel).

Sendo Pixar, há sempre lugar para as referências cinéfilas, com a saga James Bond visível a todo o momento (os gadgets do Aston Martin, a organização terrorista lembra a SPECTRE, o líder dela evoca Blofeld, a auxiliar do Aston Martin parece uma Bond Girl, locais exóticos, mirabolantes cenas de acção).

A amizade dos protagonistas volta a ser o pilar de todos os acontecimentos, falando-se do diálogo, do perdão, do direito a cada um ser como é.

Cars 2 - screenshot 10

As cenas de acção são do melhor que se vê no cinema contemporâneo e as corridas atingem uma vertigem acelerada que nenhuma transmissão televisiva de um Grand Prix consegue igualar. Muito do dito action cinema pode (e deve) aprender muita coisa aqui.

A música (substitui-se o lendário Randy Newman pelo muito capaz Michael Giacchino – Up”, “The Incredibles”, “Speed Racer”) é electrizante.

Cars 2 - screenshot 3

Tenho de repetir o que digo todos os anos acerca do novo filme da Pixar (eles não me permitem que mude o “discurso” – e ainda bem) – “Cars 2” é uma obra-prima, um futuro clássico, o melhor filme de animação do ano de 2011 e um dos melhores filmes desse ano.

 

Uma verdadeira jóia. E bem acelerada. De tal forma, que precisamos de ficar bem agarrados à cadeira.

 

Imperdível.

 

“Cars 2” tem edição portuguesa e o seu preço tem “abrandado”.

Cars 2 - screenshot 9

Realizadores: John Lasseter e Brad Lewis

Argumentistas: John Lasseter, Brad Lewis e Dan Fogelman

Vozes: Owen Wilson, Larry The Cable Guy, Michael Caine, Emily Mortimer, Joe Mantegna, Cheech Marin, Franco Nero, John Ratzenberger, John Turturro, Jason Isaacs, Thomas Kretschmann, Bonnie Hunt, Eddie Izzard, Tony Shalhoub, Bruce Campbell, Jenifer Lewis, Vanessa Redgrave, Lewis Hamilton, Paul Dooley, Katherine Helmond, Michael Wallis, Fernando Alonso, Sebastian Vettel, Jacques Villeneuve

 

Orçamento – 200 milhões de Dólares

Bilheteira – 191 (USA); 559 (mundial)

 

Site – http://www.disney.com/cars

A Pixar – http://www.pixar.com/

Cars 2 - screenshot 8

Trailer –

Cars 2 - screenshot 6

Esteve nomeado para “Melhor Filme de Animação”, nos Globos de Ouro 2012. Perdeu para “The Adventures of Tintin: The Secret of the Unicorn”.

Cars 2 - screenshot 4

Praticamente todos os personagens do filme anterior estão de regresso. A excepção é Doc Hudson – Paul Newman, o actor que lhe deu voz, tinha falecido recentemente e, por respeito, os responsáveis pelo filme não quiseram retomar o personagem.

Lasseter concebeu a história de “Cars 2” inspirando-se na tour mundial que fez durante a promoção de “Cars”.

Foi o primeiro filme da Pixar a não ser nomeado para os Oscars.

Finn McMissile iria aparecer no primeiro filme, numa cena onde McQueen e Sally viam um… spy movie.

A matrícula de McMissile é 314-FNMC. O aniversário de Michael Caine (que lhe dá voz) é a 14 de Março.

O argumento inicial visava mais corridas. Mas devido à complexidade técnica para tal, optou-se por diminuir o número de competições.

Foi o único filme da Pixar a receber um “rotten” no site crítico Rotten Tomatoes.

No genérico final vê-se o mapa dos USA e um candeeiro. Esse candeeiro é a mascote da Pixar (é o protagonista da curta “Luxo Jr”, o primeiro trabalho do estúdio, em 1986) e está a marcar a zona onde a Pixar está localizada.

O restaurante de “Ratatouille” aparece no filme.

É o último filme da Pixar com Steve Jobs vivo.

O primeiro filme de John Lasseter a não ter a música da autoria de Randy Newman. Michael Giacchino (“The Incredibles”, “Ratatouille”, “Up”) é o encarregado.

Cars 2 - screenshot 11

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s