From Up on Poppy Hill (2011)

From Up on Poppy Hill - Poster 3

É uma das mais recentes maravilhas dos maravilhosos Estúdios Ghibli, liderados pelo lendário realizador Hayao Miyazaki.

Desta vez, o encantador contador de histórias fica “apenas” na função de argumentista, deixando a realização ao filho Goro (que já tinha assinado o bonito “Gedo Senki – Tales from EarthSea”, em 2006).

1963, Yokohama. Umi é uma menina estudante do secundário, vive com a mãe e irmãs e perdeu o pai na guerra. Shun é membro do Quarter Latin, o clube de leitura e de encontros culturais da escola, é órfão, tem um pai adoptivo e procura saber qual é o seu pai verdadeiro. Umi e Shun conhecem-se, a empatia, carinho e amizade (e até algo mais) são imediatos. A relação sofre uma ligeira ruptura quando Shun descobre que o seu passado está relacionado com Umi. Mas ambos juntam esforços para revitalizar o clube e assim conseguir convencer o director da escola da relevância de tal associação. É certo que o passado que os une tem contornos tão emaranhados como os grandes romances literários, mas um happy end até nem é impossível.

Apesar de não enveredar pelo campo da fantasia (como é habitual nos títulos do estúdio) e abordar questões mais reais e humanas, o filme de Goro é puro Ghibli e Miyazaki.

Para além da maravilhosa animação, rica em detalhes e cor (ao mais puro estilo do estúdio – vejam-se a palete de cores, a textura dos ambientes, o recorte da paisagem), há também lugar para encanto na narrativa, ainda que mais “real” que o habitual. Ganhamos estima pelo clube, pelas suas actividades e pelo empenho dos seus elementos. Mas o encanto máximo está mesmo na relação entre Umi e Shun. Ainda que seja uma relação com os seus percalços, quando os vemos juntos (e com a magnífica ajuda da mágica música e dos simples, inocentes e profundos diálogos) sentimos a magia pura da amizade e do amor adolescente (recordando-nos semelhantes e grandes momentos de Miyazaki em títulos anteriores – “Dartacão e os 3 Moscãoteiros”, “Tom Sawyer”, “Princess Mononoke”).

Apesar de não ser um título vintage do lendário estúdio, “From Up on Poppy Hill” é um encanto de cinema de animação, que nos devolve a inocência da adolescência e toda a magia do cinema de animação japonês, principalmente o daquele notável estúdio.

Como é óbvio, e infelizmente, o filme está inédito no nosso país.

(façam como eu, recorram a outros “mercados”)

 

“Melhor Filme de Animação”, pela Academia Japonesa 2012.

Site – http://kokurikozaka.jp/index.html

Facebook – https://www.facebook.com/FansOfStudioGhibli

Trailer

Os Miyazaki continuam activos. O pai já tem mais um pronto e já estreou no Japão (onde bateu recordes de bilheteira). O filho já anda na pré-produção de mais um.

O novo do pai Miyazaki chama-se “Kaze Tachinu – The Wind Rise” e fala sobre Jiro Horikoshi, o homem que desenhou e criou os aviões usados pela aviação japonesa na Segunda Guerra Mundial. Por causa da delicadeza de tal tema, o filme já levantou controvérsias.

Site – http://kazetachinu.jp/

Trailer

Sites dos Estúdios Ghibli

http://www.onlineghibli.com/

http://www.studioghibli.net/

http://www.ghibli.jp/

http://site.studioghibli.com.br/

O Museu (que chegou a ter Goro Miyazaki como director)

http://www.ghibli-museum.jp/en/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s