Entre o Amor e o Pecado (1947)

Daisy Kenyon - Poster 1

 

Título original – Daisy Kenyon

 

Os anos 40 foram um bom período para o melodrama.

Eis um bom exemplo.

Joan Crawford protagoniza – é uma das rainhas da época e do género.

Dana Andrews e Henry Fonda disputam o seu coração.

Otto Preminger “arbitra” a confrontação.

Bons motivos para a descoberta deste título.

 

Daisy Kenyon é uma artista, independente e forte, cujo coração divide-se entre dois homens – Dan O`Mara, advogado de sucesso, devoto a Daisy mas incapaz de conseguir pôr um término ao seu falhado casamento; Peter Lapham é um veterano de guerra, viúvo, calmo e que se sente totalmente feliz na companhia de Daisy.

Perante as incertezas de Dan, Peter parece ser aquele que mais conseguirá dar uma estabilidade sentimental a Daisy.

O casamento dá-se, tudo parece correr bem, mas Dan anuncia o seu divórcio.

E agora? Para quem vai bater o coração de Daisy Kenyon?

Daisy Kenyon - screenshot 1

Daisy Kenyon - screenshot 2

Daisy Kenyon - screenshot 3

Eficaz melodrama, com uma boa dose de sentimento, assente no clássico triângulo romântico, bem contado e interpretado.

Daisy Kenyon - screenshot 4

Daisy Kenyon - screenshot 5

Daisy Kenyon - screenshot 6

Daisy Kenyon - screenshot 8

Joan Crawford muito bem, a compor uma das suas mais interessantes personagens (mas inferior á fantástica “Mildred Pierce” – que lhe deu um Oscar), ainda que se mova num contexto narrativo algo telenovelesco (no fundo é vermos Joan/Daisy ao ritmo de “Eu Tenho Dois Amores”).

Andrews e Fonda estão igualmente bem, a comporem homens completamente caídos por Joan/Daisy.

Daisy Kenyon - screenshot 13

Excelente guarda-roupa para Joan (a quem tudo lhe caía bem).

Excelente fotografia (aquele rosto de Joan, filmado em meia-luz…!!!).

Daisy Kenyon - screenshot 10

Não desmerece a visão e a descoberta, mas há (bem) melhor na filmografia de Preminger (“Laura”, “Forever Amber”, “The 13th Letter”, “Bonjour Tristesse”) e Crawford (“Mildred Pierce”, “Johnny Guitar”, “A Woman`s Face”).

Daisy Kenyon - screenshot 12

Um competente melodrama à 40s e à imagem de Joan Crawford.

 

Recomendável.

 

“Daisy Kenyon” tem edição portuguesa (medíocre em extras) a preço nada dramático.

A edição americana (com legendas em espanhol e inglês) é mais recomendável – conta com comentários de um historiador de Cinema, um documentário sobre Preminger, um documentário sobre o filme e um folheto interactivo.

Daisy Kenyon - Poster 5

Realizador: Otto Preminger

Argumentista: David Hertz, a partir do romance de Elizabeth Janeway

Elenco: Joan Crawford, Dana Andrews, Henry Fonda, Ruth Warrick, Martha Stewart

 

Trailer

 

Daisy Kenyon - Poster 7

Música de David Raksin (“Laura”).

Fotografia de Leon Shamroy (“Leave Her to Heaven”).

Daisy Kenyon - Poster 4

Por estipulação contratual com Crawford, o set estava com uma temperatura que Fonda e Andrews consideravam demasiado fria. Crawford tratou de dar a ambos uma quente roupa interior.

Daisy Kenyon - screenshot 9

Numa entrevista dada nos anos 70, Otto Preminger afirma não ter memória deste filme.

Joan Crawford afirmou que sem a presença de Preminger o filme seria uma grande trapalhada. Mesmo assim, Crawford considera que o resultado final foi mais ou menos atrapalhado.

Daisy Kenyon - Poster 6

O Lux Radio Theater emitiu a versão radiofónica, de 60 minutos, em Abril de 1948. Só Dana Andrews é que retomou o seu personagem.

 

Daisy Kenyon - Poster 8

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s