Vigilante (2007)

Layout 1

 

Título original – The Lookout

 

Há pouco falei no novo filme com Liam Neeson (“A Walk Among the Tombstones”).

Vem assinado por Scott Frank, que assim faz a sua segunda longa-metragem.

A primeira é este muito recomendável “The Lookout”.

 

Chris é um estudante universitário e com uma crescente carreira desportiva.

Mas um acidente altera tudo isso, deixando-o com uma deficiência que o impede de memorizar coisas por muito tempo. O ganha-pão vem do seu modesto trabalho num banco, onde efectua limpezas à noite. Mas uma grande trapalhada se avizinha sobre Chris, quando se vê utilizado por um misterioso e engenhoso gang, que pretende roubar o banco. Tudo corre bem, Chris ganha os “tostões” que há tanto deseja e precisa. Mas…

De “utensílio”, Chris passa a bode expiatório. Mas como fugir? O desenlace será trágico e violento.

The Lookout - screenshot 1

Scott Frank já tem um enorme e respeitável curiculum como argumentista. Os seus méritos primam pela qualidade da escrita e pela diversidade de géneros que cria – desde o melodrama (“LIttle Man Tate”) à aventura (“Flight of the Phoenix”), da comédia (“Get Shorty”) à ficção científica (“Minority Report”) tendo também dado uma “saltada” pela televisão” (“Karen Sisco”, “Fallen Angels”). Mas tem mostrado mais interesse pelo thriller, seja de contornos clássicos (“Malice“, “Heaven’s Prisoners”), políticos (“The Interpreter”), fantásticos (“Dead Again”) ou românticos (“Out of Sight”).

The Lookout - screenshot 2

Para a sua estreia como realizador, Frank escolheu precisamente o género que mais aborda (e pelos vistos, domina), combinando o drama da vida diária do protagonista (com pouca vontade e apego na vida) com uma história sobre uma golpada (o protagonista vê-se transformado em “culpado”, sem conseguir encontrar uma saída e como provar a sua inocência).

The Lookout - screenshot 3

A combinação é eficaz e cativante, e Frank sai-se muito bem na sua estreia. Ritmo suave, mas envolvente, dando espaço aos personagens e tempo para que se possa criar o devido desenvolvimento deles e a necessária empatia com o espectador.

A parte dramática comove e faz-nos sentir aqueles personagens como pessoas próximas.

Mas quando a narrativa entra na parte criminal e de suspense, o filme agarra o espectador, deixando-nos em permanente sobressalto, seja pela forma como o protagonista se mete na alhada, seja pelo desenrolar do assalto, seja pela procura de solução para o enorme desespero em que o protagonista é metido.

Para tal, muito ajudam o poder emocional de um conjunto de sequências muito bem encenadas (o acidente do protagonista, as conversas entre o protagonista e o amigo, o assalto ao banco e o que se segue, culminando na confrontação final de inevitável poder de impacto).

The Lookout - screenshot 4

The Lookout - screenshot 5

The Lookout - screenshot 8

Os actores estão todos impecáveis, encabeçados por um notável Joseph Gordon-Levitt (que vinha desse magnífico “Brick”, um dos mais originais thrillers dos últimos largos anos – os anos seguintes confirmaram o seu talento e Levitt tem tido uma carreira muito interessante) e um extraordinário Jeff Daniels, até a um óptimo naipe de secundários (o vilão de poucas falas e dedo leve no gatilho está muito bem caracterizado e provoca temor). Só é pena que a bela Carla Gugino tenha pouco tempo de antena (mais valia pô-la como a femme fatale da história).

The Lookout - screenshot 7

A crítica recebeu muito bem esta estreia, embora o público a tenha rejeitado (apesar do baixo orçamento do filme, o filme foi um flop).

 

Mas não se deixem orientar (mal) por tal “falhanço”.

“The Lookout” é uma estreia auspiciosa de um realizador, foi uma das grandes surpresas de 2007 e mereceu estar entre os melhores filmes do ano.

O filme já anda no nosso mercado há muitos anos e a bom precinho.

The Lookout - screenshot 9

Realizador: Scott Frank

Argumentista: Scott Frank

Elenco: Joseph Gordon-Levitt, Jeff Daniels, Matthew Goode, Isla Fisher, Carla Gugino, Bruce McGill, Alberta Watson

 

Trailer

 

Orçamento – 16 milhões de Dólares

Bilheteira – 4 milhões de Dólares (USA); 5 (mundial)

 

“Melhor Primeiro Filme”, nos Prémios Independent Spirit 2008.

Esteve nomeado para “Melhor Filme – Drama” e “Melhor Argumento”, nos Prémios Satellite 2007. Perdeu, respectivamente, para “No Country for Old Men” e “Juno”.

The Lookout - backstage

Para ser convincente como cego, Jeff Daniels passou vários dias com cegos, através de um centro de acompanhamento e treino de invisuais, para aprender a forma de viver o dia-a-dia das pessoas com esta deficiência.

Para conseguir ter um ar de cansado e desorientado, Joseph Gordon-Levitt passou várias noites a dormir pouco.

Sam Mendes e David Fincher foram ponderados para a realização. Com a saída de ambos, Frank decidiu assumir a realização.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s