Estreia – A Linguagem do Coração

A Linguagem do Coração - Poster 1

Realizador: Jean-Pierre Améris

Elenco: Isabelle Carré, Brigitte Catillon, Laure Duthilleul

Género: Drama

Duração: 95 Minutos

Trailer –

Drama sobre a adolescência, a deficiência e a religiosidade.

Marie Heurtin atingiu os 14 anos de idade. Toda a vida foi surda e muda. A dificuldade em comunicar com os outros é imensa. O seu pai é um modesto artesão, que vendo-se cada vez mais incapaz de lidar com a situação, decide interna-la no Instituto de Larnay. O local é gerido por religiosas, que têm grande experiência com pessoas como Marie. A irmã Marguerite fica encarregue e entre ambas surge uma grande cumplicidade. Marie encontra uma amiga. Marguerite ajuda Marie à descoberta do mundo e das capacidades dela, usando um novo método de “ensino”.

Baseado numa história verídica.

“Grande Prémio – Variety Plazza”, no Festival de Locarno 2014. “Prémio do Público – 2º Lugar”, no Festival de Mill Valley 2014.

A verdadeira Marie Heurtin nasceu em 1885 e faleceu em 1921. Aluna do Instituto de Larnay, logo se revelou uma jovem especial. A irmã Marguerite conseguiu com ela criar um método novo e capaz, tendo recusado um prémio pelo seu trabalho, justificando que apenas tinha feito o seu dever.

Em nove filme já realizados, Jean-Pierre Améris entregou o protagonismo a Isabelle Carré por três vezes.

Em idade muito jovem, Marie é interpretada por Ariana Rivoire, surda-muda de nascença. Ariana quase falhava o filme, pois tinha-se esquecido de se inscrever na sessão de casting. O realizador lembrou-a. Professores de linguagem gestual estavam presentes para assegurar a comunicação entre a actriz e os restantes membros do elenco e da equipa.

Jean-Pierre Améris sempre foi fascinado por Helen Keller e pela sua história, mas os direitos de adaptação eram muito caros. Améris descobriu a história de Marie Heurtin e ficou interessado. Améris passou algum tempo no Instituto de Larnay a estudar os métodos de ensino e os comportamentos dos surdos-mudos.

O Instituto de Larnay continua, ainda hoje, a receber e a educar pessoas surdas-mudas.

Isabelle Carré aprendeu, durante seis meses, a linguagem gestual. Ainda hoje a utiliza no seu quotidiano.

Site Oficial

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s