Um Verão Violento (1959)

 

Um Verão Violento Poster

 

Título Original – Estate Violenta

 

Regresso ao Cinema de Valerio Zurlini, uma verdadeira descoberta cinéfila que tive e fiz ao longo deste 2014.

(já aqui abordei “La Ragazza con la Valigia” e “Il Deserto dei Tartari”)

Eis mais uma das suas pérolas.

 

Riccione, arredores de Rimini. Verão de 1943. Itália continua a sofrer com a guerra.

Nesta pequena povoação costeira, os jovens descontraem-se com praia, cafés, bailaricos, convívios domésticos e namoricos.

Carlo Caremoli chega à povoação, para reencontro com familiares e amigos. Trava conhecimento com Roberta, uma viúva com uma filha, uma mulher fascinante de um nível social elevado.

Entre Carlo e Roberta surge um entendimento imediato e mútuo. Mas muitos são os obstáculos – a mãe dela, uma amiga dele com interesses sentimentais e a mobilização de Carlo para a frente de guerra.

Estate Violenta - screenshot 1

Encontro de almas sós, de gerações à deriva, cercadas pela guerra, não apenas de balas e explosivos, mas também de preconceito, ciúme, inveja, confrontos políticos e sociais, intolerância e receios perante um futuro incerto que só dá a certeza de um presente que exige as mais intensas das emoções e vivências.

Valerio Zurlini filma tudo com um impecável sentido de estética (a atenção aos rostos, aos olhares, a comunicação através do silêncio, o uso das sombras), atento ao realismo, rigoroso na direcção dos actores e relevância dos personagens, pleno de sentimento.

Estate Violenta - screenshot 3

Jean-Louis Trintignant está esplêndido, a compor um personagem complexo e à procura da libertação (moral, idealista, cívica, social e sentimental) do seu ser, mostrando porque se tornaria uma figura de vulto do Cinema Europeu.

Eleonora Rossi Drago domina com uma presença fascinante, cativante, hipnótica e comovente, com uma personagem delicada, sensível, carente e afectiva, em busca do que possa alimentar a vida que o seu coração demanda perante a morte (emocional e racional) que a rodeia.

Estate Violenta - screenshot 7

Foi o meu primeiro contacto com Eleanora e foi outra verdadeira descoberta cinéfila. Eleanora é uma belíssima mulher, com uma beleza arrebatadora e fascinante, mas também uma actriz de forte presença e de um emotivo talento.

 

Fabuloso trabalho de fotografia (atenção à cena do baile nocturno, na casa de Carlo).

Excelente banda sonora.

 

Destaque para a presença de Suso Cecchi D’Amico, no argumento. Suso é a companheira habitual de Visconti na elaboração de argumentos.

Estate Violenta - screenshot 2

Obra-prima total.

 

Já figura na minha lista de “Filme da Minha Vida”.

 

“Estate Violenta” tem edição portuguesa e está a preço “pacífico”.

Estate Violenta - screenshot 6

Realizador: Valerio Zurlini

Argumentistas: Valerio Zurlini, Suso Cecchi D’Amico e Giorgio Prosperi

Elenco: Eleonora Rossi Drago, Jean-Louis Trintignant

Estate Violenta - screenshot 10

Nomeado para “Melhor Filme”, nos Globos de Ouro de Itália 1960. Perdeu para “Un Maledetto Imbroglio”, de Pietro Germi, com Pietro Germi, Claudia Cardinale e Franco Fabrizi.

“Melhor Actriz” (Eleonora Rossi Drago) e “Melhor Música”, pelo Sindicado Italiano dos Jornalista de Cinema 1960.

Estate Violenta - screenshot 8
Parte do baile nocturno

(atenção à fotografia e aos olhares)

Estate Violenta - screenshot 9

O Filme

Estate Violenta - screenshot 11

Temas da banda sonora

Estate Violenta - lobbycards - 2

Estate Violenta - lobbycards - 1

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s